Um ônibus, Pinhão, Paraguaia, Prof. Della Moto, 1500Km, Troca de Pinhão

Um “nibus
Prezado Tite e demais amigos do Motonline, nÆo poderia deixar de compartilhar: Fui em uma loja de motos. Parei minha super m quina(uma Biz.rss)na frente da loja e entrei. Vi uma moto linda, mais ou menos do tamanho de um “nibus rss, nÆo consegui parar de olhar pra ela. O vendedor me oferecia um cons¢rcio de sei l  o quˆ, que se come com arroz. NÆo tava nem escutando. Na motona tava escrito “KAWASAKI-VULCAN-NOMAD”. T“ inscrito num ¢timo concur$o. Passando quem sabe compro uma dessas, ou mais!rss
Alexandre Barbosa Silva – Fortaleza, CE
A Nomad ‚ uma custom tipo Gigante. Mas custa caro pacas. Prepare o bolso!

PinhÆo
E ai rapaziada blz? Tenho uma NXR 125 Bros KS, boa moto (dentro dos limites dela), nao fa‡o trilha optei em comprar esta por que onde moro nao tem asfalto, s¢ nas vias principais, a pergunta ‚ a seguinte:para que a moto tenha um melhor desempenho tanto na estrada de terra quanto no asfalto (ganhar um pouco mais de for‡a) seria interessante trocar o pinhao original por um com menos dentes? isso compromete a moto de alguma forma?
Wagner – Niteroi, RJ
Wagner, trocar apenas a rela‡Æo nÆo vai resolver sua vida. Se quiser mais for‡a, de verdade, ter s de trocar por uma 150, de preferˆncia 2006, que tem motor levemente mais potente. A rela‡Æo mais curta s¢ vai te deixar com mais raiva,porque a velocidade vai cair.

Paraguaia
Ol .. Eu gostaria de saber se ‚ poss¡vel eu adquirir uma moto no Paraguai e andar com ela no Brasil. Moro em regiÆo de fronteira. A moto ‚ uma Custon 150 que ME APAIXONEIIIII!!! Se vcs puderem me dar essa informa‡Æo.
Agrade‡o Priscila Gomes – AMAMBAI-MS
Pri, nÆo conhe‡o as leis paraguaias, mas se vocˆ rodar com a moto no Brasil ter  de transferir a documenta‡Æo, ou comprovar residˆncia e cidadania paraguaias. Caso contr rio vc pode pagar uma bronca danada por sonega‡Æo fiscal. E que moto ‚ esta que vc falou e nÆo descreveu?

Prof. Della Moto
Caro Tite, por acoso vc ‚ o cidadÆo que respondia as cartas da Motociclismo Magazine (Prof. Della Moto)? Se for depois da sua sa¡da que at‚ hoje eu nÆo entendi a sessÆo de cartas ficou um t‚dio. Um abra‡o
Petterson de Moraes Pacheco – SÆo Paulo,SP
Karaka, como estes leitores sÆo espertos! Vc descobriu a identidade secreta do Caio Della Motto. Mande a c¢pia da carta pro editor da revista pra ver se ele me contrata de volta. E bota t‚dio nisso, mas vc pode continuar lendo as divertid¡ssimas cartas do Tio Tite aki mesmo no Motonline.

1500Km
Li sua resposta ao Victor Hugo Heck – Florianopolis, SC, e fiquei na d£vida do q vc respondeu. 1500 km ‚ pouco ou muito p qualquer motor?
Leonardo Joseph Bull – Recife/PE
Bull, ‚ pouco. Mas deixa eu aproveitar pra fazer um esclarecimento importante. No meu tempo de adolescente (vixe, faz tempo!) as f bricas recomendavam trocar de ¢leo quase toda semana. Exagero … parte, naquela ‚poca os processos de fabrica‡Æo dos motores eram rudimentares e realmente era preciso trocar o ¢leo com maior frequˆncia para ajudar a “preencher” as folgas entre as pe‡as m¢veis. Depois, com a crise do petr¢leo (anos 70), as f bricas passaram a recomendar um per¡odo maior de troca para economizar o valioso l¡quido. Hoje em dia tudo melhorou: a fabrica‡Æo dos motores ‚ quase toda feita em processos caros e sofisticados que resultam em pe‡as mais justas e bem feitas. Os ¢leos melhoraram muito e resistem tanto …s temperaturas quanto …s exigˆncias de mais rota‡Æo dos motores esportivos e o petr¢leo j  nÆo ‚ mais um vilÆo da economia e do meio ambiente. Resumindo: os per¡odos de troca podem ser respeitados sem medo de estragar o motor. Se a f brica diz 3.000 entÆo respeite porque os caras sabem muito bem o que estÆo especificando.

Troca de PinhÆo
Tite, vendo uma carta de um leitor de Foz do Igua‡u, sobre a troca do pinhÆo da TW de 13 para 14 dentes, se isso melhoraria a final da moto. Bom fiz isso na minha finada moto, e nÆo aumenta em nada a final, nem melhora o consumo, o motor fica mais `macio` pois como o torque da TW em baixa ‚ alto, fica dif¡cil dosar a embreagem para andar entre outros carros, perde-se um nada na arrancada, mas como a rela‡Æo ‚ mais longa acaba compensando na hora de esticar at‚ o limite de giro.
Eduardo Mammini – SÆo Paulo SP
Ta¡, nosso site ‚ a £nico em que os leitores fazem teste e mandam os resultados. Obrigado, Edu, se tiver mais dados, como consumo, retomada de velocidade, manda pra gente.