Vendas à vista crescem em dezembro

As consultas ao SCPC/Cheque (compras à vista) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) apresentaram um aumento de 5,1% comparado ao mesmo período de 2007. Já o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), que representam as compras parceladas, fechou o mês de dezembro com desaceleração de -1,3% nas consultas, na mesma comparação dos períodos.

Inadimplência
O destaque fica para os registros recebidos em dezembro. O número ficou em 431.297 carnês que entraram para o cadastro. Esse número superou os cancelados que ficaram em 360.611 carnês renegociados que saíram do sistema. Ao contrário de 2007, onde os números dos registros recebidos foram 385.602 menores do que os cancelados, com 418.021.

Segundo o economista da ACSP, Emílio Alfieri, os dados da ACSP revelaram o impacto que o Brasil teve com a crise internacional de crédito, mesmo assim os resultados das vendas continuam sendo positivos. “Esses números já eram esperados a partir do momento em que a crise no crediário afetou o país em outubro”.

No acumulado de todo o ano de 2008 houve alta expressiva de 6,4% no SCPC e de 4,3% no SCPC/Cheque. O bom resultado nas vendas a crédito (SCPC) do ano de 2008 deve-se à expansão do crédito durante a maior parte do ano. Mesmo com os dados menores do último trimestre ainda assim o ano de 2008 conseguiu sustentar o ritmo de 2007.

Já o SCPC/Cheque sofreu uma desaceleração contínua ao longo deste ano, atingindo números negativos em outubro e novembro, embora tenha apresentado um bom resultado em dezembro, graças ao 13º salário. Em 2007 o SCPC registrou uma elevação de 6,2%, e o SCPC/Cheque também subiu 6,1%, o que comprova que o resultado foi positivo para o comércio.