Proprietários de veículos investem na manutenção

Em mês de Inspeção Técnica Veicular (ITV) na capital paulista, motoristas fazem a manutenção do usado e esperam um pouco mais para a compra do 0Km

Uma análise do Grupo de Manutenção Automotiva (GMA) apontou que o varejo de autopeças vem registrando aumento médio de 5% nas vendas desde outubro do ano passado. As oficinas mecânicas também tiveram aumento do volume de serviços e do ticket médio nos últimos meses. Ainda, segundo o GMA, até o mês de janeiro, que não é um período forte para o setor, as expectativas foram superadas.

O aumento acima da média é um indicativo que muitos motoristas postergaram a compra do carro novo e estão fazendo a manutenção no usado. A manutenção automotiva, além de prevenir acidentes, traz economia para o bolso do consumidor. Segundo levantamento realizado pelo GMA a falta de manutenção é uma das mais importantes causas de acidentes com veículos.

“A manutenção preventiva garante economia. Um exemplo disso é a troca do catalisador inoperante. O catalisador com problemas de funcionamento aumenta em até 10% o consumo de combustível e sua inoperância por conta de quebra, derretimento ou entupimento, aumenta o consumo de combustível, que em um ano pode chegar a mais de R$ 500,00″, revela o Gerente Comercial da Mastra, fabricante de Escapamentos e Catalisadores, Paulo César Zovico.

De acordo com o Sindirepa-SP (Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo), a restrição para financiamentos de carros novos e também a implantação da Inspeção Técnica Veicular, na cidade de São Paulo, podem resultar em crescimento de 10% do setor da reposição automotiva (fabricantes de autopeças, distribuidores, varejo e oficinas) que, em 2008, movimentou R$ 9,6 bilhões.