Foto: Costa-riquenho Roberto Castro conquistou seu terceiro título

Roberto Castro é tri-campeão Latino-americano de Motocross

Foto: Costa-riquenho Roberto Castro conquistou seu terceiro título

Foto: Costa-riquenho Roberto Castro conquistou seu terceiro título

A Pro Tork Racing Team está em festa. Roberto Castro, piloto costa-riquenho que representa a equipe brasileira nesta temporada, conquistou seu terceiro título consecutivo no Campeonato Latino-americano de Motocross, categoria MX1. O evento foi realizado neste fim de semana, dias 7 e 8, na cidade de Latacunga, no Equador.

Durante os treinos classificatórios de sábado Roberto já mostrava superioridade na pista “El Coyote”, sendo o mais rápido. Porém, a diferença para os demais adversários era pequena. Todos estavam determinados a superar o atual-campeão. Mas Roberto não se deixou abater, manteve seu foco e entrou na pista determinado no domingo.

Na primeira bateria o piloto sofreu com a perda de potência do motor. Roberto liderou em alguns momentos, mas resolveu não arriscar e encerrou a prova em segundo lugar, atrás do venezuelano Raimundo Trasolini. Já na segunda bateria, o costa-riquenho partiu para o tudo ou nada e alcançou a vitória após uma intensa disputa com o equatoriano Felipe Espinoza.

“Em competições curtas como esta, ser preciso é fundamental. Estou acostumado com este tipo de disputa, mas sabia que não seria fácil. As corridas foram dificílimas e o público vibrou muito, foi emocionante. Estou bastante feliz com meu desempenho e agradeço a Pro Tork pelo suporte”, afirmou.

Roberto se prepara agora para participar da quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, que será realizada neste fim de semana, dias 14 e 15, na cidade de Canelinha (SC). Após abandonar as duas últimas etapas por problemas mecânicos, o piloto ocupa o oitavo lugar na tabela da MX1 e espera conquistar pontos importantes para subir na classificação.

Resultado do Campeonato Latino-americano de Motocross, categoria MX1:

1°) Roberto Castro – Costa Rica – Kawasaki
2°) Felipe Espinoza – Equador – Yamaha
3°) Raimundo Trasolini – Venezuela – Yamaha
4°) Andres Benenaula – Equador – Yamaha
5°) Miguel Cordovez – Equador – Kawasaki