Foto: Ducati Multistrada sistema de válvulas Desmodrômico.

OHC ou DOHC qual o melhor – Carburador com marcha lenta anormal, entrada falsa de ar ou.. –

Foto: Ducati Multistrada sistema de válvulas Desmodrômico.

Foto: Ducati Multistrada sistema de válvulas Desmodrômico.

Bom dia, recentemente vi que a yamaha esta para lançar a Ténéré 250 que possui comando OHC. Possuo uma tornado, que possui comando DOHC. Gostaria de saber qual é o melhor e vantagens de cada um. Obrigado. Pedro, 22, Curitiba, PR.

R: Pedro, o objetivo do comando de válvulas é empurra-las contra molas (no sistema desmodrômico das Ducati é diferente) para abri-las e deixar que se fechem ao soltar.
Ocorre que quanto mais massa tiver nas peças em movimento menor será a rotação máxima do motor, porque as molas passam a flutuar e não fecham completamente nas rotações mais altas.
Ao colocar dois comandos (DOHC), um sobre cada sistema de válvula (admissão e escape) os engenheiros conseguem diminuir em muito a massa em movimento recíproco, permitindo uma rotação maior, sem flutuação.
O sistema OHC, tem um comando apenas e o movimento para as válvulas é transmitido por meio de “gangorrinhas” ou balancins que podem adicionar mais massa do que o sistema acima. Eu disse “podem” porque depende muito do material de que é feito cada peça, além disso há um sistema do meio termo. Onde o comando (único) funciona empurrando as válvulas de admissão diretamente e as de escape por maio de balancins. Esse método, construido com materiais mais nobres como válvulas de titânio tem sido utilizado com muito sucesso nas modernas motos especiais de cross 4t e em especial na nova BMW S1000RR.
Como você pode perceber, não há um sistema melhor do que o outro. Depende de outros fatores, desde o desenho geral do motor e de cada peça individualmente até o material de que são feitas essas peças.
Há um conceito generalizado (errado) de técnicos que dizem que o sistema DOHC é melhor porque permite menor massa recíproca mas isso não é tão determinante, porque nesse sistema, em contrapartida, há mais massa em rotação que pode prejudicar a aceleração. Tem tido bastante sucesso o sistema do “meio termo”. O OHC com o comando atuando diretamente sobre as válvulas de admissão e por balancins nas de escape.
No caso da Yamaha o sistema é OHC convencional, com balancins nas duas funções de admissão e escape. Abraços.


Olá Bitenca. Como leitor frequente do motonline, do qual aproveito para agradecer a tantas e ótimas informações, venho mais um vez pedir sua orientação porque até agora não encontrei alguém que pudesse me ajudar a encontrar o defeito. Dessa vez minha Twister 06, está com a rotação no motor muito estranha. 1º acontece que ao liga-la ou ela não afirma/segura a rotação baixa e afoga ou se eu deixar ela mais acelerada(3000rpm), quando ela esquenta um pouco já está chegando nos 6000rpm!!! 2º regulando aceleração, por ex. quando está com motor aquecido eu tenho que deixar a rotação em +-1300rpm para que quando eu desacelere a rotação do motor volte rapido aos 1300rpm, mas se eu deixar 5 segundos parada no semáforo ela afoga derepente. Se eu regular para ela ficar um pouco mais acelerada em 1500rpm(quando aquecida) na lenta, a rotação quando reduzindo de 5000 para a mínima ela reduz muito(muito mesmo) lentamente. Recentemente troquei o filtro de ar e vela, semana passada meu pai e eu limpamos o carburador(desta vez apenas a cuba) que estava com gicles bastante entupidos, limpei o filtro de gasolina, lubrifiquei os 2 cabos do acelerador, lubrifiquei o bujão do afogado e dei mais tensão na mola do mesmo. Lubrifiquei tudo o que eu achei estar relacionado. Nos primeiros kms a rotação baixa-normal afirmava com mais rapidez, no entanto eu ainda tinha que segurar um pouco no acelerador para não cair rotação sozinha até afogar. Mas agora piorou novamente igual a início de meu texto. E agora onde pode estar o defeito? Qualquer coisa este final de semana vou limpar o carburador por completo e ver se é possível dar mais tensão na mola do retorno da borboleta. Desde já agradeço sua atenção e provável ajuda. Obrigado. Thiago, 25, Bauru, SP.

Foto: Filtro de gasolina universal

Foto: Filtro de gasolina universal

R: Thiago, ia lhe perguntar se não há entrada de ar falsa pelo coletor de borracha do carburador mas como você identificou sujeira na cuba acho mais provável esse problema. Às vezes o tanque acumula muita sujeira e o filtro original não dá conta de reter tudo. Como ele funciona pelo princípio de decantação (além da tela fina) alguma sujeira pode passar pelo sistema, com tamanho suficiente para entupir justamente o menor dos giclês, o da lenta.
A melhor solução é colocar um filtro de papel na mangueira de combustível. Você pode colocar um universal, de automóvel, que nunca vai restringir o fluxo normal de combustível. Muitos filtros de gasolina “especiais” para motocicletas restringem a passagem complicando o funcionamento em subidas longas ou em velocidade final. O de automóvel, de diâmetro de uns 50mm pode ficar meio desajeitado sob o tanque mas é o que funciona melhor e por tempo indeterminado. Verifique apenas se o diâmetro da mangueira é compatível.
Quando for colocar o filtro dê uma boa limpada na cuba, a menor partícula pode criar problema. Depois regule a lenta e o parafuso de ar como na matéria abaixo do motonline. boa sorte.