BrasMX_destaque_02_06

Brasileiro de MX: resumo da etapa de Pedra Bonita (MG)

Correndo em casa BALBI JR. Vence na MX1

Na somatória das baterias Balbi Jr. foi o vencedor da MX1

Na somatória das baterias Balbi Jr. foi o vencedor da MX1

O piloto Antonio Balbi Jr. subiu no lugar mais alto do pódio nesta 2ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, realizada neste domingo em Pedra Bonita (MG). As disputas aconteceram na pista do Motoclube do Brigadeiro e contou com público em grande número.

O piloto venceu a etapa na MX1 com a combinação de um primeiro lugar na primeira bateria e a segunda colocação na bateria final. Para Balbi Jr que completa 33 anos no próximo dia 9 de junho, a vitória foi um presente de aniversário antecipado. “Ganhar essa prova me deixa muito orgulhoso. Hoje pude mostrar que posso andar na frente e fiquei muito feliz. Agora é continuar o trabalho para me manter vivo na briga pelo campeonato”, ressalta Balbi.

O espanhol Carlos Campano ficou na segunda colocação na somatória das duas baterias, mas ampliou a vantagem na liderança do Campeonato. O piloto tem 93 pontos, nove a mais que Jetro Salazar (84). Balbi Jr. é o terceiro com 79 pontos. “A pista estava bem divertida. O objetivo é sempre vencer as duas baterias, mas na primeira bateria acabei caindo. Mesmo assim o resultado foi positivo, pois continuo na liderança do Campeonato”, afirma Campano.

1ª Bateria – uma prova muito disputada. Jetro Salazar largou na frente, seguido de Julien Bill, Wellington Garcia, Carlos Campano e Antônio Balbi Jr. Nas primeiras voltas aconteceram muitas trocas de posições. Julien Bill começou a perder colocações e Wellington Garcia pressionou Jetro Salazar e conseguiu assumir a liderança. Mas Balbi vinha andando rápido e logo já era o ponteiro da prova. Carlos Campano que buscava boas colocações caiu e voltou na 9ª colocação. O espanhol fez uma excelente prova de recuperação. Nas voltas finais a disputa entre Carlos Campano e Jean Ramos pela 4ª colocação levantou o público presente. Os dois pilotos chegaram a trocar posições por algumas vezes, mas na penúltima volta para o fim da prova, Carlos Campano conseguiu a ultrapassagem e assegurou o 4º lugar. Balbi, andando mais rápido que os adversários, liderou a prova praticamente de ponta a ponta. Jetro Salazar foi o segundo, seguido por Wellington Garcia.

2ª Bateria – Balbi largou na frente dessa vez, seguido por Carlos Campano, Marcello Ferreira, o “Ratinho”, Julien Bill, Jean Ramos e Jetro Salazar.  O espanhol logo partiu para cima de Balbi Jr. e conseguiu a ultrapassagem. Balbi sofreu uma queda e voltou na terceira colocação quando começou a pressionar Jean Ramos. Faltando cinco minutos para o fim da prova Balbi encostou ainda mais em Jean e conseguiu fazer a ultrapassagem para recuperar a posição. Carlos Campano também sofreu uma pequena queda, mas se manteve na liderança até o fim da prova. Leandro Silva sofreu um acidente e foi levado pelo helicóptero UTI para o Hospital Casa de Caridade em Carangola. A situação do piloto é estável. Um representante da CBM foi até ao hospital acompanhar o piloto, que passa por exames.

Somatória das Baterias – MX1:
1º – Balbi Júnior
2º – Carlos Campano
3º – Jetro Salazar
4º – Jean Ramos
5º – Wellington Garcia

Classificação do campeonato:
1 – Carlos Campano
2 – Jetro Salazar
3 – Balbi Júnior
4 – Wellington Garcia
5 – Jean Ramos

THALES VILARDI LEVA A MELHOR NA 1ª BATERIA DA MX2

Thales Vilardi vence em Pedra Bonita mas Paulo Alberto continua líder

Thales Vilardi vence em Pedra Bonita mas Paulo Alberto continua líder

O português Paulo Alberto largou na frente na 1ª bateria da MX2 e administrou bem a prova. Thales Vilardi que largou em quarto conseguiu assumir a segunda colocação logo no início, e pressionou bastante o português.

Na sequencia estavam Fábio dos Santos, Hector Assunção, Gustavo Henn, Anderson Cidade e Dudu Lima. Os pilotos por várias vezes alternaram as posições até cruzarem a linha de chegada.

Paulo Alberto até cruzou a linha de chegada à frente, mas no resultado final ficou com a segunda posição. Após a prova o júri analisou imagens e decidiu penalizar o português em 30 segundos por ter saltado em bandeira amarela. Com a penalização, Thales assumiu a primeira posição da prova, Paulo ficou em segundo e Hector em terceiro.

“Eu não larguei muito bem, mas acelerei bastante e consegui assumir boa posição. Pressionei bastante o Paulo e cheguei bem perto dele, mas freei na bandeira amarela e ele saltou, e abriu um pouco. Mas, de certa forma acabei dando sorte, ele cometeu um erro. Agora é continuar treinando”, destaca Thales.

A segunda bateria da categoria MX2 precisou ser adiada para a próxima Etapa, por questões de segurança dos pilotos.

Cinco primeiro da bateria – MX2:
1º Thales Vilardi
2º Paulo Alberto
3º Hector Assunção
4º Fabio Aparecido dos Santos
5º Eduardo Lima

Classificação do campeonato:
1º Paulo Alberto
2º Hector Assunção
3º Thales Vilardi
4º Anderson Cidade
5º Gustavo Henn

CHUMBINHO VENCE E ASSUME A LIDERANÇA DA MX3
Milton Becker venceu na categoria MX3. Com o resultado, o piloto assume a liderança da competição com 47 pontos.

Chumbinho é o líder da MX3

Chumbinho é o líder da MX3

Emoção é o que não faltou na prova. Com a vitória na 1ª etapa, Davis Guimarães era o líder da categoria, seguido de Chumbinho, que na primeira disputa do ano ficou em segundo. Foram justamentes esses pilotos que fizeram as disputas mais emocionantes.

Na largada os pilotos já mostraram que seria uma grande prova. Milton Becker saiu na frente, seguido por Davis, mas antes do fim da primeira volta o piloto assumiu a ponta. Chumbinho começou a partir para cima do ponteiro, mas os dois se chocaram. Milton Becker levou a pior, foi para o chão e voltou apenas na quarta colocação.

Enquanto Davis disparava na liderança da prova, Chumbinho começou a prova de recuperação. O piloto conseguiu boas ultrapassagens até chegar na briga pela ponta. Davis tentou segurar de tudo quanto é jeito, mas Milton Becker conseguiu pular na frente ao fazer por dentro a curva que fica antes do arco de chegada.

No final Milton Becker conseguiu abrir vantagem para receber a bandeira quadriculada em primeiro. Davis chegou em segundo lugar, mas foi penalizado em 30 segundos por cortar um trecho da pista. Com a punição o piloto ficou com a 4ª posição. Mariana Balbi que também fez uma boa prova de recuperação ficou com o segundo lugar na prova.

A equipe do piloto Davis Guimarães entrou com recurso, mas o Júri de Prova, após analisar as imagens gravadas pela imprensa, manteve a decisão do diretor de prova.

Resultado da MX3
1º – Milton Becker
2º – Mariana Balbi
3º – Richard Gabriel
4º – Davis Guimarães
5º – Wolney Ferreira

Classificação do campeonato:
1 – Milton Becker
2 – Davis Guimarães
3 – Mariana Balbi
4 – Wolney Ferreira Lima
5 – Richard Gabriel Bermudez

ENZO LOPES VENCE NA JÚNIOR

Enzo Lopes

Enzo Lopes

Gate cheio marcou a disputa dos pilotos da Junior na 2ª Etapa do Brasileiro de Motocross, em Pedra Bonita (MG). Mais uma vez o piloto Enzo Lopes levou a melhor e garantiu o favoritismo na competição. O gaúcho, que é o atual campeão da categoria, segue líder do Campeonato.

“A prova foi legal, fazia tempo que não andava em uma pista assim. Valeu a pena”, aponta Enzo. Ele acrescentou que a prova não foi fácil, mesmo chegando em primeiro. “Não fiz uma boa largada, mas ainda na primeira volta assumi a primeira colocação e consegui manter”.

Gabriel Della Flora largou em segundo, mas logo em seguida perdeu a posição para Vinícius Abreu. Leonardo Almeida e Djalma Carvalho travaram uma boa disputa na briga pela quarta colocação, mas Djalma levou a melhor.

Resultado da etapa – Júnior:
1º Enzo Lopes
2º Vinícius Abreu
3º Gabriel Della Flora
4º Djalma Carvalho de Brito
5º Leonardo de Almeida

Classificação do Campeonato:
1º Enzo Lopes
2º Gabriel Della Flora
3º Djalma Carvalho
4º Vinicius Abreu
5º Frederico Molina