Guerra na TV- o senhor do deserto

Lembra o Passat brasileiro que era feito para exporta‡Æo para o Iraque nos anos 80? Ele virou figurinha f cil nas imagens dos notici rios internacionais da nova guerra do Golfo.

Enquanto os americanos invadem o Iraque com os modernos jipäes Hummer e os ingleses com os Land Rover, o velho Passat, um dos ve¡culos mais populares do Iraque, ‚ usado pela popula‡Æo para tentar fugir dos supl¡cios da guerra. Se no Brasil o modelo ficou conhecido como Passat iraquiano, por l  ‚ chamado de Passat Brazili.

O Passat tipo exporta‡Æo surgiu de um acordo entre a Volkswagen, a Petrobras e o governo do Iraque. Em resumo: o carro era pago em petr¢leo, que era repassado pela Volks para a Petrobras em troca de dinheiro vivo.

Para atender ao mercado iraquiano, o ve¡culo sofria v rias modifica‡äes. A principal era o uso do motor MD-270 de 1,6 litro, ultrapassado se comparado com o AP das versäes brasileiras. E o cƒmbio tinha quatro marchas. Tudo para baratear a manuten‡Æo. J  o radiador de alum¡nio era trocado por um de cobre, para ajudar a dissipar o calor.

Mas, no conforto, o Passat iraquiano deixava as versäes nacionais para tr s. O painel era completo, como o do Santana CD, e tinha at‚ volt¡metro e medidor de pressÆo do ¢leo.

O carro, s¢ feito com quatro portas, vinha com ar-condicionado, um item fundamental no calor do deserto. J  os bancos eram Recaro e o do motorista tinha ajuste de altura. Mas a cor… Para atender ao gosto, ou mau gosto, iraquiano, os modelos com as carrocerias pintadas de vermelho, branco ou cinza tinham forra‡Æo em veludo vinho. O carro de cor azul tinha forra‡Æo cinza.

A Volks enviou o Passat para o Iraque de 1983 a 1988. A partir de 1986, por‚m, as exporta‡äes foram reduzidas e a montadora acabou lan‡ando o excedente de produ‡Æo no Brasil. No total, cerca de 170 mil unidades do Passat foram para o Iraque (um recorde de exporta‡Æo, na ‚poca). E, apesar de serem veteranos, muitos deles ainda enfrentam a labuta como t xi. Mas a guerra mudou o servi‡o. No passado uma corrida de Passat em Bagd  custava R$ 6. Agora, o servi‡o mais procurado ‚ a rota Bagd /fronteira. O pre‡o: US$ 1 mil (R$ 3.450).