Curitiba abre temporada do Brasileiro de Motovelocidade

Gilson Scudeler, na Supersport “A”; Nenad Djorvedick, na “B”; Paulo S‚rgio Santos, na 500 e William Pontes, na 125 4T, campeäes de 2002, estr‚iam na etapa de abertura do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade.

A prova ser  disputada nos dias 15 e 16 de mar‡o no Aut¢dromo Internacional de Curitiba, em SÆo Jos‚ dos Pinhais, Paran . O objetivo dos campeäes, entretanto, nÆo ser  uma tarefa f cil, reconhece Scudeler, que prevˆ uma temporada bastante equilibrada em 2003. Na sua opiniÆo, o campeonato ter  pelo menos cinco pilotos em condi‡äes de brigar pelo t¡tulo da atual temporada. Destaca o paulista C‚sar Barros, irmÆo de Alexandre Barros que disputa o Mundial de Motovelocidade; o goiano Cristiano Vieira; Adilson Cajur£ e Cerciari, ambos tamb‚m de SÆo Paulo.

“Vamos ter um campeonato bastante dif¡cil. Os advers rios sÆo bons. O n¡vel t‚cnico ser  equilibrado” afirma Scudeler, que este ano ampliou a sua equipe e ter  a presen‡a de um outro campeÆo brasileiro: Paulo S‚rgio Santos, da 500, que trocou de escuderia. Al‚m dele, a Scudeler Team continuar  a investir nos jovens talentos da motovelocidade brasileira, mantendo entre seus pilotos contratados, o mineiro Phillipe Thiriet, que disputar  a categoria 125 sub-17 anos.

Paulo Santos est  animado com a mudan‡a de time. “Fui para a melhor equipe do campeonato. Ela ‚ bem estruturada e profissional. Antes disputava com a minha pr¢pria equipe e me dividia entre me preparar tecnicamente e a solu‡Æo para os problemas que surgiam extracircuitos. Agora nÆo terei mais estas preocupa‡äes.  s¢ assentar e acelerar”, finalizou.

Ele sabe que mesmo com a estrutura de uma nova equipe sua vida nÆo ser  nada f cil na temporada. Paulo ter  como concorrentes diretos Dorival J£nior, Leandro Panad‚s, Alecsandre Di Grandi, o Doca, e o Gustavo Caitano que, no ano passado, dividiram com ele diversas curvas e retas de chegadas nas oito provas que integram o campeonato.

A novidade este ano ficou por conta da cria‡Æo de uma categoria na 125, a Sub 17 anos, que reunir  as jovens promessas da motovelocidade brasileira. Al‚m de Phillipe Thiriet, de 15 anos, estarÆo acelerando forte tamb‚m, Luis Carlos Pinto da Silva de 12; Pedro Luiz Guaran  de 15; Felipe Garcia de 16; Gilson Pessoa de 16; e as mulheres, Raphaela Del Bosco de 12; D‚bora Garcia de 13 e Juliana Figueiredo de 17.