Foto: Eduardo Appel reuniu os principais jornalistas para falar da Tork

Tork apresenta projetos e novidades para 2006

Foto: Eduardo Appel reuniu os principais jornalistas para falar da Tork

Foto: Eduardo Appel reuniu os principais jornalistas para falar da Tork

A maior fabricante de pe‡as e acess¢rios de motos da Am‚rica Latina comprou f brica de ¢leo AMA Oil Lubrificantes, investir  em novos modelos da minimoto TR50F e foca no lan‡amento de equipe oficial de motocross para o Brasileiro de 2006

SÆo Paulo (SP) – A temporada de 2005 foi vitoriosa para a Pro Tork, empresa brasileira subsidi ria da Tork, a maior f brica de pe‡as e equipamentos para motos da Am‚rica Latina. E o sucesso promete ser ainda maior em 2006. Preocupada em ampliar a sua participa‡Æo no mercado, a marca criou projetos que tˆm tudo para emplacar: a forma‡Æo de uma equipe oficial de Motocross e Supercross, o desenvolvimento de uma linha de produtos para pilotos, a compra da f brica de ¢leo AMA Oil Lubrificantes e a produ‡Æo de nova versÆo da minimoto TR50F. Os planos para o ano que vem foram anunciados pelo diretor de marketing, Eduardo Appel, durante almo‡o com a imprensa especializada nesta quinta-feira em SÆo Paulo.

Um dos destaques da marca foi a TR50F, que est  tendo uma aceita‡Æo incr¡vel dos consumidores. SÆo mais de 500 unidades vendidas em 2005. Por isso, a moto de 50cc (4 tempos e 3 marchas) ganhar  nova versÆo com aros 12 e 14 – atualmente ‚ 10 – no mercado interno. “A vedete da Tork, a TR50F, est  no mercado h  apenas um ano e j  ‚ um sucesso”, afirmou Appel.

Ele tamb‚m comentou sobre os investimentos em marketing esportivo. “Em 2005, a Tork apoiou 46 pilotos de motocross e motovelocidade. Mas a empresa resolveu ir al‚m e focar no lan‡amento de uma equipe oficial de motocross da marca. O objetivo ‚ competir nos principais eventos de Motocross e Supercross, como o Campeonato Brasileiro, durante toda a temporada, apostando no marketing como forte ferramenta para os neg¢cios. A id‚ia ‚ que o time siga os padräes utilizados nas corridas norte-americanas, abusando de promo‡äes e estrat‚gias de comunica‡Æo”, disse.

Eduardo revelou que ao todo serÆo cinco ou seis pilotos na equipe e que trˆs j  estÆo definidos: o paulista Rafael Zenni, vice-campeÆo brasileiro e que correr  na MX2; Jean Ramos, do Paran , campeÆo do Arena Cross na categoria For‡a Livre (no motocross correr  na MX2); e o paranaense Nicomedes Rocha, vice-campeÆo brasileiro na MX3. “Estamos fechando as negocia‡äes com os demais pilotos”, adiantou, informando que o coordenador do time ser  o piloto Paulo St‚dile. A festa de lan‡amento da equipe est  marcada para fevereiro.

Qualidade e seguran‡a
O que deve divulgar ainda mais a marca Tork ‚ a linha de equipamentos, que est  sendo especialmente desenvolvida para pilotos que praticam modalidades off road. A principal caracter¡stica dos produtos, que vÆo das luvas …s cal‡as e camisas, ser  a qualidade – j  conhecida no mercado. Os modelos serÆo lan‡ados pelos pilotos da equipe na abertura do Brasileiro de Motocross 2006. A Tork tamb‚m j  comercializa capacetes e ¢culos.

Sobre a Pro Tork
A Tork ‚ a maior fabricante de pe‡as e acess¢rios para motocicletas da Am‚rica Latina e hoje tem mais de 3.000 itens nos cat logos. O parque industrial da empresa est  instalado na cidade de Siqueira Campos, ao norte do estado do Paran , a 300 quil“metros de Curitiba, de onde saem os produtos vendidos no pa¡s inteiro e sÆo exportados para toda a Am‚rica Latina, Europa e µsia. A empresa foi fundada h  17 anos, quando fabricava, de forma artesanal, apenas escapamentos para motos. Gra‡as … qualidade dos produtos e aos investimentos, a Tork cresceu e hoje tem 1.186 funcion rios e colaboradores.