Foto: Eduardo Rudnick venceu na 85cc

Leandro e Wellington vencem a primeira etapa do Brasileiro de Motocross

Foto: Eduardo Rudnick venceu na 85cc

Foto: Eduardo Rudnick venceu na 85cc

Mais de dezoito mil pessoas estiveram presentes no Centro Educacional de Trânsito Honda, em Indaiatuba, SP, neste domingo (29.03) para assistir a abertura do Brasileiro de Motocross nas categorias MX1, MX2, CRF230 e 85cc. Assim como no sábado, os pilotos presentearam o público com muita emoção e belas brigas na pista.

Participaram da prova 454 pilotos, batendo o recorde de competidores em circuito fechado na América Latina. O grande destaque do fim de semana foi o goiano Wellington Garcia.

Na primeira bateria do domingo, a MX2, ele largou na frente e ganhou a prova de ponta a ponta, sem sofrer grandes pressões dos seus rivais. A briga da corrida ficou pelo segundo lugar. No início da prova, a disputa ficou entre Roosevelt Assunção e Pipo Castro. Swian Zanoni, que terminou a 1ª volta em 16º, fez várias ultrapassagens e no meio da corrida, entrou no páreo. Com o pneu furado de Roosevelt e uma bela ultrapassagem sobre Pipo, Zanoni assumiu a vice-liderança e não largou mais.

Com a vitória na MX2 assegurada, Wellington voltou animado para a última bateria do dia, a MX1. O goiano largou bem mais uma vez, atrás apenas de Leandro Silva. Na sexta volta, ultrapassou Leandro, assumiu a liderança, mas acabou perdendo novamente o primeiro lugar na nona volta. A partir daí, Leandro abriu vantagem e ficou com a vitória, deixando o segundo lugar com Wellington.

“Estou muito feliz com os meus resultados de hoje. Uma vitória e um segundo lugar são um desempenho fantástico, que nem eu esperava. Achava que o Marrom viria mais rápido que eu, mas me surpreendi. Agora, espero repetir 2006, quando venci as duas categorias”, comentou.

O vencedor da prova MX1, Leandro Silva, também estava muito contente com o resultado. “Ano passado o título bateu na trave. Estive perto mas, em uma prova, a moto quebrou e acabei deixando escapar o campeonato. Este ano, comecei bem novamente e esperto que dê tudo certo”, explicou.

A 85cc foi uma das baterias mais emocionantes. Quatro pilotos lideraram a prova, mas, no final, quem tomou a bandeira quadriculada em primeiro lugar foi Eduardo Rudnick. Thiago Formehl, que largou em primeiro e liderou a prova em três oportunidades, ficou em segundo e Endrews Armstrong em terceiro. Na CRF 230, Richard Nunes venceu, seguido de Murilo Scisci e Nivaldo Viana.

A primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross tem o patrocínio de Honda e Móbil. Apoio de Concessionária Pró Link, Prefeitura de Indaiatuba e Funsol. A realização é da Federação Paulista de Motociclismo. Supervisão Confederação Brasileira de Motociclismo.

Confira os resultados da primeira etapa:
MX1
1º – Leandro Silva – 35:01.383 – Team Honda
2º – Wellington Garcia – 35:02.477 – Team Honda
3º – Roosevelt Assunção – 35:41. 732 – Suzuki / Petrobrás
4º – João “Marronzinho” Paulino – 35:54.799 – Protork
5º – Rafael Zenni – 35:59.094 – Suzuki/ Zenni Preparações

MX2
1º – Wellington Garcia – 35:48.676 – Team Honda
2º – Swian Zanoni – 35:52.426 – Team Honda
3º – Cristopher Castro – 35:54.723 – Geração Hyundai
4º – Rafael Faria – 36:11.321 – KTM / Castello Works
5º – Thales Vilardi – 36:13.534 – Team Honda

CRF 230
1º – Richard Nunes – 19:55.286 – Pro Race Preparações
2o – Murilo Scisci – 19:59.282 – IMS/Polisport
3º – Nivaldo Viana – 20:00.845 – Sanmell – Motos
4º – Marcos Roza – 20:02.780 – Multimaq
5º – Rafael Xavier – 20:10.232 – Prefeitura Municipal

85cc
1º – Eduardo Rudnick – 26:07.310 – Team Honda
2º – Thiago Formehl – 26:17.348 – Team Honda
3º – Endrews Armstrong – 26:25.757 – Dunas
4º – Kaio Miranda – 26:40.658 – Fox/Oakley
5º – Raul Faustino – 26:54.058 – Bia Calçados