Final de ano com novidades na Kahena

Final de ano com novidades na Kahena

Final de ano com novidades na Kahena

Nesta reta final de 2008, ano em que o mercado de motos sofreu acentuado crescimento, a Kahena vem com várias novidades.

Uma nova revenda representando a montadora nacional será inaugurada na próxima semana na Av. Radial Leste, n° 3834, ao lado da passarela do metrô Belém, na zona leste de São Paulo. “A nova loja chama a atenção de quem passa de carro, e até de quem passa por dentro do metrô.

O prédio é amarelo com os detalhes em verde e branco, as principais cores da Kahena. Esta revenda é exclusiva, só trabalharemos com produtos da Kahena. Tenho vendido motos da Kahena há quase três anos, e pude perceber que é uma montadora diferenciada, tanto na hora de lidar com o cliente quanto na relação com nós revendedores. Tenho certeza que essa parceria será de grande sucesso. O ponto aqui é ótimo, o mercado está crescendo, e a Kahena tem potencial para ganhar cada vez mais espaço, em virtude de sua qualidade”. Explica Henrique Salles, proprietário da loja.

Para os motociclistas que esperam novidades no mercado, a Kahena traz a 250 Dual para enfim matar a curiosidade de quem a esperava, ou surpreender quem não sabia de seu lançamento. A previsão de apresentar o modelo durante o Salão da Motocicleta não se confirmou, mas as primeiras motos chegam aos revendedores de São Paulo nas próximas semanas. A 250 Dual assume o posto de moto mais completa da categoria, com freios a disco duplo na dianteira e disco na traseira, suspensão dianteira upside down (garfo telescópico invertido) e traseira monoshock (regulável), rodas de liga leve, dois cilindros, dupla carburação e alarme integrado com controle de partida à distância no mesmo dispositivo. Custa R$ 12.800,00.

O modelo utilitário da Kahena, a 125 K-Top, está com um preço promocional neste fim de ano. Custando R$ 4.990,00, vem equipada com freio a disco na dianteira, partida elétrica e a pedal, semiguidões e painel completo. É uma moto completa, pelo mesmo preço do modelo mais simples da montadora mais tradicional do país. Em comparação direta com o modelo completo da líder de mercado, a street da Kahena custa quase dois mil e trezentos reais a menos. “Custo-benefício. Esta é a palavra. Damos um preço justo aliado com qualidade, respeitando e valorizando nossos clientes. Queremos colocar cada vez mais Kahenas nas ruas, mas sempre respeitando o lema da empresa”. Diz Dirceu Vidal, diretor comercial da Kahena.

Pensando no Promot 3, a Kahena já adequou sua linha de motos para as novas leis que controlam a emissão de gases poluentes, que entram em vigor a partir do ano que vem.