Foto: Bitenca

Moto diamante, Fan chacoalha, Consumo CG150, DRZ400 de cross,

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Salve Bitenca?? Como vai amigo?? Camarada me tira uma dúvida. Leio revistas, sites relacionados a motos mas desconheço o que são exatamente dois itens. Um deles, se encontra na MT-03, trata-se do “quadro do tipo diamond”. Uma outra aula sua seria sobre exatamente a vantagem e o funcionamento do freio a disco “flutuante”. Desculpa Bitenca, sei que vc ja deve ter falado sobre isso, mas podes me ajudar amigo? Abraço e Feliz 2009. Sandro 31 Florianópolis – Santa Catarina
R: Claro Sandro, olha só: O chassis tipo diamante tem um único tubo descendo do tubo superior sob o tanque (backbone) que faz a fixação do motor. Normalmente utilizado em motos menores que essa MT03. Tradicionalmente o quadro de uma bicicleta convencional é do tipo diamante, porque se utiliza da construção triangular que proporciona rigidez à estrutura. Comercialmente esse nome passou a ser utilizado sem muito critério porque algumas marcas chamam sua estrutura em barras como o Deltabox sendo tipo diamante. Na verdade não deixa de estar correto se considerarmos que a estrutura do diamante é triangular e o delta também representa essa figura. Mais uma questão de marketing do que técnica, uma vez que essa denominação surgiu com o uso de material tubular na construção de chassis de motos mas se difundiu no mercado de forma indiscriminada porque em toda estrutura, até de pontes se utiliza da triangulação para proporcionar rigidez e leveza.
O freio a disco possui duas pastilhas que “mordem” o disco pelos dois lados e para funcionar corretamente as duas devem pressionar na frenagem e ceder à pressão para que o freio se solte. Há várias maneiras de fazer isso, nas revolucionárias Hondas 750 four dos anos 70 a pinça era suportada por uma barra que se movimentava lateralmente para que quando o único cilindro hidráulico acionasse por um lado do disco o outro aplicava e cedia à pressão pelo deslocamento lateral da pinça suportada pela barra com dobradiça. Depois os freios à disco em motos evoluíram para cilindros duplos, um em cada lado do disco. Nesse caso a aplicação e alívio da pressão sobre o disco se dá por uma comunicação dos dois cilindros de forma a promover o equilíbrio hidráulico entre os dois lados, ocorre que em alguns casos a sujeira acumulada entre um dos cilindros e pistão hidráulico às vezes agarra mais de um lado do que o outro fazendo com que a pressão sob os dois lados do disco fique desequilibrada. A solução foi fazer um disco que flutuasse lateralmente para que os dois cilindros tivessem uma folga para acomodar qualquer desequilíbrio entre eles provocados por diferença de atrito na aplicação da pressão. Uma desvantagem desse sistema é a fragilidade maior do conjunto rotor que aumenta a folga entre o disco e seu suporte por desgaste.
Abraços e FELIZ NATAL

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Tenho uma fan e não sei o que esta acontecendo.se eu tirar a mão do guidon ela vibra toda a frente já fiz a revisão de 8 mil e o problema não foi solucionado já reclamei e não tive nem um resultado gostaria de uma ajuda,qual sera o problema? João, 39, São José dos Campos, S.P.
R: João, pode ser uma série de coisas, por exemplo: Pneu mal montado, tendo uma parte do talão do pneu fora do encaixe do aro; caixa de direção solta; frente e/ou chassis tortos como conseqüência de algum tombo ou batida; rolamentos da roda estragados, frente mal montada gerando tensão nos componentes da suspensão e/ou roda. Melhor levar em outra oficina, pois parace que essa não adiantou…
boa sorte

Olá, sou leitor assiduo do motonline e estava relendo alguns testes e pude notar no teste da CG150 sport que o consumo na pista com gás 100% aberto, foi médio de 30,1km/l, porém minha moto desde que adquiri em 2005 nas mesmas condições não faz mais de 24km/l, já levei na concessionária inumeras vezes, e inclusive num dos mecanicos mais antigos e renomados da cidade e ninguém conseguiu fazer o consumo baixar, o que posso fazer para reduzir o consumo já que ela está consumindo mais do que uma 250cc. Pensei até em substituir o carburador e o comando pelos da titam 150, seria viavél??? Eder 24 Mogi Guaçu – SP
R: Eder, consumo é uma coisa difícil de se comparar, depende de tantas variáveis que os 6Km/l de diferença que você aponta pode ser considerado insignificante. Além do mais essa motinha tem um motor mais sedento que as outras CGs e até algumas 250. Só da maneira de pilotar, qualidade do combustível, temperatura e altitude do local onde você roda pode fazer mais diferença do que essa que observas. Se seu objetivo é maximizar a economia o melhor seria pegar um modelo menor e mais orientado a esse fator. Abraços

Olá.Minha dúvida é o contrário das de 10/08.A DRZ 400E aguentaria o tranco numa pista de motocross ? Sei que teria que regular as suspensões para os saltos.Minha pretensão é continuar com 4T e dar um up saindo da minha CRF230, mas não quero as 250 Rs. E com partida eletrica e documentação então, acho que seria perfeita pra mim, pois só busco diversão,então quais as minhas outras opções entre a 230 e as 250 Rs ??? Rodrigo 32 :adamantina, sp.
R: Rodrigo, Sem radicalismos ela vai bem sim. Como outras opções de motos Enduro que já são maiores, tanto quanto a DRZ 400: KTM, Huskvarna Enduro, sem falar nas Honda, e Yamaha. Abraços.