VII Conferência Internacional de Perícias em Crimes Cibernéticos

Participantes da VII Conferência Internacional de Perícias em Crimes Cibernéticos apresentam seus mais recentes trabalhos de pesquisa e investigação na área de computação forense e segurança digital

Autoridades brasileiras e internacionais, especialistas, consultores e pesquisadores das áreas de segurança da informação, computação forense e direito eletrônico, se reúnem em Brasília/DF, entre os dias 15 e 17 de setembro, com o objetivo de discutir novas técnicas e ferramentas que auxiliem no combate aos chamados crimes cibernéticos. O encontro se dará na Conferência Internacional de Perícias em Crimes Cibernéticos (ICCyber 2010), que é um dos mais importantes eventos de tecnologia e perícias em informática da América Latina.

O evento é realizado pela Associação Brasileira de Especialistas em Alta Tecnologia (ABEAT), em convênio com a Polícia Federal, por meio do Serviço de Perícias em Informática (SEPINF) do Instituto Nacional de Criminalística (INC). O FBI – Federal Bureau of Investigation (Polícia Federal dos Estados Unidos), é também uma das entidades apoiadoras, fundamentais tanto na formatação do conteúdo como no suporte institucional e no convite para a participação dos demais organismos e polícias internacionais.

Em 2010, o evento pretende reunir, no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, em Brasília, mais de 800 conferencistas de várias partes do Brasil e do exterior. O público da ICCyber é composto por policiais e agentes públicos responsáveis pela persecução dos crimes cibernéticos, bem como por autoridades federais, estaduais e municipais, especialistas e gestores públicos e da iniciativa privada da área de segurança da informação.
Espera-se, nesta sétima edição da Conferência, a participação de mais de 20 países e de diversos núcleos de tecnologia do Brasil e do exterior. A edição 2010 será composta de três eventos principais: VII Conferência Internacional de Perícias em Crimes Cibernéticos (ICCyber 2010); V Conferência Internacional de Ciência da Computação Forense (ICoFCS 2010); III Conferência Internacional de Treinamento e Exposição do Capítulo Brasília da HTCIA (IBTCE 2010).

OBJETIVOS – A ICCyber se tornou um importante foro internacional de discussão onde policiais, profissionais de tecnologia da informação e pesquisadores de todas as partes do mundo podem apresentar seus mais recentes resultados de pesquisa e investigação em todos os aspectos relacionados aos crimes cibernéticos e à informática forense. Além de sessões técnicas, com a apresentação de artigos científicos, a Conferência oferece seminários, treinamentos, apresentações comerciais e exibições diversas.

Além disso, o evento tem como meta promover a cooperação internacional e estratégica entre as polícias, universidades, centros de pesquisa e os especialistas em computação forense, visando a contínua troca de experiências e conhecimentos. A ICCyber também visa fomentar discussões que levem ao aperfeiçoamento das legislações relativas aos crimes cibernéticos, em âmbitos nacional e internacional, além de promover treinamentos em técnicas, métodos, processos e ferramentas relacionados à computação forense e à segurança digital.

COMBATE AOS CRIMES CIBERNÉTICOS
Com a expansão do número de usuários da intenet no Brasil, houve também um crescimento dos chamados crimes cibernéticos. Em 2008, por exemplo, a Polícia Federal registrou cerca de 25 mil diferentes golpes virtuais enviados por e-mail. Durante a edição 2010 da VII Conferência Internacional de Perícias em Crimes Cibernéticos, os maiores especialistas nas áreas de segurança da informação, computação forense e direito eletrônico, discutirão formas de combate a esses e outros crimes virtuais.

Problemas como pedofilia, crimes contra o sistema financeiro, espionagem e até mesmo falsidade ideológica, estarão na pauta da ICCyber 2010. Com o desenvolvimento de novos sistemas de coleta e análise de dados, diversas instituições policiais de todo o mundo terão a oportunidade de compartilhar seus conhecimentos com o intuito de combater os cybercriminosos com mais eficiência.

No Brasil, a Polícia Federal tem buscado o aperfeiçoamento e a capacitação de seus peritos criminais como forma de se preparar para os desafios impostos pelo cibercrime. Exemplo disso é a criação do programa de mestrado profissional em Informática Forense, projeto desenvolvido em parceria com a UnB e com recursos do PRONASCI. O programa é uma iniciativa pioneira na América Latina e a primeira turma, composta de 30 alunos, entre peritos federais e estaduais, finalizará os estudos no ano que vem. Com este programa, a Polícia Federal espera incrementar a produção científica e as ações de inovação no combate aos crimes cibernéticos.

SERVIÇO – EVENTO: ICCyber 2010
PERÍODO: de 15/09/2010 a 17/09/2010
LOCAL: Setor Hoteleiro Sul, Quadra 6, Lote 1, Conjunto A – Centro de Eventos e Convenções Brasil 21 – Brasília/DF
SITE OFICIAL: www.iccyber.org