Scott fabricada em 1928 arrefecida a líquido - em 1909 Alfred Scott fundou a fábrica em Shipley - Inglaterra onde fabricava as primeiras motocicletas com essa tecnologia

Ar ou líquido- Qual o melhor sistema de arrefecimento

Motos refrigeradas a água

Scott fabricada em 1928 arrefecida a líquido - em 1909 Alfred Scott fundou a fábrica em Shipley - Inglaterra onde fabricava as primeiras motocicletas com essa tecnologia

Scott fabricada em 1928 arrefecida a líquido - em 1909 Alfred Scott fundou a fábrica em Shipley - Inglaterra onde fabricava as primeiras motocicletas com essa tecnologia

Corpo da mensagem:
Primeiramente parabéns pelo trabalho realizado no site. Gostaria de saber porque os motores refrigerados a água são mais potentes e silenciosos que os refrigerados a ar? – Clovis

Olá Clovis

De fato, os motores refrigerados a ar tendem a ser mais barulhentos e menos eficientes e é muito fácil imaginar porque.
Primeiramente a jaqueta de líquido em volta do cilindro absorve bastante ruido e assim o motor fica mais silencioso.
Depois, durante o projeto do motor, os engenheiros determinam limites de temperatura de trabalho em uma faixa mais estreita de temperaturas e isso permite projetarem folgas mais justas, o qua também diminui o ruído.
Assim, durante o funcionamento a eficiência pode ser maior também porque pode-se projetar uma combustão com mais energia porque o arrefecimento forçado retira o excesso de calor das peças críticas, evitando a detonação (batida de pino) e o descontrole da explosão.
O resultado pode ser um motor mais potente, silencioso e até mesmo com maior durabilidade porque o óleo pode trabalhar em temperatura mais baixa e não degradar tanto.
Com o advento da regulamentação mais rígida nas emissões dos motores, a aplicação do arrefecimento a líquido facilitou muito o controle porque ao manter a temperatura mais estável, a injeção eletrônica pode manter uma proporção de mistura ar-combustível no índice ótimo para melhor combustão, ajudando não só na qualidade do ar mas também na economia. Normalmente, em motores arrefecidos a ar essa proporção é inviável porque gera calor em quantidade acima da capacidade que os materiais tem de dissipá-la ao ar na temperatura ambiente. Ou seja, nesses motores a ar a mistura costuma ser mais rica para evitar um aumento excessivo de temperatura na combustão.

Abraços,
Bitenca

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners. Clique aqui para acessar o tópico.