superbike brasil sbk

SuperBike Brasil: domínio da Honda na categoria principal

Mais do que uma “mera” dobradinha, a Honda abocanhou as três primeiras colocações na categoria principal da quinta etapa do SuperBike Brasil, realizada neste final de semana em Interlagos, circuito batizado por intensa chuva. Voando baixo e cravando a melhor volta do ano na pista, Diego Faustino (68, Honda) venceu a prova, repetindo o feito da etapa anterior. O top três contou ainda com José Luiz Cachorrão (51, Honda), em segundo, e Maico Teixeira (36, Honda), que cruzou a linha em terceiro. Confira vídeo da corrida na íntegra.

Diego Faustino parece ter deixado para trás a má fase das primeiras etapas e venceu a segunda consecutiva. Porém, Danilo Lewis ainda é líder no campeonato

Diego Faustino parece ter deixado para trás a má fase das primeiras etapas e venceu a segunda consecutiva. Porém, Danilo Lewis ainda é líder no campeonato

Mas e o Danilo Lewis (17, Tecfil Racing Team), que havia vencido as três primeiras etapas? O piloto largou melhor e conseguiu tomar a ponta ainda na primeira perna do ‘S’ do Senna, mas logo Faustino retomou a liderança e impôs um ritmo intenso, deixando para trás as esperanças dos rivais de vencerem a prova. Na abertura da terceira volta, Faustino, atual campeão da SuperBike Pro, já tinha aberto mais de sete segundos de vantagem sobre os adversários. O piloto da Honda realizou uma prova impecável no domingo, após cravar 1m36s808 na SuperPole, no sábado.

“Foi muito bom. Só teria sido melhor se eu não tivesse caído (no final do treino de sábado). Corri com dor, mas consegui superar. Foi um resultado maravilhoso para a equipe. Todos na Honda estão de parabéns”, destacou Faustino, que aproximou-se de Lewis na classificação geral da temporada. O piloto da Tecfil tem 95 pontos, enquanto Diego soma 85. Cachorrão é o terceiro, com 67.

Trio parada dura da Honda: Cachorrão, Faustino e Maicon Teixeira

Trio parada dura da Honda: Cachorrão, Faustino e Maicon Teixeira

Pela categoria SuperBike Pro Amador, o vencedor foi Fabricio de Castro (75, BH Racing), com Jeferson Marchesin Friche (6, HG Motos Racing) na segunda posição e Daniel Toloni (3, Misano Racing Team), em terceiro. Na SuperBike Pro Estreante, a primeira posição foi para Davi Lara Costa (12, JC Racing Team), que fez grande corrida e terminou a prova em oitavo no geral. Luciano Pokemon (77, Pkm Racing) ficou com a vice-liderança da categoria. Já na SuperBike Pro Master – com pilotos acima de 45 anos – Jirios Semaan Abboud (100, da BH Racing) venceu, com Elson Tenebra Otero (2, Suzuki/Econs/Best Riders) cruzando em segundo.

Vitória de Edson Luiz na SuperBike Light

Largando da 9ª posição, Edson Luiz (99, Pítico Racing Team) fez grande prova de recuperação, garantindo-lhe a vitória na SuperBike Light. Baixando seu tempo volta a volta, cravando várias vezes o tempo por volta mais baixo da prova, aos poucos Edson se aproximava dos favoritos até que, na nona volta, deixou nomes como Rodrigo Calmon Dazzi (146, Giro Moto) e Leandro Lopes (58, No Limite R12) para trás em uma nuvem de spray d’água e assumiu a ponta. Dazzu acabou por herdar a segunda posição de Leandro, que sofreu queda, e Guto Figueiredo (18, KT5/A2/Passaredo) faturou a terceira posição.

Edson Luiz venceu na SBK Light

Edson Luiz venceu na SBK Light

Pela SuperBike Light Master, o vencedor foi Marcos Ramalho, terceiro colocado na geral. Antonio Telvio (5, Qatar Racing Team Brasil) faturou a vice-liderança e encerrou a prova logo à frente de Sergio H. Hidani (135, Misano Racing), que a concluiu em terceiro.

Eric Granado foi o melhor na chuva pela SuperSport

Um dos grandes nomes e apostas da motovelocidade nacional, Eric Granado (51, Granado Sport Team), de 20 anos, venceu a quinta etapa do SuperBike Brasil pela categoria SuperSport Pro, com sua Honda CBR 600RR. Visivelmente mais rápido que os adversários, ele concluiu a prova com incríveis 44 segundos de vantagem sobre o segundo colocado, Maximiliano Gerardo (41, Motonil Motors), ou seja, quase quatro segundos por volta, em média.

Eric Granado passeou na quinta etapa da SuperBike , categoria SuperSport

Eric Granado passeou na quinta etapa da SuperBike , categoria SuperSport

O uruguaio Gerardo também realizou uma prova tranquila, praticamente sem ameaças a seu vice. Porém, a disputa pela terceira posição foi travada intensamente por um pelotão de cinco pilotos durante várias voltas, com uma série de ultrapassagens. No final, melhor para Lucas Torres (77, Pitico Race Team) que faturou o terceiro lugar do pódio.

Pela SuperSport Pro Amador, o vencedor foi Diego Viveiros (231, Tecfil Racing Team), seguido por Cristiano Aquino Nogueira (26, MCW Racing Team), em segundo, e Rafael Dadario (86, Viana Racing), em terceiro.

CBR 500R: vitória eletrizante de Renzo Ferreira

Se Granado e Faustino tiveram corridas tranquilas, com vitórias amplas e de ponta a ponta, o cenário na Copa Honda CBR 500R foi bem diferente. Durante a prova um trio de pilotos destacou-se do grande grupo e iniciou uma peleja pela ponta que durou até os metros finais da reta de Interlagos. Renzo Ferreira (13, Team Rabid Transit), Leonardo Tamburro (53, Honda MotoSchool de Talentos) e Arthur Costa (99, Alemão Pneus) eram os nomes deles.

Renzo Ferreira tomou a ponta apenas nos metros finais da última volta da reta de Interlagos

Renzo Ferreira tomou a ponta apenas nos metros finais da última volta da reta de Interlagos

Na última reta, depois de uma série de ultrapassagens, Arthur acabou errando ao forçar uma ultrapassagem e passou reto numa curva – conseguindo voltar para a pista, mas dando adeus à vitória. Com isso, Renzo e Tamburro entraram na reta final completamente sozinhos. Renzo recebeu a bandeirada em primeiro e o adversário da equipe Honda MotoSchool de Talentos, em segundo. Arthur Costa conseguiu se recuperar e finalizar a prova na terceira posição.

Pela Copa Honda CBR 500R Light, o vencedor foi Rafael Rigueiro (#52), da equipe MotoSchool Racing Team. A vice-liderança ficou com Alexandre Dal’ Olio Franca (#82), da Fullmann SuperBike, seguido por Maria Fernanda Rocha (#22), da Fullmann SuperBike, em terceiro. Na categoria Teen, Renzo somou mais uma vitória, com Davi Gomide em segundo e Rafael Rigueiro em terceiro.

Troféu para Sandro Paganelli na Ninja 300

A corrida das ninjinhas também garantiu emoções aos espectadores. Sandro Paganelli (64, Paganelli Racing) mostrou toda sua habilidade e controle da moto em condições pouco favoráveis para tomar a ponta no momento certo, vencendo a quinta etapa da Copa Kawasaki Ninja 300. Porém, a prova foi dura.

Corrida disputada na Copa Kawasaki Ninja 300, com vitória do equilíbrio de Sandro

Corrida disputada na Copa Kawasaki Ninja 300, com vitória do equilíbrio de Sandro

Fernando Santos (234, Tecfil Racing Team) entrou na reta dos boxes em primeiro com Sandro colado, praticamente ao seu lado. O piloto da Paganelli Racing conseguiu pegar o vácuo, fazer a ultrapassagem e cruzar a linha de chegada à frente, com uma vantagem mínima de três centésimos. Fernando acabou ficando com a segunda posição e Jefferson Souza (707, Tecfil Racing Team), vencedor da categoria Light, em terceiro no geral.  Bruno Ribeiro (169, Rota Baus) foi o segundo na Light e Gilmar Ferreira Barbosa (45, Paulinho SuperBikes), o terceiro.

Rafael Traldi vence na R3 Cup e Meikon Kawakami é o mais rápido na SuperStreet

Mais uma vez, as categorias Yamaha R3 Cup e SuperStreet dividiram o mesmo grid. No asfalto molhado, Meikon Kawakami (83, Playstation Yamaha) fez uma prova segura e madura, o que lhe garantiu a vitória de ponta a ponta, praticamente sem ameaças. No final das dez voltas, recebeu a bandeirada com 12 segundos de vantagem sobre o segundo colocado, o irmão Eliton Kawakami (27, Playstation Yamaha).

Meikon foi o melhor na SuperSteet, uma das novidades do SuperBike Brasil

Meikon foi o melhor na SuperSteet, uma das novidades do SuperBike Brasil

O terceiro lugar no geral foi para Rafael Gomes Traldi (128, Motonil Motors), que venceu na Yamaha R3 Cup. O piloto enfrentou um verdadeiro duelo com Niko Ramos (822, Tecfil Racing Team) durante toda a prova até que na volta final Niko acabou cometendo um erro e abandonando a disputa. Seu deslize custou caro, deixando o piloto com o segundo lugar entre as Yamahas e o quinto no geral. O terceilo lugar foi para Humberto Turquinho Jr (12, Estrela Gallicia 0,0 by Alex Barros).

Bruno Gonzalez cruza na frente pela Junior Cupsbk junior

Com o céu bastante encoberto e com períodos de chuva, o jovem piloto Bruno Gonzalez (98) teve um grande desempenho com sua moto Honda CG Titan 160 acelerando em pista molhada, o que lhe garantiu a vitória na quarta etapa da Honda Junior Cup. O piloto largou em primeiro e logo nas voltas inicias disparou na frente, mantendo a liderança segura e sem a ameaça dos adversários em momento algum da prova. Em segundo chegou Léo Marin (46), que disputou a posição com Felipe Macan (2).  Com o resultado, Léo ultrapassou Lincoln na tabela classificatória e agora é o novo líder do campeonato.

Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.