Design renovado e muitas qualidades off-road inseridas no projeto

Ducati Multistrada 1200 Enduro chega ao Brasil

Ducati Multistrada 1200 Enduro

A moto foi apresentada neste final de semana (08-10-2016) em Curitiba

Design renovado e muitas qualidades off-road inseridas no projeto

Design renovado e muitas qualidades off-road inseridas no projeto

A Ducati – que recentemente se associou a ABRACICLO – apresentou neste final de semana em Curitiba (PR), durante o evento Brasil Motorcycle Show, a nova Multistrada 1200 Enduro.
” Fazer parte da principal entidade do setor nos ajudará a enfrentar este momento delicado da economia brasileira e nos dará força para traçarmos juntos uma trajetória bastante sólida para a marca Ducati aqui no Brasil. Desde a minha chegada no país, em agosto de 2015, nosso foco de trabalho, juntamente com o novo time da Ducati, tem sido entregar ao consumidor a melhor experiência possível sobre duas rodas” destacou o CEO da empresa, Antonino Labate.
Sobre essa nova fase, também Fernando Filie, Gerente de Marketing da Ducati Brasil afirmou durante nossa visita a uma concessionária em Curitiba: “Estamos fazendo todos os esforços para retomar a credibilidade que a marca merece, esforços no pós-venda e monitoramento nos serviços estão atingindo os padrões que a marca faz juz”.

Antonini Labati CEO da Ducati di Brasil apresentou a nova Ducati 1200 Multistrada Enduro

Antonini Labati CEO da Ducati do Brasil apresentou a nova Ducati 1200 Multistrada Enduro

A Ducati Multistrada 1200 Enduro destaca a entrada da marca em um segmento importante de mercado, o das motos maxi-enduro. O design é característico, a aparência foi renovada e atualizada com a inserção de vários recursos off-road.

A Multistrada 1200 Enduro vem equipada com tanque de combustível de 30 litros, o que garante cerca de 450 quilômetros de autonomia. A moto traz de fábrica um conjunto de itens de série, como: rodas raiadas de 19’’ na frente e 17’’ na traseira, suspensão eletrônica semi-ativa Sachs – Ducati Skyhook (DSS – dianteira e traseira) com 200 mm de curso em cada roda, ABS para curvas, luzes de curva (DCL), controle de tração Ducati (DTC), controle de elevação (wheeling) da roda (DWC).

03_multistrada_enduro

160 cv de potência, achou pouco?

Outros recursos incluem o controle de velocidade eletrônico (cruise control)  e o módulo de Bluetooth, que permite ao piloto conectar a moto com um smartphone. Além disso, graças à conexão Bluetooth o novo Multistrada Link App – disponível para o iOS e em breve também para o Android – permitirá conectar o smartphone e registrar dados, como velocidade, ângulo de inclinação, potência, consumo e outros dados.

11_multistrada_enduro

Tecnologia de sobra

A Multistrada 1200 Enduro é o primeiro modelo Ducati que recebeu o Controle de Parada do Veículo (VHC). O sistema foi desenvolvido para auxiliar o piloto a arrancar em subidas sem necessidade de controlar os freios.

A moto é movida pelo motor de 160 hp Ducati Testastretta DVT (Distribuição Desmodrômica Variável) com homologação do modelo EURO 4, equipado com um novo sistema de escapamento. A Ducati Multistrada Enduro tem quatro mapeamentos do motor -Enduro, Turismo, Esportivo e Urbano.

08_multistrada_enduro

Vocação para uso misto, na terra e o asfalto

Os intervalos de manutenção foram ampliados para 15.000 km ou um ano, e o ajuste de sincronização de válvulas para 30.000 km.

A previsão de chegada do novo modelo é para o fim de novembro.

02_multistrada_enduro

Modos de potência ajudam na domesticação do motor

Multistrada Enduro 1200 com preço promocional de lançamento

A Ducati Multistrada 1200 Enduro terá valor especial de lançamento de R$89.900,00. Este preço promocional somente será garantido para os 50 primeiros clientes que adquirirem o novo modelo até o final do ano. *valor promocional válido até o dia 31/12/2016.

MOTOR

Tipo Testastretta – dois cilindros em L  com comando de válvulas variável, desmodrômico, 4 válvulas por cilindro, duas velas por cilindro, arrefecido a líquido
Cilindrada 1198,4 cm³
Diâmetro x curso 106 mm X 67,9 mm
Potência 160 HP @ 9.500 rpm
Torque 136Nm @ 7500 rpm
Sistema de alimentação Injeção eletrônica Bosh, Corpos de borboleta elípticos Ø 56mm (equivalente) e acelerador eletrônico

TRANSMISSÃO

Transmissão primária Engrenagens
Câmbio Seis velocidades
Relação final Corrente selada, relação 15 x 43
Embreagem Múltiplos discos em banho de óleo, acionamento hidráulico, servo assistida na aceleração e com ação deslizante na desaceleração

CHASSI

Tipo Treliça em tubos de aço
Rake / Trail 25º / 110mm
Suspensão dianteira Garfo telescópico invertido Sachs Ø48mm ajustável eletronicamente na compressão e retorno (Ducati Skyhook – DSS)
Curso da suspensão dianteira 200 mm
Suspensão traseira Amortecedor único Sachs em braço oscilante de alumínio com braços duplos – totalmente ajustável, compressão, retorno, pré-carga da mola. Controle eletrônico Ducati Skyhook – DSS)
Curso da suspensão traseira 200 mm

PNEUS e RODAS

Dianteira Roda raiada sem câmera aro de liga leve, 3.0 x 19
Traseira Roda raiada sem câmera aro de liga leve, 4.5 x 17
Pneu dianteiro Pirelli Scorpion Trail II 120/70 R 19
Pneu Traseiro Pirelli Scorpion Trail II 170/60 R 17

FREIOS

Dianteiro Discos duplos semi flutuantes Ø320 mm com pinças Brembo Monobloc de 4 pistões suportadas radialmente – ABS com programação para curvas
Traseiro Disco único Ø265 mm com pinça flutuante de dois pistões e ABS com programação para curvas

DIMENSÕES E PESO

Peso seco 225 kg
Peso em condições de marcha 254 kg
Altura do assento 890 mm (padrão)
Distância entre eixos 1.594 mm
Capacidade do tanque de combustível 30 litros

EQUIPAMENTO

Controle de parada do veículo, modos de pilotagem, modos de potência, Ride-By-Wire, ABS com programação para curvas, Controle de tração, Suspensão eletrônica Ducati Skyhook, controle anti wheelie Ducati, Cruise control, Ajuste de altura do para-brisa com uma mão, Sistema multi midia Ducati (DMS) Painel colorido TFT, farois em LED integral com adaptação para curvas, amortecedor de direção

 

Fonte e Imagens – Ducati

 



Pioneiro no Motocross e no off-road com motos no Brasil, fundou em 1985 o TCP (Trail Clube Paulista). Desbravou trilhas em torno da capital paulista enquanto testava motos para revistas especializadas.