Scudeler dá mais um salto em direção ao título do Brasileiro de Motovelocidade

Scudeler dá mais um salto em direção ao título do Brasileiro de Motovelocidade

Scudeler dá mais um salto em direção ao título do Brasileiro de Motovelocidade

Brasília (DF) – Gilson Scudeler dominou a quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, disputada em Brasília (DF), neste domingo (17).

O hexacampeão venceu as duas baterias da categoria Superbike e deu um salto ainda maior em direção ao seu sétimo título. O Team Scud, que conta com o patrocínio da Honda, conquistou ainda excelentes resultados com Pierre Chofard e Robson Portaluppi. Chofard, que retornou às pistas em Brasília, após duas etapas fora da competição, faturou dois segundos lugares. Portaluppi terminou em oitavo e sexto, mantendo-se em quarto na classificação. A próxima etapa da competição está marcada para os dias 11 e 12 de outubro, em Cascavel (PR).

1a bateria – Já na largada da primeira bateria, deu para ver que a etapa de Brasília seria muito disput ada. Gilson Scudeler, que saiu em segundo lugar, seguiu na mesma posição até a terceira volta, atrás do goiano Cristiano Vieira. Com a experiência de um campeão esperou o momento certo de ultrapassar. Pierre Chofard também largou bem e seguiu em terceiro até a metade da prova, quando ultrapassou Cristiano. Robson Portaluppi saiu em quinto lugar e teve dificuldades durante a prova, terminando em oitavo.

A pista longa exigiu muita cautela dos pilotos que tiveram de poupar os pneus nas últimas voltas. “Foi uma prova dura, muito longa. Procurei fazer uma corrida mais tranqüila por isso. É um prazer voltar a Brasília depois de três anos. Dedico esta vitória ao público que veio prestigiar o evento”, disse Scudeler. “Fico muito feliz pelo desempenho do Pierre que está voltando agora e teve um resultado excelente.”

Depois de duas etapas fora do cam peonato, Pierre Chofard conquistou um resultado melhor do que esperava. Ficou com a segunda colocação e ainda deu trabalho ao líder e companheiro de equipe Gilson Scudeler. “Esperava fazer um bom trabalho até o final da temporada, mas esse segundo lugar foi melhor do que eu previa”, analisou o paulista.

2a bateria – O resultado da primeira bateria colocou Scudeler na frente no grid de largada da bateria seguinte. O piloto aproveitou a chance e acelerou forte para abrir distância do segundo colocado. Atrás dele, a briga pela segunda posição ficou entre Pierre Chofard, Cristiano Vieira e Danilo Andric. Pierre acabou levando a melhor. Robson Portaluppi saiu no segundo pelotão e brigou pelo sexto lugar.

A prova foi mais difícil para Scudeder do que a primeira bateria. Como fez uma boa largada, o paulista abriu uma grande vantagem ao longo da prova. Mas teve que se segurar para não dar chance aos adversários. “Foi maravilhoso vencer as duas baterias. Mais uma vez foi uma prova dura. Mais difícil do que a primeira. Vamos deixar tudo pronto para buscar mais um resultado positivo em Cascavel”, prometeu.

O segundo lugar de Pierre Chofard foi muito comemorado por toda a equipe, principalmente pelo piloto. “Consegui andar bem perto do Gilson, mas ele foi perfeito. Cometi alguns erros que me distanciaram um pouco dele. Quero trabalhar bastante para conseguir bons resultados nas próximas etapas também.”

Robson Portaluppi esperava mais de sua participação na etapa de Brasília, porém, levou em conta a dificuldade da pista. “Nunca tinha andado aqui em Brasília. A pista é bastante complicada. Eu esperava um resultado melhor. Mesmo assim, consegui manter o quarto lugar no campeonat o. Daqui para a frente vou fazer de tudo para avançar ainda mais”, finalizou.

Resultados: Primeira bateria
1 – Gilson Scudeler (Honda CBR 1000RR)
2 – Pierre Chofard (Honda CBR 1000RR)
3 – Cristiano Vieira
4 – Danilo Andric
5 – Murilo Colatreli
8 – Robson Portaluppi (Honda CBR 1000RR)

Segunda bateria
1 – Gilson Scudeler (Honda CBR 1000RR)
2 – Pierre Chofard (Honda CBR 1000RR)
3 – Danilo Andric
4 – Murilo Colatreli
5 – Cristiano Vieira
6 – Robson Portaluppi (Honda CBR 1000RR)

Classificação
1 – Gilson Scudeler (Honda CBR 1000RR) – 201 pontos
2 – Danilo Andric – 127 pontos
3 – Cristiano Vieira – 114 pontos
4 – Robson Portaluppi (Honda CBR 1000RR) – 92 pontos
5 – Murilo Colatreli – 84 pontos
9 – Pierre Chofard (Honda CBR 1000RR) – 49 pontos