E o Mercado Cresce!

Em recente publica‡Æo no Motonline, houve uma manifesta‡Æo da Abraciclo mencionando que as vendas de motos no mercado interno em abril totalizaram 133 mil e 320 motocicletas, contra 143 mil 142 unidades comercializadas no mˆs anterior, uma diminui‡Æo de 6,9%. No entanto, quando comparados os meses de abril de 2006 e 2007, os dados do mercado interno apresentaram um aumento de 34,3%.

Segundo afirmou Paulo Shuiti Takeuchi, Presidente da Abraciclo, as vendas continuam demonstrando a alta aceita‡Æo da motocicleta como ve¡culo racional, principalmente na regiÆo norte e nordeste do pa¡s. “Ao contr rio do que a opiniÆo p£blica imagina, o n£mero da frota duas rodas cresceu, nos £ltimos oito anos, somente 181% em SÆo Paulo, enquanto na regiÆo norte o crescimento foi de 590% e na regiÆo nordeste de 372%. Este crescimento ‚ uma demonstra‡Æo clara do incremento dos transportes nacionais naquelas regiäes”, afirma Takeuchi.

“Os n£meros registrados nÆo sinalizam tendˆncia de queda da produ‡Æo e de vendas para os pr¢ximos meses. Pelo contr rio, continuaremos a crescer conforme as expectativas do setor”.

Portanto, com essa previsÆo de crescimento tÆo interessante, seria importante que fosse devidamente acompanhada por:

– uma elevada consciˆncia e investimentos por parte das ind£strias de moto pe‡as, acess¢rios e afins;
– uma acelera‡Æo nos estudos dos sistemas vi rios, principalmente nas cidades de SÆo Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, em principio, as campeÆs em numero de acidentes com motos;
– uma defini‡Æo maior a respeito do que chamamos de moto frete, onde h  muita gente trabalhando irregularmente;
– uma audiˆncia publica para se tratar o assunto Motocicletas, onde surgiriam novas defini‡äes e regras oficiais para esse universo que anda dando trabalho (no duplo sentido) para muita gente.

Espero que as Montadoras, Concession rias, lojas, Federa‡äes, Associa‡äes e entidades de classe se unam e provoquem essas a‡äes, o mais r pido poss¡vel, senÆo vamos continuar com o Seguro Obrigat¢rio exorbitante, acidentes fatais (s¢ em SÆo Paulo temos 50 em m‚dia por dia), outras concession rias que irÆo na esteira da NovaDutra para cobrar ped gio de moto e demais a‡äes aleat¢rias dos aproveitadores e beneficiados por esse crescimento, principalmente o Governo, que nada faz, mas sabe cobrar sua parcela em tudo que fazemos.