Foto: Swian Zanoni ‚ piloto da categoria SX2 no Campeonato Brasileiro de Supercross

Terceira etapa embola classificação do Brasileiro de Supercross

Foto: Swian Zanoni ‚ piloto da categoria SX2 no Campeonato Brasileiro de Supercross

Foto: Swian Zanoni ‚ piloto da categoria SX2 no Campeonato Brasileiro de Supercross

Com os resultados de Campo Grande (MS), as lideran‡as das duas categorias ficam empatadas: Pipo Castro e Roosevelt Assun‡Æo dividem a SX1 e Leandro Silva e Swian Zanoni, a SX2

Mais de seis mil pessoas assistiram a disputa da terceira etapa do Campeo nato Brasileiro de Motocross, realizada na noite deste s bado em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. A prova acirrou ainda mais a competi‡Æo. Com os resultados deste s bado, as duas categorias ficaram empatadas. Na SX1, Wellington Garcia foi o vitorioso da noite, mas a lideran‡a do campeonato est  dividida entre Pipo Castro e Roosevelt Assun‡Æo (ambos com 51 pontos). Na SX2, o topo do p¢dio foi ocupado por Leandro Silva, que agora est  na frente do campeonato com 52 pontos acumulados, o mesmo que Swian Zanoni.

Wellington Garcia subiu de rendimento neste s bado. “Foi uma ¢tima disputa. NÆo fui bem nas classificat¢rias, fiz um salto contra o sol, que me atrapalhou e eu ca¡. Mas na hora da corrida me concentrei, rezei bastante e atingi os objetivos, inclusive fazendo o holeshot. Consegui imprimir um ritmo forte que nÆo me cansasse at‚ o final da corrida”, disse analisou o goiano.

Ele tamb‚m est  na disputa direta pelo t¡tulo, j  que acumula 45 pontos na terceira posi‡Æo do campeonato – vale lembrar que o piloto nÆo esteve na primeira etapa, pois estava representando o pa¡s no Motocross das Na‡äes, nos Estados Unidos, e o Brasileiro de Supercross permite um descarte no final da temporada. “Agora eu preciso manter o n¡vel, porque nÆo posso deixar de pontuar em nenhuma das pr¢ximas corridas por causa do descarte”, comentou.

O catarinense Pipo Castro sofreu na largada. “Mais uma vez me atrapalhei no in¡cio, me envolvi em um acidente e acabei perdendo tempo. Sa¡ l  atr s, consegui me recuperar e pelas condi‡äes da minha corrida foi um bom resultado”, analisou.

SX2 – Leandro Silva venceu a disputa da categoria SX2. No in¡cio da bateria, a prova estava acirrada entre ele e Milton Becker, o Chumbinho, quando Leandro sofreu uma queda. “Entrei muito confiante em uma curva que estava molhada e acabei escorregando e caindo”, comentou.

A recupera‡Æo de Leandro foi facili tada pela vantagem que o piloto paranaense conquistou ao largar. “Pensei que tinha ido bem para tr s na classifica‡Æo. Mas, como fiz uma boa largada e consegui abrir vantagem, me recuperei e mantive um ritmo forte. Na queda, a embreagem ficou baixa, o que me atrapalhou um pouco, mas acabou dando tudo certo. Foi uma prova ¢tima”, completou.

Swian Zanoni, mineiro radicado no Rio de Janeiro, ficou com o terceiro lugar ao p¢dio e o paranaense Jean Ramos foi o segundo. Com o resultado, Leandro e Swian seguem empatados com 52 pontos acumulados na competi‡Æo. As etapas finais do Brasileiro de Supercross estÆo marcadas para os dias 24 de novembro em Curitiba (PR) e 15 de dezembro em Jundia¡ (SP).

Confira os resultados: P¢dio da terceira etapa
SX1 – 1 – WELLINGTON GARCIA
2 – ROOSEVELT ASSUNCAO
3 – PIPO CASTRO
4 – DUDA PARISE
5 – DAVIS GUIMARÇES

SX2 – 1 – LEANDRO SILVA
2 – JEAN RAMOS
3 – SWIAN ZANONI
4 – MARCELO “RATINHO” LIMA
5 – RODRIGO SELHORST

Classifica‡Æo do Campeonato Brasileiro ap¢s a terceira etapa
SX1 – 1 – ROOSEVELT ASSUNCAO (51 pontos)
2 – PIPO CASTRO (51)
3 – WELLINGTON GARCIA (45)
4 – DAVIS GUIMARÇES (38)
5 – KURTT ROCHA (37)

SX2 – 1 – LEANDRO SILVA (52)
2 – SWIAN ZANONI (52)
3 – JEAN RAMOS (44)
4 – RATINHO LIMA (43)
5 – RODRIGO SELHORST (36)