Anote tudo e use a planilha; controle completo e absoluto dos custos para manter sua moto

Quanto custa manter sua moto?

Uma pergunta muito comum para quem vai comprar uma moto é: Será que eu tenho grana suficiente para sustentar a moto depois de comprá-la ? Será que essa moto cabe no meu bolso ? Essa dúvida pode ser esclarecida através da avaliação detalhada de todos os itens que compõe o custo de manutenção e propriedade da moto. Ou seja, quanto custa possuir e usar uma motocicleta.

Anote tudo e use a planilha; controle completo e absoluto dos custos para manter sua moto

Anote tudo e use a planilha; controle completo e absoluto dos custos para manter sua moto

Imagine uma situação extrema em que uma pessoa compra uma moto e nunca a usa. A moto fica o tempo todo parada numa garagem. Mesmo sem gastar combustível, essa moto está gerando custos para o proprietário. O custo de licenciamento (IPVA, DPVAT, etc), o custo do seguro, o custo da desvalorização ao longo do ano, o custo de manutenção mínima da moto (lavagem, lubrificação, etc). Outros custos podem aparecer, como o custo da vaga para estacionamento da moto na residência do proprietário e por aí vai.

Além desses custos ”fixos”, que acontecerão quer o usuário ande na moto ou não, temos os custos variáveis. O principal custo variável é o consumo de combustível, mas existem outros como o consumo de óleo para o motor, o consumo de pastilhas de freio, o consumo da coroa, da corrente e do pinhão da transmissão (quando for o caso).

Moto parada também paga imposto

Moto parada também paga imposto

Obviamente, o custo variável será tanto maior quanto mais a moto andar. Mas ao mesmo tempo em que o custo variável aumenta o custo total, ele diminui o custo fixo por km rodado pois diluirá esses custos a cada novo quilômetro adicionado ao odômetro.

Para facilitar a conta, elaborei uma planilha (clique no link para usá-la) que calcula o custo da moto a partir de dados informados pelo dono. A planilha é simples e é baseada em valores que o dono da moto vai colocar. O primeiro valor a colocar é o preço da moto hoje em dia. Esse preço da moto será usado em duas contas: o cálculo do IPVA e o cálculo da depreciação.

O segundo valor é o preço da moto daqui a um ano. A maioria das motos desvaloriza de um ano para outro. Essa desvalorização é um dos principais custos de propriedade. Isso é particularmente cruel nas motos zero km que desvalorizam muito no primeiro ano (entre 20 a 30%). Marcas de moto com reputação ruim também desvalorizam bastante. Se a moto valorizar de um ano para outro (raro, mas acontece) tanto melhor ! O custo de propriedade da moto será diminuído.

Mesmo os pequenos gastos com manutenção devem ser considerados

Mesmo os pequenos gastos com manutenção devem ser considerados

Agora informamos o valor do seguro. Se o dono não fizer seguro, é só zerar esse valor. Em seguida informamos quatro valores em relação à manutenção: pneus, óleo, transmissão e freios. A ideia aqui é colocar quanto custa uma troca desses itens e quantos quilômetros eles duram. De posse desses números saberemos quanto custa por km rodado cada item desses.
Finalmente, vamos informar quantos quilômetros a moto vai rodar por semana, qual o consumo médio de combustível da moto (km/litro) e o preço do litro de combustível. De posse desses números vamos saber quantos reais serão gastos com combustível por quilômetros rodado. A planilha então calculará quanto cada quilômetro gasta e fará a estimativa de quanto o dono irá pagar por semana, mês e ano para ter a moto.
Ficou fora dessa conta o valor da prestação do financiamento ou do consórcio. Esse valor não faz parte do custo da moto e sim do valor da moto. O custo da prestação da moto na verdade é apenas os juros pagos do financiamento ou a taxa de administração do consórcio. O valor do principal e o valor do bem não são custo. Essa conta não é trivial de fazer e foge do objetivo dessa versão da planilha. Experimentem e me digam o que acharam.

Colaboração enviada através do link “Você no Motonline“. Faça como o “Boko Moko” e compartilhe sua informação com milhares de leitores clicando aqui. Use o espaço abaixo para comentários.