ducati-monster-797-1

Ducati dá nova vida à Monster 797

Apresentada ao mundo no final do ano passado, a Ducati Monster 797 agora é uma realidade e já passa a ser comercializada em diversos países. O modelo propõe uma verdadeira volta no tempo até a década de 1990, quando a marca italiana apresentou um conceito inovador de moto naked, com design agressivo e moderno, aliado a um motor de dois cilindros arrefecido a ar – e ele, em formato L-Twin, continua lá. “Tudo no Monster 797 nos leva de volta à icônica moto da década de 1990″, garante a Ducati em sua divulgação oficial.

Eis a nova Ducati Monster 797

Eis a nova Ducati Monster 797

A 797 chega para ser a moto de entrada ao universo Ducati, reassumindo o posto que deixou em 2014, quando a marca interrompeu sua produção (na época, Monster 796) para comercializar a Monster 821. Com o lançamento, a marca espera fazer a ‘pequena’ moto reviver seus anos de glória do ícone Monster, com elevados números de venda dos anos 1990 e início dos 2000. Aliás, citando o varejo, a moto deve vir com preços abaixo da linha Scrambler (hoje a mais acessível da marca) no mercado global, com o intuito de fazer da 797 a moto mais vendida da empresa italiana.

Volta às origens

Vamos nos divertir? A 797 é a encarnação de todos os valores do Monster e representa um caminho para o mundo da Ducati. É isto o que propõe e garante a Ducati em sua nota oficial sobre o novo modelo enfatizando o resgate histórico sob responsabilidade do lançamento, mas sem abrir mão da tecnologia. Para tal, a Ducati aposta em seu motor de 803 cc resfriado a ar (o mesmo da Scrambler 800), que gera 76 cv de potência máxima a 8.250 rpm, e 7,02 kgf.m de torque, a 5.750 rpm, e no design  traz elementos inconfundíveis da família Monster, como chassi em treliça exposto e farol redondo.

Clássico e moderno: o farol pode ser redondo, mas tem iluminação LED

Clássico e moderno: o farol pode ser redondo, mas tem iluminação LED

O câmbio é de seis velocidades com embreagem deslizante e a alimentação ‘do monstro’ se dá por sistema de injeção eletrônica, com borboleta de 50 mm. A suspensão dianteira é Kayaba do tipo invertida, enquanto a traseira é monoshock e ajustável – com braço duplo, e não apenas de um lado, como era na antiga 796 e acontece na 821. O sistema de freios tem na dianteira dois discos Brembo de 320 mm e quatro pistões, enquanto que na traseira há um disco de 245 mm e pistão simples, tudo funcionando junto com ABS Bosch. Com rake de 24º, trail de 90 mm, 16,5 litros no tanque e 805 mm de altura do solo, a Monster 797 marca 175 kg a seco na balança.

O painel de instrumentos é em LED, fornecendo informações sobre velocidade, rotação do motor, consumo, temperatura do óleo motor e relógio, além de dados sobre média parcial de  velocidade e consumo. A eletrônica da moto é simples, sem modos de pilotagem ou ajustes sobre controle de tração. Realmente um retorno às origens da marca, que exige alta sensibilidade aos seus pilotos.

Motor é o já conhecido L-Twin 803cc da marca. Na onda do 'menos é mais', acabaram ficando de fora controles de tração e modos de pilotagem

Motor é o já conhecido L-Twin 803cc da marca. Na onda do ‘menos é mais’, acabaram ficando de fora controles de tração e modos de pilotagem

O conjunto promete leveza e diversão, mesmo para motociclistas menos experientes. A Ducati afirma que 80% do torque da motocicleta está disponível já em 3500 rpm, o que dá uma dose a mais de curtição ao modelo e o encaixa ainda mais na proposta de tornar a nova Ducati Monster 797 uma moto de entrada, leve e boa de se pilotar. Mundo afora, o modelo está sendo vendido nas cores Star White Silk (branco com quadro e rodas vermelhas), o clássico Ducati Red (com quadro e rodas pretas) e Dark Stealth (totalmente na cor preta).

Ducati Monster 797 no Brasil e preço no exterior

Como dito lá no início, a Ducati Monster 797 está sendo comercializada em diversos países, devendo chegar a muitos outros em breve. Nos Estados Unidos, ela já está disponível nas lojas e custa aproximadamente U$9,295 (cerca de R$ 29.100,00). Na lista de países que devem receber o modelo logo nos próximos meses está a Índia, onde o preço especulado gira em torno de 6,50,000 rúpias (algo na casa de R$ 31.000,00). Sondando possibilidades, é possível afirmar que talvez a Ducati aproveite o Salão Duas Rodas 2017 (que acontecerá em novembro) para mostrar a Monster 797 ao Brasil – e também use a ocasião para sugerir seu preço – e comece a vender o modelo por aqui em 2018. Mas bem que poderia vir antes…

Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.