Tacógrafo reduz acidentes nas estradas

O n£mero de acidentes nas rodovias brasileiras ‚ alarmante.

De acordo com dados da Pol¡cia Rodovi ria Federal, at‚ a primeira quinzena de maio deste ano ocorrem 43.527 acidentes nas estradas do Pa¡s, causando 2.324 mortes e deixando 26.898 pessoas feridas.

Obrigat¢rio por lei em caminhäes com PBT acima de 4.536 kg e ve¡culos de passageiros com mais de 10 lugares, o tac¢grafo ‚ indispens vel para monitorar todo o trajeto do ve¡culo e contribuir para a redu‡Æo dos acidentes. O aparelho registra, de forma inalter vel, a velocidade desenvolvida, distƒncia percorrida e tempo de movimento e parada do ve¡culo, entre outros.

O tac¢grafo cont‚m um disco diagrama de papel especial que deve ser trocado a cada 24 horas ou a cada sete dias, de acordo com o modelo. Nele, ficam registradas importantes informa‡äes, que sÆo aceitas legalmente como prova em caso de acidente. Uma vez gravados no disco diagrama os dados nÆo podem ser alterados e caso haja a tentativa de burlar ‚ facilmente identificado.

Para que o aparelho desempenhe sua fun‡Æo corretamente deve estar em perfeita condi‡Æo de funcionamento. A fiscaliza‡Æo da correta utiliza‡Æo do tac¢grafo ‚ de responsabilidade dos agentes de trƒnsito municipais, estaduais e federais. Os ve¡culos de uso obrigat¢rio nÆo equipados com o tac¢grafo ou com o aparelho operando de forma ineficiente sÆo autuados de acordo com o Artigo 230 do C¢digo de Trƒnsito Brasileiro, com infra‡Æo grave e estÆo sujeitos a multa e acr‚scimo de 5 pontos no prontu rio do motorista.

Al‚m disso, h  um projeto desde 1996 em tramita‡Æo em Bras¡lia que prevˆ novas regras para motoristas profissionais: dirigir em seqˆncia por no m ximo quatro horas, com intervalo para descanso de pelo menos uma hora. O projeto tamb‚m prevˆ que o tempo m ximo de horas ao volante nÆo ultrapasse 9 horas di rias.