formulae1

Campeonato FIA Fórmula E

A FIA, governadora do esporte motor com motores de combustão interna, parece ter reconhecido o óbvio: os carros elétricos têm toda chance de substituir pelo menos uma porção da frota automobilística mundial. Assim, ela já tem em mente um campeonato mundial para carros elétricos. Ainda não se sabe se as provas serão nas mesmas pistas atuais, nem se os atuais fabricantes de carros de GP se manterão na briga.

Os fabricantes de veículos híbridos já têm planos de fazer carros esporte–competição, mas os de motos GP chegarão bem antes. BMW, Honda, KTM, Suzuki, Yamaha são grandes possibilidades.

O carro elétrico mais veloz atualmente é o KleenSpeed EV-X11, e a possibilidade de vencer a primeira dessas corridas dará sérios benefícios de imagem de quem o conseguir.

No momento a(s) fábrica(s) com maior número de carros elétricos em produção é a Aliança Renault-Nissan: Renault Twizy ZE (zero emissões), gama Renault Kangoo ZE, Renault Fluence ZE, Renault Zoe ZE e Nissan Leaf. Por outro lado, nos ultimos três anos, a Renault vem vencendo a Fórmula 1. Uma relação com a Red Bull Racing traria imensas vantagens, com a colaboração de Adrian Newey, o mais respeitado projetista de carros de corridas da história da Fórmula 1.

Mesmo no reino dos carros de produção, já existem alianças entre Tesla e Toyota, BMW/MINI, Mercedes/smart, Chrysler/Fiat e ‘solteiros’ como Audi, Ford, General Motors, Honda e Tata.

Até abril do ano que vem os interessados em entrar neste campeonato terão de se apresentar ao FIA Formula E Championship para 2013.