Mercado loko, Tornado quente e curso de moto

Tio Tite, j  tive oportunidade de tirar algumas d£vidas com vocˆ, mas agora s¢ vou reclamar das f bricas instaladas no Brasil, s¢ temos uma grande gama de op‡äes na faixa 125/150, acima nÆo existe quase nada a um valor acess¡vel, isto ‚, abaixo de R$ 20.000,00, pois dali pulamos para as 225 da Yamaha que s¢ oferece op‡äes no estilo on-off road, depois temos as Twister e a Tornado, com 250cc, a¡ pulamos para a Falcon com 400cc, tamb‚m na linha on-off road, temos a finada CB500; e depois o pre‡o e a cilindrada das motos sobe muito. Eu tenho interesse em motos street, mas estou confinado na Twister e na Comet (que nÆo tive oportunidade de ver uma reportagem grande com um teste definitivo e uma boa avalia‡Æo da moto), nÆo existem op‡äes em nenhum fabricante nesta faixa de pre‡o para a linha de rua q nÆo sejam motos de baixa cilindrada (125/150). Como podem ter um departamento de marketing tÆo cego? A Twister vende como  gua, pois nÆo tem concorrente a altura, e tenho certeza que muitos compram Falcons por absoluta falta de op‡Æo para uma cilindrada maior que 250cc. A CB500 seria uma moto interessante, mas estava ficando ‘velha’, e com a chegada da Hornet, sua produ‡Æo foi encerrada, logo… tenho de continuar com a Twister, pois o mercado nÆo ‚ capaz de atender um segmento de p£blico que quer uma moto street de m‚dia cilindrada. Desculpa o desabafo, mas eu tinha de reclamar com algu‚m.
Eduardo Mammini
SÆo Paulo SP
Tudo bem, Edu, depois eu mando a conta do psic¢logo! Eu concordo com quase tudo que vc citou, mas fa‡o algumas observa‡äes: n¢s s¢ vamos testar a Kasinski Comet 250 no dia em que a esperta assessora de imprensa conseguir me localizar, j  que ela nÆo sabe onde fica o expediante do Motonline. A Yamaha 250 anti-Twister est  na boca do forno e deve pintar muito r pido no mercado. Tem concession rio que jura de p‚s juntos ter visto a moto. Ter  motor 250 com duplo comando, rodas de liga leve, freio a disco traseiro e um visual mais moderno do que a Twister. NÆo se iluda com um mercado cheio de modelos. O Brasil est  para o mercado de motos assim como a China para o mercado tˆxtil: tem de produzir em larga escala, senÆo nÆo compensa. Isso significa fazer muitas motos de poucos modelos. Se quiser desabafar mais, procure os gˆnios que criam taxas, pol¡ticas econ“micas anacr“nicas, juros altos, valoriza‡Æo especulat¢ria do Real, etc etc. Ah, a CB 500 j  saiu de linha.

Tornado quente
Pode ficar despreocupado Paulo Rog‚rio Pinto Mendes de Te¢filo Otoni ,a Tornado j  vem de f brica com revestimento na tampa lateral direita para amenizar o calor do escapamento e posso garantir que funciona muito bem. Faz um ano e meio que sou propriet rio de uma e jamais tive problemas com viagens longas com minha namorada.
Marcos Roberto Pinheiro
Nazar‚ Paulista – SÆo Paulo
Sim, a gente sabe da prote‡Æo, mas …s vezes um refor‡o com amianto ou alum¡nio pode ajudar. Obrigado pela explica‡Æo.

Rapidinha
TEM CURSO DE MOTOS EM CURITIBA?
LEO€O HAAG
CURITIBA
NÇO SEI!