Campo Grande vai receber o Moto 1000 GP neste final de semana (16 e 17)

Moto 1000 GP devolve Campo Grande ao circuito da velocidade

Em sua sétima e penúltima etapa, o Moto 1000 GP vai proporcionar aos pilotos e equipes a oportunidade de competição numa pista que, para maioria, representa total novidade. O Autódromo Internacional de Campo Grande (MS), palco das corridas marcadas para este domingo (17), é o sétimo a receber um evento da competição, homologada em 2013 como Campeonato Brasileiro de Motovelocidade pela CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo.

Campo Grande vai receber o Moto 1000 GP neste final de semana (16 e 17)

Campo Grande vai receber o Moto 1000 GP neste final de semana (15 a 17)

A chegada do Moto 1000 GP a Campo Grande tornou-se viável a partir das adequações promovidas no autódromo. “Nós sugerimos à prefeitura de lá algumas mudanças que deveriam ser feitas e tudo foi providenciando. Assim, a etapa do Campeonato Brasileiro vai recolocar a cidade de Campo Grande no mapa brasileiro de corridas com um evento que já atinge o nível internacional”, observa o organizador do campeonato, Gilson Scudeler.

O público de Mato Grosso do Sul vai acompanhar uma etapa decisiva da disputa pelos títulos brasileiros das cinco categorias da competição. A GP Light e a GP Máster, que formam um único grid, e a GP 1000, categoria principal, tem na pista motos com motores de 1.000cc. A GPR 250, instituída neste ano para fomentar a formação de talentos, e a GP 600 completam o cronograma da etapa, que será aberta na sexta-feira (15), com treinos livres.

Campo Grande oferece aos competidores elementos que tendem a dar mais competitividade aos treinos e às corridas da penúltima etapa de 2013. “A pista é novidade para a grande maioria, o que atende o nosso propósito de ter corridas no maior número possível de autódromos, as altas temperaturas daqui também oferecem um desafio importante para o desenvolvimento dos pilotos. O cenário todo favorece um grande espetáculo”, opina Scudeler.