Os números dos Grandes Prémios em Brno

Os números dos Grandes Prémios em Brno

Os números dos Grandes Prémios em Brno

Uma selecção dos principais números antes do Cardion AB Grande Prémio da República Checa.

2013 – O nono lugar de Dani Pedrosa em Donington elevou o total de pontos da sua carreira para 2013, tornando-se assim no espanhol com mais pontos somados em Grandes Prémios, com apenas mais um que Alex Crivillé.

159 – Valentino Rossi e Giacomo Agostini são os dois pilotos com mais pódios em todas as classes de Grande Prémio, cada um com 159 pódios.

149 – A 11ª posição de Loris Capirossi em Donington foi a 149ª vez que terminou nos pontos na categoria rainha. Apenas dois pilotos contam com mais resultados nos pontos no MotoGP – Carlos Checa, com 150, e Alex Barros, com 195.

99 -O terceiro lugar de Loris Capirossi no ano passado em Brno foi a 99ª que esteve no pódio em Grandes Prémios. Ele ainda espera tornar-se num dos apenas sete pilotos a contarem com um total de 100 pódios em Grandes Prémios.

57 anos – O dia da corrida em Brno marca o 57º aniversário do Grande Prémio do Ulster de 1952, prova em que Ken Kavanagh ganhou a corrida de 350cc para se tornar no primeiro australiano a vencer um Grande Prémio.

28 – Apesar dos dois pilotos de fábrica da Yamaha terem caído em Donington, Colin Edwards aumentou o total de pódios da marca no MotoGP. A Yamaha teve pelo menos um piloto nos três primeiros nas últimas 28 corridas, uma sequência que começou na primeira corrida do ano passado no Qatar. Esta é a mais longa sequência de pódios sucessivos para a Yamaha desde que conseguiram 40 resultados consecutivos nos três primeiros durante as épocas de 1989, 90 e 91.

28 anos – No dia da corrida de Brno passam exactamente 28 anos desde que um piloto britânico venceu um GP pela primeira vez; o feito foi da autoria de Barry Sheene no Grande Prémio da Suécia de 1981, em Anderstorp.

24 – Mattia Pasini celebra o 24º aniversário no dia antes do início dos treinos em Brno.

16 – O mais jovem piloto a tempo inteiro nas 125cc, Jonas Folger, celebra 16 anos no dia antes do início dos treinos do Cardion AB Grande Prémio da República Checa.

15.004 segundos – A margem de vitória de Valentino Rossi no GP checo do ano passado é a maior de sempre no seco desde o início da era das 4 tempos de MotoGP.

11 – O segundo lugar de Colin Edwards em Donington foi a 11ª vez que terminou no pódio desde que se estreou nos Grandes Prémios no Japão, em 2003. Isto faz com que seja o piloto com mais pódios na categoria rainha sem nunca ter ganho uma corrida.

11 – A Aprilia venceu as últimas 11 corridas na classe de 125cc – a mais longa sequência de triunfos da marca.

2 – A Honda venceu duas das três corridas do Grande Prémio de Inglaterra. A última vez que a Honda ganhou duas corridas num Grande Prémio foi em Portugal, em 2006, quando Toni Elias venceu no MotoGP e Andrea Dovizioso nas 250cc.