Foto: Cassio Garcia foi o vencedor da categoria MX3

MOTOCROSS – Marronzinho e Ratinho são campeões

Foto: Cassio Garcia foi o vencedor da categoria MX3

Foto: Cassio Garcia foi o vencedor da categoria MX3

Santa Luzia (MG) – JoÆo Marronzinho (MX1) e Marcello Ferreira Lima (MX2), o Ratinho, conquistaram os t¡tulos no Campeonato Brasileiro de Motocross. A £ltima etapa foi disputada neste domingo em Santa Luzia, regiÆo metropolitana de Belo Horizonte. As outras trˆs categorias acabaram definidas nas duas etapas anteriores: Milton Becker, na MX3, em Cachoeiro de Itapemirim, no Esp¡rito Santo, e Thales Villardi (85cc) e Hector Assun‡Æo (65cc) na pen£ltima corrida do ano, em Cianorte (PR). A prova mineira encerrou a temporada com chave de ouro, com a inscri‡Æo de 163 pilotos.

Nem o tempo feio e a garoa espantaram o p£blico que lotou o Megaspace, uma grande  rea para a realiza‡Æo de eventos e shows. As arquibancadas estavam lotadas e as 12.000 pessoas vibravam com as disputas na pista. Mas para que a festa ficasse perfeita houve um intenso trabalho de bastidores que varou a madrugada e toda a manhÆ de domingo. No in¡cio da noite de s bado, logo ap¢s os treinos classificat¢rios, um temporal atingiu o local do evento e destruiu tendas das equipes e da organiza‡Æo. No domingo pela manhÆ o cen rio era desolador: ferros retorcidos, peda‡os de placas publicit rias espalhadas pelo terreno, erosäes e a pista bastante danificada.

A CBM (Confedera‡Æo Brasileira de Motociclismo), organizadora da competi‡Æo, montou uma opera‡Æo de guerra e praticamente reconstruiu em poucas horas o que havia feito em quase duas semanas. Pelo menos trˆs m quinas come‡aram a arrumar a pista, danificada pela enxurrada, e parte da cenografia foi refeita. At‚ o sistema de som, que ‚ distribu¡do ao longo do circuito e das arquibancadas, ficou destru¡do e um trio el‚trico foi improvisado. Desta vez a mÆe natureza mostrou a for‡a dela, mas o Brasileiro de Motocross nÆo se rendeu.

MX2 – A corrida mais esperada do domingo era a MX2, que tinha quatro pilotos disputando o t¡tulo: Leandro Silva, Rodrigo Selhorst, Rafael Zenni e Marcello Ferreira Lima. Chegou a hora da batalha. Os quatro entram na pista e sÆo apresentados ao p£blico e fazem sinal para a plat‚ia, ficam enfileirados e sÆo aplaudidos. Em seguida colocam os capacetes e partem para a disputa.  dada a largada. JoÆo Toledo foi o melhor e sai na frente, e mant‚m a posi‡Æo por quase duas voltas. A corrida foi se definindo e pouco depois Marcello Ferreira Lima veio conquistando posi‡äes at‚ assumir a ponta.

Ferreira se distanciou dos advers rios e levou vantagem, enquanto JoÆo Toledo ficava atr s. O destaque era Leandro Silva, que largou mal e buscou as coloca‡äes. Passou um, outro, mais um at‚ chegar em Marcello Ferreira. Nessa altura o l¡der j  nÆo estava mais preocupado em arriscar em defender a posi‡Æo e nÆo imp“s resistˆncia para Leandro, que fez a ultrapassagem e recebeu a bandeirada em primeiro. Marcello Ferreira foi o segundo lugar e mesmo assim garantiu o t¡tulo de 2005.

MX1 – Na categoria mais forte do Brasileiro de Motocross, Roosevelt de Freitas e JoÆo Marronzinho disputavam o t¡tulo da temporada 2005. Na largada, os dois se envolveram em acidentes e ca¡ram. Depois de se recuperarem seguiram na prova, mas a classifica‡Æo de ambos era no fundo do pelotÆo. No final, Marronzinho terminou em sexto e ficou com o t¡tulo. Roosevelt acabou em d‚cimo. “Nunca imaginei que essa corrida fosse tÆo f cil e tÆo dif¡cil ao mesmo tempo. Foi dif¡cil porque ca¡mos na largada e nÆo sabia se o Roosevelt havia conseguido se livrar da confusÆo. E f cil porque depois ou consegui me distanciar o o Roosevelt ficou para tr s”, afirmou Marronzinho, que no tombo perdeu os ¢culos de prote‡Æo e fez a corrida sem o equipamento.

Enquanto os dois duelavam pelo t¡tulo, a grande sensa‡Æo era o mineiro Jorge Balbi, que correu a MX1 como convidado. Balbi ‚ de Belo Horizonte e teve at‚ torcida organizada em Santa Luzia. Ele participou do Mundial de Motocross na Europa este ano e venceu neste domingo. Quando recebeu a bandeirada, fez muita festa com torcida. Depois ainda seguiu para o motorhome, onde pessoas se aglomeravam para bater fotos, pedir um aut¢grafo ou simplesmente apertar a mÆo do “Balbinho”. Um fen“meno esse garoto.

85cc – Outra categoria que levou o p£blico ao del¡rio foi a molecada da 85 cilindradas. Deni Marques conseguiu largar na frente e Thales Villardi, campeÆo por antecipa‡Æo, nÆo saiu bem. Mas ele nÆo entregou os pontos e foi buscar as posi‡äes e fez v rias ultrapassagens at‚ chegar a Deni. O bote do campeÆo estava preparado bem em frente …s arquibancadas, o que levantou o p£blico.

E l  foi Thales para cima do l¡der e passou, esbanjando arrojo. Neste momento a arquibancada se levanta, aplaude… O p£blico quer duelos emocionantes e guerra (no bom sentido). Por pouco a ousadia nÆo deu errado, j  que os dois ficaram lado a lado em um salto. Thales manteve a posi‡Æo at‚ o final. Uma vit¢ria emocionante do campeÆo por antecipa‡Æo. Na 65 cilindradas, Hector de Freitas fez bonito e garantiu a vit¢ria, enquanto Nico Rocha faturou na MX3.

Classifica‡Æo final do Campeonato
65cc – 1. Hector Assun‡Æo – 145 pontos
2. C‚zar Zamboni – 110
3. Douglas Santos – 104
4. Gustavo Vieira – 100
5. Felipe de Simoni – 98

85cc – 1. Thales Villardi – 177
2. Anderson Cidade – 138
3. Lucas Cattoni – 127
4. Gustavo Pereira – 104
5. Deni Marques – 71

MX1 – 1. JoÆo Marrozinho – 162
2. Roosevelt de Freitas – 155
3. Douglas Parise – 127
4. Massoud Nassar – 118
5. Kristofer Florenzano – 82

MX2 – 1. Marcello Ferreira – 142 pontos
2. Rafael Zenni – 133
3. Rodrigo Selhorst – 115
4. Wellington Garcia – 109
5. Leandro Nunes – 86

MX3 – 1. Milton Becker – 150
2. Nico Soares – 111
3. Rog‚rio Nogueira – 96
4. C ssio Garcia – 79
5. Alberto Maschio – 77

Resultados das corridas
65cc – 1. Hector Assun‡Æo – 19min45
2. C‚zar Zamboni – 20min00
3. Gustavo Vieira – 20min25
4. Douglas Santos – 20min33
5. Endrews Armstrong – 20min52

85cc – 1. Thales Villardi – 24min46
2. Gustavo Pereira – 24min52
3. Deni Marques – 25min07
4. Lucas Cattoni – 25min10
5. Anderson Cidade – 25min11

MX1 – 1. Jorge Balbi – 33min33 (22 voltas)
2. Massoud Nassar – 34min54
3. Marcos Cordeiro – 33min34 (21 voltas)
4. Kristofer Florenzano – 33min39
5. Douglas Parise – 33min48

MX2 – 1. Leandro Silva – 34min19
2. Marcello Ferreira Lima – 34min20
3. Rafael Zenni – 34min25
4. Wellington Garcia – 35min25
5. Rodrigo Selhorst – 35min38

MX3 – 1. Nico Soares – 24min15
2. C ssio Roberto – 24min17
3. Jaques Pich – 25min05
4. Antonio Miranda – 25min19
5. Ricardo Sebbe – 25min39

O Campeonato Brasileiro de Motocross ‚ organizado e promovido pela CBM (Confedera‡Æo Brasileira de Motociclismo) e tem patroc¡nio de Honda, Mobil e Dunas. O apoio ‚ de Expresso Joa‡aba e Yamaha. A etapa de Santa Luzia contou com o apoio da Rede Globo Minas e 98 FM.