N_2301~1

Brasil é campeão Latino-americano de Bicicross no Chile

 Renato Rezende faturou o título na categoria Elite. Allan Victor foi o vice na Júnior. Paraciclismo do Brasil não se classifica para as finais do Mundial de Pista
 
Renato Rezende levou o Brasil ao topo do pódio no Campeonato Latino-Americano de Bicicross, em Santiago, no Chile. Neste domingo (12), ele venceu a prova de Elite na classe 4, superando os principais atletas do continente. Além disso, o jovem Allan Victor foi vice-campeão na categoria Júnior nas classes 4 e 5.

O campeonato continental foi dividido em duas competições. A primeira, realizada no sábado (11), pontuava para a classe 5 do ranking da União Ciclística Internacional (UCI). A segunda, no domingo (12), valia pela classe 4. As classes são definidas pelo número de pontos no ranking que cada prova distribui: quanto mais pontos, menor a classe.

Novo campeão continental, Renato Rezende brilhou no domingo, justamente no dia que valia mais pontos para o ranking. Ele foi bem em todas as baterias classificatórias e, na final, fez uma prova perfeita, conquistando o título latino-americano para o Brasil na classe 4. No sábado, pela classe 5, terminou em quinto lugar. A performance valeu, também, pontos preciosos para a classificação do Brasil para os Jogos Olímpicos de Londres/2012.

“A competição foi muito disputada. Uma das maiores dificuldades foi o clima bastante seco, somado ao calor insuportável. Mas acabei conseguindo. Gostaria de agradecer o apoio de todos e dizer que é um grande orgulho subir ao lugar mais alto do pódio levando a bandeira brasileira”, diz Renato.

Na categoria júnior, o Brasil fez dois medalhistas. Allan Victor conseguiu bons resultados nos dois dias e foi vice-campeão nas classes 4 e 5. Já Matheus Furlan levou a medalha de bronze, com o terceiro lugar na classe 5.

No feminino, a revelação Thaynara Moriosini ficou muito perto do pódio. Atleta júnior, ela teve de disputar a prova de Elite por falta de competidores em sua categoria e mesmo assim terminou na quarta colocação na classe 5 – na qual Priscilla Carnaval foi a sexta colocada e Bianca Quinalha, a sétima. Na categoria 4, Priscilla foi a melhor do Brasil, com a quinta colocação, seguida de Squel Stein, na sexta.

O técnico da seleção, Guilherme Pussieldi, ressaltou a importância do evento na luta brasileira pela classificação para Londres/2012. “Os pilotos do masculino conseguiram somar, nos dois dias, 99 pontos para o ranking internacional. As mulheres, 64 pontos. Agora vamos continuar desenvolvendo o nosso trabalho e pensar nas próximas competições que também serão bastante disputadas” comenta Pussieldi.

O próximo desafio da seleção brasileira será no Brasil na disputa da Copa Internacional de BMX, realizada de 9 a 10 de março, na cidade de São Paulo (SP).

Paraciclismo não se classifica para as finais do Campeonato Mudial de Pista – Os atletas da seleção de paraciclismo disputaram neste final de semana o Campeonato Mundial de Pista, em Los Angeles (EUA). Os ciclistas brasileiros não conseguiram se classificar para as finais da prova de perseguição individual e a melhor colocação do País foi com João Scwindt, 10º na classificatória da categoria C5 – apenas os quatro melhores tempos são classificados para a final. Ainda nas provas de perseguição, Soelito Gohr concluiu na 13ª colocação na categoria C5 e Jefferson Spimpolo foi o 17º colocado na categoria C3.

Na prova do quilômetro contra-relógio, o melhor brasileiro foi Soelito Gohr (C5), 16º lugar com o tempo de 1min14s37. Na categoria C3 Jefferson Spimpolo finalizou na 19ª posição com 1min22s551.

Os próximos compromissos da Seleção Paralímpica são: primeira etapa da Copa do Mundo em Roma, na Itália, entre os dias 25 e 27 de maio, e a segunda etapa da Copa do Mundo, em Segovia, na Espanha, entre os dias 15 e 16 de junho.