Foto: Idário Café / Coma conquistou duas vezes o Dakar

Tricampeão mundial e bicampeão do Dakar, Marc Coma competirá no Sertões

Foto: Idário Café / Coma conquistou duas vezes o Dakar

Foto: Idário Café / Coma conquistou duas vezes o Dakar

O 18º Rally Internacional dos Sertões, que acontece entre 10 e 21 de agosto, com largada em Goiânia (GO) e chegada em Fortaleza (CE), faz parte do calendário do Campeonato Mundial de Rally Cross Country da Federação Internacional de Motociclismo (FIM). Não bastasse valer também como etapa do mundial, a prova brasileira é o segundo maior evento fora de estrada do planeta. Estes atrativos trarão Marc Coma, tricampeão mundial (2005/06/07) e bicampeão do mítico Dakar (2006/09), para competir mais uma vez no Brasil.

O piloto espanhol, que competirá pela equipe RED BULL / BREMA & MENICHETTI AMV, com apoio da Off Rush, tentará terminar os 4.486 quilômetros de aventuras entre Goiânia (GO) e Fortaleza (CE) sobre uma moto KTM. Serão 10 dias de muito sol, poeira e belas paisagens por seis Estados brasileiros – Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Maranhão, Piauí e Ceará – de quatro das cinco regiões que dividem o Brasil – Centro-Oeste, Sudeste, Norte e Nordeste.

O trajeto deste ano será caracterizado por ser 95% inédito e ser composto por 52,7% de especiais, um recorde na história do Sertões. O tricampeão mundial de Rally Cross Country, conta suas principais metas ao disputar a prova brasileira pela terceira vez.

Foto: Foto Arena / Carlo Collet ficou em 2o lugar no Sertões 2009

Foto: Foto Arena / Carlo Collet ficou em 2o lugar no Sertões 2009

“O objetivo é tentar vencer a prova. Seria uma conquista especial para o meu currículo e, além disso, a vitória é importante pensando no Campeonato Mundial. Também tenho que pensar na preparação e em ganhar quilometragem para a disputa do Dakar do ano que vem”, disse Coma.

Quarto colocado na edição 2010 do Dakar, o espanhol afirma que o Rally dos Sertões é uma prova bem desgastante, para o piloto e para o equipamento. “Já disputei o Sertões outras vezes. É uma prova bem longa e muito dura”, completou o piloto de 34 anos.

A tarefa de Coma, entretanto, não será das mais fáceis a partir da próxima terça-feira (10/08). Além de outros pilotos estrangeiros de grande expressão no atual cenário internacional, como o francês David Casteu (Sherco 450SP), o espanhol terá pela frente uma série de brasileiros igualmente capazes de conquistar a vitória na 18ª edição do Rally dos Sertões. Entre todos eles, destaque para Zé Hélio (BMW 450), pentacampeão da prova.

Nos últimos anos, além de todo o desafio proposto aos competidores, o Sertões tem se mostrado uma prova perfeita como preparação para o mítico Dakar. O francês Giniel de Villiers e o espanhol Carlos Sainz venceram a prova brasileira em 2008 e 2009 na categoria carros, respectivamente. Não por acaso, foram também os campeões das edições seguintes do maior – e mais difícil – Rally do planeta.

Com patrocínio de Petrobras, Gillette Desodorantes e Camargo Corrêa, a 18ª edição do Rally dos Sertões conta com o apoio dos Estados de Goiás, Tocantins e Ceará e do Ministério do Esporte através da Lei de Incentivo ao Esporte. O evento ainda conta com supervisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).