BMW Group responde à atual desaceleração do mercado

As condições dos mercados automotivos internacionais continuam representando um desafio.

Esta tendência também tem um impacto sobre o BMW Group. Graças a uma série de instrumentos de flexibilização a empresa foi capaz de ajustar a produção desde o início a uma demanda menor ao longo dos últimos meses, garantindo os empregos ao mesmo tempo. Os bancos de horas foram reduzidos e licenças foram concedidas para este fim. Foram utilizados períodos sabáticos e alocação flexível de funcionários dentro da rede de produção do BMW Group. Além disso, a empresa também fez um corte amplo no número de trabalhadores temporários, conforme relatado anteriormente.

A administração e os representantes dos funcionários concordaram em expandir as iniciativas para ajustar os volumes de produção, incluindo horário reduzido seletivo em fábricas específicas. O objetivo é alcançar a redução de custos necessária e ao mesmo tempo garantir os empregos. Esta medida é restrita às instalações de Dingolfing, Regensburg, Landshut e Berlim. Em Berlim apenas a produção de discos de freio para automóveis será afetada e não a produção de motocicletas. Um total de aproximadamente 26.000 funcionários trabalhará com horário reduzido em determinados dias durantes os meses de fevereiro e março (Dingolfing 15.000, Regensburg 8.000, Landshut 2.700, Berlin 190). Não há planos para implantar horário reduzido em outras fábricas alemãs, como as de Munique e Leipzig.

Mesmo trabalhando em horário reduzido, o salário líquido dos funcionários com contratos coletivos ficará em pelo menos 93% do valor regular. No caso em que a compensação líquida de tais funcionários, incluindo os ganhos pelo horário reduzido, ficar abaixo dos 93% do nível normal, a empresa compensará os funcionários com a diferença.

“Garantir empregos – mesmo em tempos difíceis – usando uma ampla gama de instrumentos de flexibilização sempre foi um de nossos pontos fortes”, disse Harald Krüger, diretor de Recursos Humanos da BMW AG, na terça-feira em Munique “Nossa grande variedade de modelos de horário de trabalho nos ajuda a atingir este objetivo. Além destas medidas, também estamos usando uma sofisticada combinação de banco de horas, planejamento pró-ativo de licenças e horários reduzidos temporários em fábricas específicas.

Estou confiante de que sairemos da atual situação mais fortes do que antes – em boa parte como resultado destas medidas. Os funcionários altamente qualificados que conseguirmos manter hoje nos proporcionarão uma decisiva vantagem competitiva no futuro.”

Manfred Schoch, presidente do Conselho Geral de Trabalhadores do BMW Group: “Particularmente nos momentos difíceis pelos quais estamos passando o acordo que firmamos representa um bom compromisso, obtido por meio de uma cooperação construtiva entre a administração e os representantes dos funcionários. Ele permite que sejam feitos os ajustes necessários no volume de produção e ao mesmo tempo garante os empregos.”