yamaha-xsr900-abarth-9

Yamaha XSR 900 Abarth: a moto mais linda que você verá hoje

Em linhas gerais, podemos considerar os italianos como mestres do design, especialmente quando falamos da indústria dos motores. O famoso estúdio Italdesign (que desenhou ícones como DeLorean DMC-12, o VW Golf MK1, Lotus Espirit, Lamborghini Gallardo e Alfa Romeo Brera, por exemplo) esta aí para comprovar esta afirmação. E se reunirmos os melhores traços do mundo junto da engenharia japonesa? Nasce a Yamaha XSR 900 Abarth, uma moto linda e incrível que você precisa conhecer. E conhecer agora.

O melhor de dois mundos: o visual café racer dos anos 1960 com tecnologia de ponta: eis a Yamaha XSR 900 Abarth

O melhor de dois mundos: o visual café racer dos anos 1960 com tecnologia de ponta: eis a Yamaha XSR 900 Abarth

Cabe iniciar dizendo que a moto é uma edição especial – e limitadíssima, com apenas 695 unidades a serem produzidas – da XSR 900 que, por sua vez, deriva ligeiramente da Yamaha MT-09. Então a XSR 900 Abarth é a café racer moderna mais bonita e agressiva que as mentes italianas poderiam imaginar? Pelo visto, sim. E se você não ligou o nome à pessoa, a Abarth é aquela empresa que nasceu como uma montadora de carros e há algumas décadas assina projetos de versões esportivas – e apimentadas – de veículos que são expostas ao varejo, especialmente para a Fiat (que comprou a Abarth), como o 500 Abarth, que roda por aqui.

Esta parceria Japão – Itália também está presente na MotoGP, visto que por três anos consecutivos a Abarth é a patrocinadora oficial e a fornecedora dos automóveis para a equipe Yamaha Movistar MotoGP. Além disso, a marca italiana lançou uma versão hatch tão exclusiva quanto a nova XSR 900 para acompanhá-la, o Abarth 695 XSR, com motor 1.4 turbo de 180 cv. Serão apenas 1.390 carros fabricados, 695 sedans e 695 conversíveis. Como ‘irmão’, o carro traz as mesmas cores da Yamaha e também usa e abusa de elementos em fibra de carbono.

A Yamaha tem um 'irmão', o 695 Abarth. Ambos produzidos em escala limitadíssima. Da Yamaha XSR 900 Abarth serão produzidas apenas 695 unidades

A Yamaha tem um ‘irmão’, o 695 Abarth. Ambos produzidos em escala limitadíssima. Da Yamaha XSR 900 Abarth serão produzidas apenas 695 unidades

XSR900 Abarth, uma café racer Yamaha moderna

Carenagem e para-brisa em fibra de carbono, semi guidões, banco monoposto confeccionado em camurça e com costura vermelha, lanterna traseira em LED, tanque em alumínio com detalhes em vermelho e ‘Abarth’ grafado, escapamento Akrapovic em titânio com saída dupla e uma pequena placa com o numeral da unidade produzida. Tudo isto reforça o design minimalista desta café racer, que chega para suprir o desejo ardente que todo motociclista guarda em seu íntimo “de possuir e conduzir o tipo de moto que vai sempre fazer você se sentir no topo” – palavras da Yamaha.

Carenagem acoplada ao farol redondo em fibra de carbono, banco monoposto em camurça, elementos em LED. Para mover o conjunto, o brutal tricilíndrico de 115 cv e 8,9 kgf.m de torque

Carenagem acoplada ao farol redondo em fibra de carbono, banco monoposto em camurça, elementos em LED. Para mover o conjunto, o brutal tricilíndrico de 115 cv e 8,9 kgf.m de torque

Como se não bastasse todo o design, ele traz consigo o motor tricilíndrico de 847cc, que gera 115 cv de potência máxima (10.000 rpm) e 8,9 kgf.m de torque (8.500 rpm). Um espetáculo. Assim como a MT-09, a XSR 900 Abarth também possui três modos de pilotagem, e recebeu novo controle de tração e sistema de embreagem deslizante. Na frente, suspensão invertida e dois grandes discos de freio de 298 mm que trabalham junto do ABS. Na traseira, um disco simples de 245 mm. Os pneus largos (120 mm na dianteira e 180 mm na traseira) também reforçam a identidade agressiva da café racer.

Quer sentir um pouco mais do espírito desafiador da XSR 900 Abarth? Assista ao vídeo promocional criado para o modelo. E enquanto sonhamos com esta moto aqui no Brasil, onde não há qualquer anúncio oficial sobre comercializá-la, na Europa motociclistas já podem se dar ao prazer de pilotá-la. Por lá, o preço tem uma pequena variação de um país para outro, mas na Itália, por exemplo, a Yamaha XSR  900 Abarth é vendida a € 12.490,00 (algo próximo de R$ 42,8 mil). Uma bagatela diante da exclusividade e prazer ao guidão deste projeto intimidador.

Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.