Fonte: Webventure

Últimas do Sertões – 24/08

Nesta sexta etapa do Rally dos Sertões, ocorrida hoje (24), o trajeto foi de  Palmas (TO) a Alto Parnaíba (MA). Os competidores enfrentaram a especial mais longa da 20ª edição – 468 quilômetros – no temido Deserto do Jalapão.

Felipe Zanol, durante a sexta etapa do Rally dos Sertões

Felipe Zanol, durante a sexta etapa do Rally dos Sertões

Com muitos trechos de trial pesados, a ansiedade e o medo de entrar no Jalapão costumam dominar. Por mais que os pilotos passem pela mesma emoção, andar quilômetros e quilômetros sem ver uma casa ou um morador, torna-a especial. Chamada “luar do sertão”, foi uma das mais difíceis de todos os tempos.

Após cinco etapas disputadas, Felipe Zanol lidera na classificação geral, Dário Júlio é o segundo, seguido de Jean Azevedo. Quarto colocado na geral, Nielsen Bueno está na ponta da categoria Production Aberta.
Fonte: Daniel Capellini/Webventure e VipComm – Foto: Theo Ribeiro/Fotoarena

 

JOÃO TANGINO CHEGA A PALMAS NA RAÇA

João Tangino enfrenta dificuldades no Sertões

João Tangino enfrenta dificuldades no Sertões

João Tagino chegou em Palmas, no Tocantins, nesta quinta-feira, depois de superar inúmeros desafios no Rally dos Sertões.  “Eu sofri mais nesses cinco dias de rali do que em todas as minhas outras cinco participações no evento”, afirmou o rondoniense, destacando a raça como o principal combustível de sua motocicleta.

“Nos últimos dois dias, tive problemas com uma porteira – o proprietário da fazenda não queria nos deixar passar -, fiquei sem gasolina, caí a 120 quilômetros por hora por conta do mousse ter saído da roda e tive que ir atrás de pneus de asfalto mesmo, em uma cidadezinha, para fazer a troca. Para completar, tive problemas com a equipe de apoio e estou competindo sozinho, sem qualquer suporte mecânico”, relatou Tagino.
Fonte: Mundo Press – Foto: Theo Ribeiro/Fotoarena

 

ACOMPANHE O DIA-A-DIA DO TRABALHO DE AÇÃO SOCIAL NO SERTÕES
Iniciativa conta pela primeira vez com participação da Universidade Metodista de São Paulo

Trabalho de ação social nas cidades por onde passa o Sertões

Trabalho de ação social nas cidades por onde passa o Sertões

Desde o dia 16 de agosto, uma equipe da Universidade Metodista de São Paulo está no Maranhão participando do trabalho de ação social do Rally dos Sertões. A ação, uma iniciativa da Dunas Race, organizadora do rali, já está em seu 12º ano, e pela primeira vez conta com a participação da Metodista.

Sob coordenação do professor da Faculdade da Saúde,  Victor Bigoli, alunos dos cursos de Odontologia, Nutrição, Biomedicina, Jornalismo, além de médicas da Faculdade de Medicina do ABC, que participam a convite da Metodista, fazem atendimentos às comunidades localizadas no trajeto da competição.

O grupo permanece em cada cidade por um período de dois dias. Já passou por Barra do Corda (MA) e Carolina (MA). Entre os dias 26 e 27, estará em Iguatu (CE), finalizando as atividades nos dias 28 e 29, em Fortaleza (CE), quando termina o rali. O dia-a-dia do projeto pode ser acompanhado pelo blog  http://metodistanorally.wordpress.com
Fonte: Divulgação Metodista (texto e foto)

 

RESULTADOS DO DIA E ACUMULADO

Fonte: Webventure

 

PROGRAMAÇÃO DO SÁBADO (25/08)

Sétima etapa
Palmas (TO) – Alto Parnaíba (MA)
Deslocamento Inicial: 207 km
Trecho de Especial: 468 km
Deslocamento Final: 5 km
TOTAL: 680 km

Fonte: Webventure

Fonte: Webventure