Torcuda: conheça a MT-01

Torcuda: conheça a MT-01

Torcuda: conheça a MT-01

Moto-conceito apresentada pela Yamaha no SalÆo de T¢quio de 1999, a MT-01 chega ao mercado importada oficialmente. SÆo 1700 cc e 15 kg de puro torque

Uma das estrat‚gias de marketing mais eficientes para vender um produto novo ‚ torn -lo tÆo sedutor e atraente que despertar  a compulsÆo pela compra imediata. Foi assim que nasceu o conceito da Yamaha MT-01, disposta a criar nÆo s¢ um produto in‚dito, mas tamb‚m um estilo de vida, na carona das cl ssicas colecion veis como Harley-Davidson. Por isso essa moto j  chegou ao mercado acompanhada de uma extensa lista de acess¢rios tanto para moto quanto para o motociclista que inclui at‚ j¢ias e rel¢gios.

O visual ‚ estonteante. Mas, antes de sair com ela esque‡a aquela hist¢ria de trocar as marchas acima das 10.000 rpm e dos flertes com o cortador de rota‡äes. Tudo o que o motor da MT-01 e seus 1.670 cc tem para oferecer est  dispon¡vel antes das 5.000 rpm. E sÆo apenas algumas das caracter¡sticas pouco usuais de uma moto que se propäe a criar impacto, desde que foi concebida.

Tamb‚m apague da mem¢ria potˆncias absurdas acima de trˆs d¡gitos, porque o grande prazer est  no segundo dado mais comentado do motor: o torque bestial de 15,3 kgf.m a 3.750 rpm.  essa a proposta desta m quina, tanto que na Europa foi apelidada de Sport Torque, o que numa versÆo tupi-motocicl¡stica poderia ser traduzida como Torque Esportivo! Ali s, depois de muita pesquisa nÆo encontramos a explica‡Æo para sigla MT, a menos uma bem-humorada e alucinada: Muito Torcuda!

Torcuda: conheça a MT-01· primeira vista, o choque vem das linhas ousadas, bem diferentes de tudo que se vˆ nas ruas, principalmente nas brasileiras. Quando foi apresentada no SalÆo de T¢quio de 1999, a MT-01 era apenas uma moto-conceito, longe de ser comercializada. Na ‚poca, representava um sonho dos designers da marca, um entre os v rios conceitos que atraem o p£blico para os estandes em grandes saläes internacionais. Mas, a MT-01 fez tanto sucesso que foi logo desenvolvida para ganhar as ruas e, principalmente, as estradas. O visual foi mantido, mas a parte mecƒnica teve de se tornar mais “vi vel”. A moto criada pelos engenheiros da Yamaha com seu enorme motor V2 oferece torque em qualquer marcha, conforto e esportividade.

O resultado desse trabalho chegou ao p£blico internacional em 2005, com um enorme motor completamente voltado para o torque e acelera‡Æo. Trata-se de um dois cilindros em V de 1670 cc, com comando OHV e quatro v lvulas por cilindro. Produz “apenas” 90 cv a 4.750 rpm, mas o ¢timo torque chega aos 15,3 kgf.m a baix¡mas 3.750 rpm. A alimenta‡Æo, por inje‡Æo eletr“nica deixa a moto bem acertada, at‚ mesmo para nossa gasolina. A transmissÆo ‚ tradicional, por corrente, e o cƒmbio tem cinco marchas. Em marcha lenta ela vibra como uma Buell, mas ‚ s¢ engatar a primeira e soltar a embreagem para o motor trabalhar liso. O V2 pode nÆo ser dos mais potentes, mas o ¢timo torque tem a pegada forte de uma “muscle bike”, bem ao gosto americano pelas arrancadas. Essa caracter¡stica remete imediatamente … outra muscle-bike da Yamaha, a V-Max 1200. O grau de parentesco ‚ evidente, mas como j  foi mostrado o novo prot¢tipo de uma V-Max repaginada, certamente a MT-01 nÆo substituir  a tradicional V-Max.

A parte cicl¡stica da MT-01 ‚ composta por chassi em ber‡o duplo de alum¡nio, tecnologia que a Yamaha empregou pela primeira vez na YZF-R6. E a MT-01 tem 243 kg de peso a seco, o que proporciona uma rela‡Æo peso/potˆncia de 2,7 kg/cv. Mesmo pesada para os padräes atuais, a dirigibilidade satisfaz desde o primeiro contato, com facilidade de condu‡Æo inclusive em baixa velocidade gra‡as ao ¢timo ƒngulo de ester‡amento e … distribui‡Æo de peso centrada na parte dianteira. O conjunto ‚ est vel e permite uma tocada esportiva sem “brigas com a moto”, pois a MT deita facilmente.

A suspensÆo dianteira ‚ por bengalas invertidas com 120 mm de curso e a traseira, monochoque com link, tem 117 mm de curso. A altura do assento em rela‡Æo ao solo ‚ de apenas 82,5 cm, sem problemas para pilotos a partir de 1,70m.

Da mesma forma que ela acelera de forma impressionante, os freios sÆo extremamente potentes, compar veis aos das superesportivas da marca: disco duplo de 310 mm de diƒmetro na dianteira, mordidos por pin‡as radias com acionamento radial e disco simples de 267 mm de diƒmetro traseira.

Diferente mesmo ‚ o design e a¡ est  a grande sacada da Yamaha. O farol da Yamaha MT-01 tem o formato de dois c¡rculos sobrepostos, com um sistema de ilumina‡Æo que produz o efeito de n‚on. A lanterna traseira, composta por LEDs, fica entre as ponteiras dos dois escapamentos. Ali s, as curvas do coletor de escapamento sÆo anodizadas em dourado, um “show” visual. Divertida de pilotar, a maior limita‡Æo da MT-01 pode ser o pre‡o, anunciado em US$ 30.000. Suas concorrentes serÆo as Buell 1200, Ducati Monster 1000 ou Triumph Speed Triple. Inicialmente, a muscle bike estar  dispon¡vel apenas na cor azul e estÆo previstas apenas 30 unidades no primeiro lote de importa‡Æo, o que lhe confere ainda o status de exclusividade!

FICHA TCNICA
Motor: 4 tempos, OHV, refrigerado a ar+¢leo, com radiador ¢leo, 4 v lvulas, 2 cilindro em V, 1.670 cc Diƒmetro x curso – 97.0 x 113.0 mm Taxa de compressÆo – 9.36 : 1 Potˆncia m xima – 90 cv a 4.750 RPM Torque m ximo – 15,3 kgf.m a 3.750 RPM Alimenta‡Æo – Sistema Yamaha de Inje‡Æo; Cicl¡stica: Quadro: chassi de alum¡nio CF-Die Cast ber‡o duplo Suspensäes: garfos telesc¢picos de 120 mm de curso e a traseira, monochoque composta por link Pneus: 120/70-17 na dianteira e 190/50-17 na traseira. Freio: Dianteiro: disco duplo de 310 mm de diƒmetro e pin‡a de quatro pistäes Traseira: um disco de 267 mm e pin‡a de dois pistäes; Dimensäes/Peso: Comprimento – 2.185 mm Largura – 800 mm Altura – 1.105 mm Altura do assento – 825 mm Distƒncia entreeixos – 1.525 mm Altura m¡nima do solo – 145 mm Peso seco – 243 kg Capacidade do tanque de combust¡vel – 15 litros; TransmissÆo prim ria – Engrenagens; TransmissÆo secund ria – Corrente; Rela‡Æo de redu‡Æo prim ria – 71/48 (1:479); Rela‡Æo de redu‡Æo secund ria – 39/17 (2:294); Embreagem – multidisco banhado a ¢leo; Cƒmbio – 5 velocidades, engrenamento constante; Quadro – Ber‡o duplo em alum¡nio
¶ngulo de c ster – 25ø; Trail – 103 mm; Pneu dianteiro – 120/70 ZR17 M/C 58W; Pneu traseiro – 190/50 ZR17 M/C 73W; Freio dianteiro – disco duplo de 320 mm de diƒmetro; Freio traseiro – disco de 267 mm de diƒmetro
SuspensÆo dianteira – garfo invertido; SuspensÆo traseira – Monoamortecida com link; Curso da suspensÆo dianteira – 120 mm; Curso da suspensÆo traseira – 117 mm; Cores – Azul Marinho. Pre‡o: US$ 30.000