Produção industrial recua em novembro

Indicador do Ipea estima uma queda de 6,7% em relação ao mesmo mês do ano passado

A produção industrial de novembro de 2008 deve ficar 6,7% abaixo da que foi registrada no mesmo mês do ano passado, segundo o indicador de Produção Industrial Mensal (PIM) do Ipea divulgado nesta segunda-feira (29/12). Fora o setor de carga de energia, todos os indicadores setoriais apresentaram recuo. A maior retração foi da indústria automobilística, cuja produção caiu 28,6% em relação a novembro de 2007.

De acordo com o documento, em relação a outubro a queda na produção de veículos em novembro também foi expressiva, quando chegou a 28,3%. Responsável por grande parte do crescimento da indústria este ano, o setor automobilístico continua, segundo o PIM, a sentir os efeitos da crise internacional, na mediada em que as dificuldades de crédito e piora nos níveis de confiança fizeram desabar as vendas de carros em 23,4%, em relação a novembro de 2007.

Além da indústria automobilística, o PIM usa como indicadores do desempenho do setor industrial brasileiro o fluxo de veículos pesados em rodovias concedidas, a produção de papelão e a carga de energia. Em novembro, o fluxo de veículos pesados nas rodovias também apresentou retração nas duas bases de comparação, caindo 1,0% em relação a novembro de 2007. A produção do setor de papel e papelão, por sua vez, registrou em novembro uma queda de 3,0% em relação a igual período do ano passado.

Em outubro de 2008, a produção industrial cresceu 0,8% no comparativo com o mesmo mês de 2007. Com relação aos primeiros dez meses de 2007, a expansão da produção chegou a 6,4%. Para o Ipea, porém, esse bom desempenho deverá ser interrompido a partir de novembro, com o agravamento da crise internacional.