supermoto das nações

Supermoto das Nações: Brasil fica com o 12º lugar

Os pilotos Kleber Justino, Rafael Fonseca e Laszlo Piquet tinham a dura missão de representar o Brasil no Supermoto das Nações, a “Copa do Mundo de Supermoto”, que aconteceu em Alcarràs, nas Espanha, no último final de semana. Competindo com outras 15 nações, o trio garantiu a oitava posição nos classificatórios, o melhor resultado já obtido pela equipe brasileira nessa fase da competição, e o 12º lugar na classificação final.

Na primeira das três baterias, Justino partiu da oitava posição e Fonseca da 16ª. Ainda no começo da prova Rafael assumiu a quarta posição, chegando a registrar tempos mais rápidos que do terceiro, Davi Gimenez (Espanha), e segundo colocados. Na segunda metade da prova, ele assumiu a terceira posição e passou a diminuir a diferença em relação ao vice-líder, Laurent Fath (França). Pouco tempo depois foi forçado a abandonar quando a corrente de transmissão de sua moto quebrou. Justino, que vinha na 12ª posição, também foi forçado a abandonar com um pneu furado. Com o resultado o Brasil ficou temporariamente na lanterna entre as equipes.

supermoto das nações

supermoto das nações

Em seguida, na segunda bateria Rafael Fonseca partiu da oitava posição e Laszlo Piquet da 16ª. Fonseca não desperdiçou a oportunidade e logo se colocou na terceira posição, a frente de grandes nomes do supermoto, como o tcheco Petr Vorlíček, campeão europeu de supermoto em 2012 e 2016 e Sylvain Bidart (FRA), multicampeão francês de supermoto. Apesar de não conseguir ultrapassar Fath, em segundo, o brasileiro não deixou que Vorlíček o ameaçasse, garantindo a terceira colocação, o melhor resultado de um piloto brasileiro no SMoN.

Na terceira e última bateria Justino novamente arrancou da oitava posição, com Piquet largando na 16ª. A dupla enfrentou dificuldades no longo trecho de terra – 463 metros, 31,5% do circuito de 1,478 metros – e com isso acabou perdendo posições ainda no começo da prova. Algumas voltas depois os pilotos se recuperaram e conseguiram algumas ultrapassagens. Ao final de 15 voltas, Laszlo Piquet foi o 23º e Kleber Justino o 24º. Somando os resultados das três baterias, o Brasil ficou na 12ª posição, enquanto o título foi para a França, o vice para a República Tcheca e o terceiro lugar para a Alemanha.

De volta ao Brasil, os pilotos se preparam para a final do Campeonato Paulista de Supermoto, que acontecerá em Limeira (SP), nos dias 5 e 6 de novembro.

Separador_motos

Fonte: NS Comunicação



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.