Tito Rabat vence o GP do Qatar após primorosa corrida de recuperação

Moto2™: brilhante vitória de Tito Rabat

Tito Rabat (Marc VDS Racing Team) vinha dizendo que quer vencer o título de 2014, e para provar isso, começou bem a temporada 2014 da Moto2™ no Quatar ao vencer Takaaki Nakagami (Idemitsu Honda Team Asia) praticamente em cima da linha de chegada, a apenas 0,04s. Depois da sua primeira vitória na temporada passada, Rabat tomou gosto pelo degrau mais alto do pódio e começou esta temporada de forma ameaçadora desde o início dos treinos no Qatar. Rabat perdeu a trajetória em uma curva logo na primeira volta o que o fez cair para a 5ª posição, obrigando-o a partir para uma corrida de recuperação, proporcionando momentos de disputa eletrizantes com Nakagami pela primeira posição.

Tito Rabat vence o GP do Qatar após primorosa corrida de recuperação

Tito Rabat vence o GP do Qatar após primorosa corrida de recuperação

Nakagami agora tem que esperar por Austin para vingar a vitória que hoje escapou por muito pouco. O finlandês Mika Kallio (Marc VDS Racing Team) também estará em busca de vitórias este ano, depois de ter terminado na 3ª colocação, a um segundo dos dois primeiros.

Três segundos mais atrás, em quarto, ficou Thomas Lüthi (Interwetten Paddock Moto2). O suíço cruzou a linha de chegada com três décimos de vantagem sobre o Campeão do Mundo de Moto3™ Maverick Viñales (Pons HP 40), que fez excelente estreia na categoria intermédia.  Simone Corsi (NGM Forward Racing) correu bem rumo ao sexto lugar depois de ter largado em décimo; o piloto bateu o estreante Sam Lowes (Speed Up), que também apresentou sólido desempenho no primeiro Grande Prêmio da carreira.

O Top 10 contou ainda com Sandro Cortese (Dynavolt Intact GP), Jordi Torres (Mapfre Aspar Team Moto2) e Anthony West (QMMF Racing Team). Cortese, lesionado no pé, caiu de segundo no grid para oitavo, mas conseguiu terminar a corrida apesar das dores.

Início desastroso tiveram os pilotos da AirAsia Caterham Moto Racing. Josh Herrin e Johann Zarco sofreram acidente na primeira volta, com Alex De Angelis (Tasca Racing Moto2) e Xavier Simeon (Federal Oil Gresini Moto2) também envolvidos no incidente.  Gino Rea e Mashel Al Naimi pararam a meio da corrida com problemas técnicos, enquanto Axel Pons e Marcel Schrotter sofreram queda a oito voltas do final.

Dominique Aegerter foi obrigado a abandonar a cinco voltas do final, com fumaça saindo do escapamento colocando ponto final em uma consistente sequência de bons resultados. Nico Terol também teve problemas mecânicos na mesma altura da corrida e vai tentar se recuperar no Circuito das Américas, onde venceu no ano passado.