logo abraciclo tom

Abril registra queda na venda de motos

Venda (emplacamentos) acumulada em 2012 (jan-abr) por marca (Fenabrave)

Venda (emplacamentos) acumulada em 2012 (jan-abr) por marca (Fenabrave)

Apesar das reduções nas taxas de juros anunciadas pelos bancos em abril, o segmento de motocicletas apresentou queda nas vendas ao consumidor final (emplacamentos), que totalizaram 132.201 unidades, correspondendo às baixas de 20,2% ante março e 9,5% em relação a mês similar de 2011.  Em decorrência disso, as fabricantes reduziram a produção para 145.697 unidades, volume 18,8% menor que o registrado em março (179.451) e 18,4% inferior ao de mês similar do ano passado (178.646), conforme dados divulgados pela ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares.

As vendas de motocicletas no atacado (mercado interno) totalizaram 138.608 unidades no mês passado, ante 164.688 em março – uma baixa de 15,8%. A redução chegou a 20,2% no comparativo com o volume comercializado em abril de 2011 (173.735 unidades).

“As reduções nos juros não se refletem na aprovação do crédito. Na prática, persistem a maior seletividade e o rigor na liberação dos financiamentos, observados desde o final do ano passado. Com isso, grande parte dos consumidores de motocicletas, que pertence às classes socioeconômicas C e D, acaba impossibilitada de concretizar a compra, o que acarreta em quedas nos negócios e, consequentemente, na produção”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.