Vem aí o Campeonato Brasileiro de Motocross Júnior

Após a confirmação do Brasileiro de Supercross e do Brasileiro Pro Tork de Motocross, a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) anuncia mais uma competição para 2010: o Brasileiro de Motocross Júnior. O novo campeonato, com o mesmo peso de um Brasileiro tradicional, será disputado nas categorias 50cc A, 50cc B, MX Júnior e MXF (feminina).

A competição terá cinco etapas, realizadas separadamente do Brasileiro Pro Tork de Motocross (que engloba as categorias MX1, MX2, MX3, 230cc, 85cc e 65cc), e sempre em conjunto a grandes etapas de Campeonatos Estaduais. A temporada começa no dia 13 de março, juntamente com a abertura do Campeonato Carioca de Motocross, na cidade de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro.

Roberto Boettcher, coordenador do motocross nacional e presidente da Federação de Motociclismo de Goiás, fala com conhecimento de causa sobre a importância das categorias de base no esporte.

“É a formação do piloto. As categorias de base são importantíssimas. Vamos ter agora dois Campeonatos Brasileiros. Isso vai fomentar e incrementer os regionais. Alguns estados vão ter a possibilidade de sediar dois Brasileiros. As provas vão correr junto com os regionais e vai somar bastante às duas competições”, afirma Boettcher, dono de vários títulos brasileiros no Motocross.

Autor da proposta de criação da categoria feminina, o presidente da Federação Gaúcha de Motociclismo, Paulo Della Flora, garante que o esporte vem crescendo bastante entre as mulheres, e somente no Rio Grande do Sul já são diversas competidoras no Campeonato Estadual.

“O esporte no Brasil já tem espaço para isso. Em várias modalidades vêm aparecendo pilotos do sexo feminino com habilidade. Aqui no Rio Grande do Sul nós temos há quatro anos a categoria feminina com competidoras que dão espetáculo nas pistas”, garante Della Flora.

Campeã gaúcha de motocross na categoria feminina em 2009, a catarinense Janaína Todeschini, de Chapecó/SC, está entre os nomes confirmados para a disputa do Brasileiro Júnior este ano.

“Desde que recebeu a notícia ela está ansiosa pelo início da competição e tenho certeza de que ela está motivada para participar dessa nova categoria, pois tem o peso de um Brasileiro”, informa Sandra Todeschini, mãe da jovem piloto de 16 anos.

A categoria feminina poderá ser disputada por mulheres entre 15 e 55 anos, com motos de 150cc a 250cc. O ranking da categoria já está liberado no site da CBM, e a escolha do numeral que será utilizado durante a temporada é livre, desde que não tenha sido escolhido por outra piloto.

Confira o calendário do Brasileiro de Motocross Júnior:

1ª etapa: 13 e 14/03 – Nova Friburgo/RJ
2ª etapa: 22 e 23/05 – Paraná
3ª etapa: 28 e 29/08 – Distrito Federal
4ª etapa: 16 e 17/10 – Goiás (São Luís de Montes Belos)
5ª etapa: a definir – Rio Grande do Sul