Stephane Peterhansel, o rei do deserto

O piloto Stephane Peterhansel pode entrar para a hist¢ria, mais uma vez.

Depois de conquistar seis vit¢rias de moto, competindo pela Yamaha, no Rally Paris-Dakar, recorde que dificilmente ser  batido, o francˆs corre em busca de outra fa‡anha: vencer o maior rali do mundo entre os carros e quebrar a supremacia de Hubert Auriol, atual organizador do evento e o £nico a ganhar nas duas categorias.

Peterhansel ‚ o atual l¡der do Dakar 2003 com o novo Mitsubishi Pajero Evolution. Depois de 13 etapas, ele est  com quase 26 minutos de vantagem na classifica‡Æo acumulada para o segundo colocado, o japonˆs Hiroshi Masuoka, tamb‚m de Evolution e atual campeÆo do rali. A diferen‡a ‚ maior ainda para Jean-Pierre Fontenay, o terceiro colocado: duas horas e meia. Os trˆs fazem parte da equipe Mitsubishi oficial de f brica, mas Fontenay corre com um carro inferior aos Evolution.

Stephane ‚ experiente, excelente piloto e tem carro de sobra. O novo Pajero Evolution ‚ uma m quina de cruzar desertos e em algumas etapas chegou a quase 190 km/h. “O carro est  muito bem acertado e dificilmente algu‚m tira do t¡tulo da Mitsubishi em 2003″, acredita o brasileiro Lourival Roldan, navegador de Klever Kolberg na equipe Petrobras Lubrax.

Stephane Peterhansel j  esteve perto da vit¢ria nos carros. Em 2000 ele foi vice-campeÆo na geral com um prot¢tipo Mega, perdendo para o tamb‚m francˆs Jean-Louis Schlesser, dono de dois t¡tulos no Dakar com um buggy de tra‡Æo em duas rodas. Se as previsäes estiverem corretas, Peterhansel dar  o oitavo t¡tulo para a Mitsubishi, a marca com maior n£mero de vit¢rias na maior competi‡Æo off road do planeta.