Vendas de motocicletas em 2009 caem 16,42%

Enquanto a indústria automobilística comemora um vigoroso crescimento de 11,35%, o setor de motocicletas amarga queda de 16,42%. Apesar de dezembro já indicar que as vendas começam a se recuperar, a restrição de crédito foi o principal fator para derrubar as vendas de motocicletas.

Em 2009, foram emplacadas 1.609.251 motocicletas, 16,42% menos que em 2008, quando foram vendidas 1.925.514 unidades. Em dezembro, foram emplacadas 157.978 unidades, expansão de 19,19% em relação a novembro. Na comparação com dezembro de 2008, a alta é de 10,18%.

“Dezembro apresentou uma recuperação extraordinária em relação a novembro”. disse Sergio Reze, presidente da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) sobre a sinalização de recuperação do setor em entrevista coletiva realizada hoje.

Reze destacou que as medidas governamentais para estimular o setor de motocicletas deverão ter efeito benéfico rapidamente. Reze referiu-se à linha de crédito de R$3 bilhões por meio da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil para financiamento de motocicletas de até 150 cc de cilindrada. “Era isso que o setor precisava para sair da crise”, afirma o presidente da Fenabrave.