campeões off-road

Disputas off-road já têm campeões antecipados

Restando alguns meses para o final do ano (e também etapas a cumprir nos calendários) alguns campeonatos de modalidades off-road pelo Brasil já conhecem seus campeões. Dentre os pilotos que receberam os troféus de forma antecipada, estão Lucas Basso, na categoria VX Pró do Brasileiro de Velocrss; Emerson “Bombadinho” Loth, na categoria Master do Paranaense e do Sul-Brasileiro de Enduro de Regularidade; e Gustavo Pellin, no Gaúcho de Enduro FIM.

Emerson, representando a equipe Pro Tork Racing, enfrentou 280km de trilha com muitas pedras, mata fechada e média justa, exigindo bastante concentração na navegação pelo universo off-road. “Sofri algumas quedas, me lesionei; acabei deixando o caneco do Brasileiro escapar. Felizmente, consegui estas conquistas e estou feliz por compartilhar este momento especial com minha equipe, fãs, família e amigos”, destacou, em Cascavel, onde a prova aconteceu no último final de semana. Agora, Bombadinho se prepara para enfrentar a sala de cirurgia. Ele esperou o encerramento da temporada para operar os dois joelhos, com o objetivo de sanar o estiramento de ligamentos. O retorno aos treinos deve acontecer no fim de dezembro.

Emerson Bombadinho Loth é campeão off-road antecipado no Paranaense e no Sul-Brasileiro de Enduro de Regularidade

Emerson Bombadinho Loth é campeão off-road antecipado no Paranaense e no Sul-Brasileiro de Enduro de Regularidade

Lucas Basso conquistou o quinto título brasileiro de velocross da sua carreira, competindo neste final de semana em Tapejara (RS), entrando para o time dos campeões antecipados de 2016. “Estou muito feliz. Quando comecei a andar de moto, nunca imaginei que poderia ser pentacampeão brasileiro, sem contar as conquistas no Gaúcho. O ano foi quase perfeito, só faltou o título nacional da VX2, mas espero chegar lá em 2017”, disse o piloto, membro do Team Rinaldi. Irmã de Lucas, Maiara Basso venceu a bateria e recebeu o troféu de campeã gaúcha de velocross pela classe VXF Importada.

campeoes off-road

campeoes off-road

 

Correndo na cidade de Santa Clara do Sul (RS), pela sexta e penúltima etapa do Gaúcho de Enduro FIM, um dos principais estaduais off-road do Brasil, Gustavo Pellin levou mais um troféu para casa e entrou para o time dos campeões antecipados de 2016. Na verdade, mais dois, afinal o piloto sagrou-se campeão na categoria E2 e também no quadro geral. “O ano de 2016 foi 100%, uma temporada perfeita para mim. O título gaúcho off-road é muito importante, já que o campeonato é um dos mais fortes do país. Temos a última etapa pela frente, mas a minha responsabilidade por resultado terminou. Agora, é hora de descansar e já pensar em 2017″, frisou o piloto bicampeão da E2, e que agora soma cinco títulos gaúchos na carreira.

Gustavo Pellin entrou para o time dos campeões antecipados de 2016 em grande estilo: com dois troféus

Gustavo Pellin entrou para o time dos campeões antecipados de 2016 em grande estilo: com dois troféus

Outros pilotos colegas de Gustavo na equipe Sacramento Racing também levantaram troféus de campeão neste final de semana. Diego Colett e Cassiano Tebaldi venceram novamente e confirmaram os títulos do Campeonato Gaúcho de Enduro FIM nas categorias E1 e E40, respectivamente. Além deles, Nielsen Bueno segue líder -e muito próximo de conquistar o título- na categoria Over 35 do Campeonato Brasileiro de Super Enduro. Neste domingo ele venceu mais uma etapa, em Campinas (SP).

Fora do off-road, vitória dupla de José Duarte no Nordeste de Motovelocidade

Longe do barro do off-road e do frio do Sul do Brasil, José Duarte #97 (Capacetes Shark, Instituto Le Santé, e Macacões One-X) simplesmente voou nas duas etapas da primeira rodada dupla do Campeonato Nordeste de Motovelocidade. Correndo pela categoria 600cc, ele estabeleceu a pole, obteve a volta mais rápida e assegurou a vitória nos dois rounds.

No grid, José Duarte alinhado com motos de maior cilindrada. Piloto cravou a pole, a volta rápida e a vitória

No grid, José Duarte alinhado com motos de maior cilindrada. Piloto cravou a pole, a volta rápida e a vitória

A prova aconteceu no Autódromo Virgílio Távora, localizado na cidade cearense de Eusébio. José cravou a melhor volta do dia em 1min19,243s, estabelecendo a melhor marca do ano na pista e, além disso, manteve uma velocidade média de 136.29 km/h, suficiente para manter os adversários distantes. “Estou muito feliz com essa vitória, e mais feliz ainda por ver tanta gente aqui no autódromo prestigiando pilotos de vários estados. É bom poder correr aqui novamente, não podemos deixar de ocupar esta pista. A organização da prova e a Federação Cearense de Motociclismo estão de parabéns pela realização do evento. É bom também ver que eles estão se preocupando com a formação de novos pilotos e isso vai fazer com que haja uma continuidade do que estamos vendo hoje”, afirmou. O Campeonato reúne pilotos dos estados da Bahia, Pernambuco, Piauí e Maranhão, nas categorias 125cc, 150cc, 250cc, 300cc, 600cc, 1000cc, Naked e Custom.

José também corre pelo SuperBike Brasil, onde troca sua Honda CBR 600RR pela Honda CBR 500R

José também corre pelo SuperBike Brasil, onde troca sua Honda CBR 600RR pela Honda CBR 500R

Com as duas vitórias, Duarte assume a liderança do Nordeste de Motovelocidade com 50 pontos, firme na esperança de ser um dos campeões do Campeonato, seguido por Renan Passos, em segundo com 42 pontos. O piloto também participa do SuperBike Brasil, onde integra a equipe Team Estrella Galícia 0,0 by Alex Barros, na categoria Copa Honda CBR 500R. A rodada dupla do Campeonato Nordeste de Motovelocidade também é válida pelo Campeonato Cearense de Motovelocidade-Copa Sol de Motovelocidade.

Separador_motos

Fonte: RL Comunicação; Pro Tork; Sacramento Racing;



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.