Conheça mais sobre a categoria SM3 Incentivo

A cidade de Brasília recebe, nos dias 26 e 27 de julho, a 2ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Supermoto, no Autódromo Internacional Nelson Piquet.

Dentre todos os atrativos da prova, um deles vem chamando a atenção do público e gerando comentários entre os pilotos: a criação da categoria SM3 Incentivo.

A categoria é aberta para as motocicletas nacionais de quatro tempos de até 250cc homologadas pela CBM. As motos que podem competir são: XTZ 250X, TTR 230, Tornado 250, CRF 230 e Sundown 200. Neste primeiro ano, apenas quatro etapas contam com a categoria: os pilotos da classe SM3 Incentivo correrão o Campeonato Brasileiro de Supermoto na 1ª etapa, em Piracicaba, 2ª etapa, em Brasília, 5ª etapa, em Goiânia e 6ª etapa, em Rio Grande do Sul.

Nas outras categorias, a promessa também é de muita disputa. Na categoria SM1, Rafael Fonseca é o líder com 25 pontos, seguido de Rômulo Bothel Alvarenga Neto, na segunda posição, e Marcel Sona,em terceiro.

Na SM2, Rafael Pascholin venceu a primeira etapa. Na segunda colocação está Paulo Rogério da Silva e em terceiro Wagner Alex Pavaneli. Silva Perez é o líder da SM3 com 25 pontos, logo atrás vem Juliano Meira com 20 pontos e Álvaro Candido Filho com 16. O percurso por onde os competidores disputarão o título da etapa tem que ser homologado pela CBM e, deverá ter no mínimo 20% e no máximo 30% de terra.

A prova tem 20 minutos e mais 2 voltas. A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Supermoto acontece no dia 07 de setembro, em local a ser definido. O campeonato é patrocinado pela Pirelli e apoio do Governo do Distrito Federal (GDF) e a Secretaria de Esporte (SEL),.