Foto: Bitenca

Bateu, não pega mais – Dia bom, dia ruim – Restaurando a CG 86

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Bom Dia! alguns dias atrás tive uma pequena colisão com minha moto Fazer 250, e depois disso ela não liga mais engatada, antes era só pressionar a embreagem com o “pesinho”, fechado. O que posso estar verificando para que ela volte ao normal? Grato! Vinícius, 27, São Paulo, SP

R: Vinícius, pelo sintoma que você indica me parece que o interruptor do manete da embreagem ou o do pezinho devem estar desligados ou não funcionam. Os dois interruptores são ligados em série (um depois do outro) e devem os dois estar acionados, fechados ou abertos, dependendo do tipo do circuito de ignição, para que o motor funcione.
Verifique o funcionamento dos dois interruptores, o do pezinho e o do manete com um medidor de continuidade (pode ser um multitester na função x1 ohms) e sua conexão com o resto da fiação da moto. Pode ainda haver algum fio interrompido. Boa sorte,

Grato pela informação! Isso mesmo um dos fios estava interrompido, mas já arrumei!

Tem dia que ando de moto e estou muito hábil: faço as curvas com maestria, freio na medida certa e consigo até ficar parado sem colocar os pés no chão. Entretanto, em outras ocasiões, sou o maior braço duro. Parece que perco a capacidade de me equilibrar. É normal essa variação de equilíbrio? Obs: Não é cachaça! Quando ando de moto não bebo álcool. Juliano, 31, Maringá PR

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

R: É normal sim Juliano, tem uns dias em que a gente está melhor do que em outros. Fique atento às suas reações e reflexos sempre que sai com a moto e aprenda a pilotar de acordo com eles, para sua segurança. Ande no máximo a 80% de suas habilidades no dia a dia, mantendo sempre uma reserva para os imprevistos. Treine em condições controladas e use sempre o equipamento adequado, capacete, luvas, jaqueta apropriada, calças grossas e botas, nunca fique desatento. Motociclismo é um exercício de foco e concentração, nunca relaxe a atenção enquanto está pilotando. No trânsito, não adianta ter razão se você ganha uma lesão. Boa sorte e feliz 2010.

Ola amigos etou com um problema, pois comprei um carbuador paralelo da marca scud para minha CG 125 1986, que estou restaurando, mas estou com o pe atraz, sera que seria melhor comprar um original e pagar mais de 500 reais? nao sei o que faço e nem quanto a regulagem se seria melhor com o original. muito obrigado pela atençao. Vinicius, 22, Chapecó, SC.

R: Vinícius, se você quer que sua moto tenha o original procure por ele, mas esse paralelo deve funcionar bem se for adequadamente regulado.
Ele deve vir com os giglês e agulha já montados e na melhor condição. Faça as correções de acordo com as explicações nas matérias do motonline. Carburação 1, Carburação 2 e Carburação 3. Boa sorte,

Bom dia Bitenca, no e-mail anterior eu me enganei. o problema ocorre na decida ao estar reduzindo a moto, e ao puxar o acelerador para retomar velocidade ela entao falha muito mas estabiliza logo depois de um tempo, para melhorar essa falhaceira tenho que (abaixar toda a agulha, ou seja levantar ate em cima a roelinha) no e-mail anterior eu me enganei dice que tinha que levantar a agulha, me deculpe. so que dae o problema e outro ela nao sai do chao ao arrancar, sera que se eu substituir o gicle da baixa que no momento e o 38 resolve? eu nao sei ate que ponto o gicle da baixa pode atuar, porque ao reduzir a moto da empreçao que ao acelerar para retomar velocidade falta algo, ou ar ou gasolina, em alta rotaçao o gicle da baixa pode enfuenciar? talvez ele esteja admitinto combustivel de mais e a moto afoga? ou de menos? por favor Bitenca me ajude, voce e minha unica esperança, aqui na minha cidade da empreçao que ninguem entende nada, muito obrigado, e um feliz ano novo. abraçao.

Bem, então vamos lá, se você leu as duas primeiras matérias pelo menos, você vai entender o que vou dizer.
O circuito de lenta me parece muito rico, quando você desce a agulha ao máximo a superposição dos dois sistemas na faixa de aceleração logo acima da lenta favorece o funcionamento porque o excesso da lenta alimenta e compensa a falta da média quando você posiciona a agulha da forma que descreveu. Na verdade você deve procurar a regulagem definida de fábrica.
Procure na loja que você comprou o carburador novo quais as medidas corretas para os giclês de lenta e de alta e faça a substituição necessária, esta combinação que você está usando com certeza está errada e como o carburador não é original pode ter uma regulagem própria só dele.
Você deve conseguir regular a lenta conforme consta na matéria, com o parafuso de ar eliminando todas as falhas e assim as outras regulagens seguem o mesmo padrão.

Mais um detalhe Vinícius, que ia esquecendo. Como sua moto tem platinado a sua regulagem do ponto, influi sobremaneira na carburação. Antes de fazer a regulagem do carburador tenha certeza que o ponto de ignição está exatamente dentro do especificado e o platinado sem rebarbas pois assim ele pode dar a faísca em ponto incerto. Ao virar o virabrequim para acertar o ponto faça o teste sempre no sentido anti-horário, normal do motor. A abertura deve ser de 0.25 mm medido no ponto máximo de abertura mas pode variar um pouco.
O ajuste do ponto deve ser feito normalmente virando a mesa que suporta todo conjunto do platinado mas eventualmente, pequenos ajustes finais podem ser feitos pela abertura, desde que não altere em muito a medida de 0,25 mm.
A moto deve pegar de primeira, com compressão, o ponto da ignição e carburação perfeitos – Boa sorte.