Queda deixa Marronzinho sem previsão de retorno

V¡tima de um violento tombo na largada da bateria da SX1 no Supercross no £ltimo s bado, em Santa Luzia (BH), JoÆo Paulino, o Marronzinho, j  est  em sua casa, em Laguna (SC), desde a noite de ontem. Exames iniciais nÆo apontaram nada mais grave, mas o piloto sente fortes dores nas costas e nÆo sabe quando voltar  a correr.

Levado ao Hospital JoÆo XXIII, em Belo Horizonte, Marronzinho teve diagnosticado um trauma na coluna, al‚m de pancada no rim direito. Ele est  tamb‚m com o nariz inchado e com um hematoma em volta do olho direito. “Estou bem dolorido. Preciso de ajuda para quase tudo”, disse o piloto da Pro Tork Racing Team, que recebeu alta na madrugad a de domingo. Ele nÆo sabe quando poder  voltar a correr. “S¢ terei uma no‡Æo melhor depois dos exames que vou fazer nesta semana. Mas ‚ praticamente certo que eu nÆo dispute a pr¢xima etapa do Supercross”, seguiu, sobre a prova a ser realizada em Barretos (SP) no pr¢ximo dia 6.

Ele chegou a perder a consciˆncia depois da queda. “A primeira curva era para a esquerda. O Roosevelt Assun‡Æo me pressionou bastante e chegamos a nos tocar. Foi quando perdi o controle da moto, caindo para o lado direito. No chÆo, fui atropelado por um monte de motos. Tive dificuldade para respirar e nÆo sentia nada da cintura para baixo. A¡ eu apaguei, perdendo a consciˆncia, mesmo”, descreveu Marronzinho, que havia feito o melhor tempo no treino classificat¢rio, garantindo o ponto extra. “S¢ lembro entÆo de quando estava na ambulƒncia, j  com os movimentos das pernas, mas com uma do r muito, muito forte nas costas. Passei por exames e fiquei em observa‡Æo por algumas horas no hospital. Foi um susto muito grande.”

Ele ainda sofre com o inc“modo na regiÆo. “NÆo consigo levantar sozinho. Minhas costas doem demais, tenho tomado rem‚dio a cada quatro horas. NÆo consigo ficar muito tempo em p‚, tamb‚m. Mas quero me recuperar o mais r pido poss¡vel para voltar a acelerar”, concluiu.

Vice-campeÆo brasileiro na MX1, Marronzinho vinha de uma s‚rie de provas disputadas nas £ltimas semanas. Al‚m da corrida final do Brasileiro e da abertura do Supercross, ele competiu no JapÆo, terminando a oitava etapa do campeonato nacional da modalidade na oitava coloca‡Æo.