Freios combinados em sistema hidraulico ajusta automaticamente a distribuição entre dianteiro e traseiro, com ABS

ABS em motos: realidade disponível

Para muitas pessoas, nada é mais agradável do que um passeio de motocicleta. Para outras, a moto é o melhor meio de locomoção entre dois pontos, principalmente nos países emergentes, e para outros tantos a moto é o “ganha pão” de todos os dias. O sistema de freios ABS é uma das maneiras mais eficientes para aumentar, de maneira significativa, a segurança dos veículos duas rodas. Resumindo os benefícios do sistema, Gerhard Steiger, presidente da divisão Bosch Chassis Systems Control, afirma: “Quando se freia bruscamente numa superfície escorregadia, o ABS evita que as rodas travem impedindo que a moto derrape”.

Freios combinados em sistema hidraulico ajusta automaticamente a distribuição entre dianteiro e traseiro, com ABS

Freios ABS combinados em sistema hidraulico ajusta automaticamente a distribuição entre dianteiro e traseiro

Em Tochigi, no Japão, já foram produzidos 1 milhão de freios ABS para motos. Com base na 9ª. geração da tecnologia, a Bosch tem hoje sistemas para qualquer modelo de motocicleta: desde o sistema para rodas dianteiras específicas para mercados da Índia, China, Ásia e América Latina, até o MSC (Controle de Estabilidade para Motos / Motorcycle Stability Control). Este sistema permite que o piloto freie a moto de alta performance mesmo ao fazer curvas e com o veículo em inclinação acentuada. A Bosch iniciou o desenvolvimento do sistema de ABS para motos no fim da década de 1980, com base no mesmo sistema utilizado em carros de passeio. Os primeiros modelos começaram a ser produzidos em 1994 e foram instalados em motos da marca Suzuki, utilizados pela polícia japonesa.

Este cenário mudou apenas em 2009, quando aumentou o interesse por segurança veicular e posteriormente com o lançamento do ABS geração 9, primeira solução específica para motos, sem se apoiar em adaptações de sistemas utilizados em automóveis. O resultado foi um produto de alta performance com metade do peso e tamanho do que a geração anterior.

A demanda pela geração 9 do ABS superou as expectativas da Bosch e, como resultado, a produção anual aumentou em média 50% desde 2009. Somente em 2013, foram produzidos cerca de 350 mil sistemas. Atualmente, uma em cada quatro motos fabricadas na Europa saem de fábrica equipadas com freio ABS. “Não há sinais que esse crescimento vá terminar”, afirma Steiger – orgulhoso do trabalho desenvolvido por sua equipe que, desde 2007, vem aprimorando o sistema de freios ABS no centro de segurança para duas rodas no Japão.

Uma olhada nas estatísticas de acidentes confirma que o ABS torna mais seguro a pilotagem de motos. Segundo estudo realizado pelo Banco de Dados de Acidentes da Alemanha, o GIDAS, um quarto de todos os acidentes com motos poderia ser evitado se o ABS fosse um item de série. Outro dado relevante é que um terço desses acidentes poderia ser menos grave se as motocicletas estivessem equipadas com o sistema.

“Aproximadamente um a cada dois acidentes fatais com motocicletas acontecem quando o veículo está inclinado”, afirma Steiger. Este tipo de situação mostra o potencial do Controle de Estabilidade para Motos (MSC), pois quando a manopla de freios é pressionada, o sistema também leva em consideração o ângulo da motocicleta. No fim de 2013, a KTM foi a primeira a usar esta tecnologia nos seus modelos 1190 Adventure e 1190 Adventure R.

O modelo ABS 9 light para rodas dianteiras é uma solução com custo/benefício interessante, principalmente para mercados como da Índia e do Brasil, onde há uma demanda por sistemas simples para motos de baixo custo. Em diversos países asiáticos, mesmo em motocicletas com motores de 250 ccm ou acima possuem acionamento por freio mecânico nas rodas traseiras e o ABS 9 light oferece uma função antitravamento para a roda dianteira.

Sistema ABS adiciona custo, mas melhora muito a segurança, segundo a pesquisa

Sistema ABS adiciona custo, mas melhora muito a segurança

O ABS9 básico oferece uma completa função antitravamento para ambas as rodas. Como resultado, mudanças súbitas nas condições de superfície, como areia ou manchas de óleo, não são mais ameaçadoras para o piloto. Já o ABS 9 plus é especialmente desenhado para motos de alta performance. Usando um sensor de pressão adicional, ele é acionado quando se inicia a frenagem. Há também uma função de detecção de elevação da roda traseira.

Há ainda a versão ABS 9 enhanced com função adicional (CBS), ou sistema de freio eletrônico combinado. A Bosch utiliza este termo para descrever a nova combinação de freio dianteiro e traseiro. Com essa versão integrada, o motociclista pode utilizar tanto o freio dianteiro quanto traseiro, já que o ABS 9 enhanced ativa automaticamente o outro freio sem a interferência do piloto e sem alterar a pressão do freio.

Finalmente, o sistema de controle de estabilidade (MSC) oferece um nível de segurança nunca antes alcançado. Aproveitando as melhorias do ABS 9 enhanced, ele também incorpora o sensor de inclinação SU-MMS5.10, que fornece ao módulo diversas informações, como ângulos de inclinação lateral, longitudinal e taxa de guinada. O MSC usa essas informações como base para proporcionar ajustes no motor e na potência de frenagem durante acelerações e frenagens, mantendo, assim, a estabilidade da motocicleta. Dessa forma, frear bruscamente, especialmente quando inclinado, não é mais uma ameaça.