Público viu grandes pegas em Paty do Alferes (RJ)

Brasileiro de MX: resumo de Paty do Alferes (RJ)

CARLOS CAMPANO VENCE AS DUAS BATERIAS DA MX1 E SOBE PARA SEGUNDO LUGAR
Mesmo com clima chuvoso, público comparece em peso

A 6ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross em Paty do Alferes trouxe o evento de volta ao estado do Rio de Janeiro após quatro anos sem ser realizada uma prova do Nacional em terras fluminenses. A pista agradou a pilotos e amantes do Motocross. O público compareceu em massa, lotando os arredores da pista, mesmo com o clima chuvoso do domingo.

Público viu grandes pegas em Paty do Alferes (RJ)

Público viu grandes pegas em Paty do Alferes (RJ)

As disputas em todas as baterias animou a platéia, já que, além de bons pegas, houve decisão de título. Enzo Lopes sagrou-se bicampeão Brasileiro da categoria Júnior ao vencer sua prova, neste domingo (21), tudo isso, faltando ainda uma etapa em disputa na categoria.

Na MX2, o final de semana foi do português Paulo Alberto. A categoria teve uma bateria extra, realizada no sábado e que foi válida pela segunda etapa de Pedra Bonita (MG). Com a complementação em Paty dos Alferes, a vitória na soma foi do português. Ele também foi o vencedor na soma das baterias válidas pela 6ª etapa.

Jetro Salazar ainda é o líder da MX1, mas viu a diferença para seus adversários cair. O espanhol Carlos Campano dominou as duas baterias e somou mais 50 pontos no Campeonato, Jetro, terminou a etapa na terceira posição. “Fiz uma boa etapa. A primeira bateria foi boa, não cansei muito. Na segunda fiz uma boa largada, então o balanço do fim de semana foi positivo. Daqui para frente vai ser bem difícil, já que todo mundo quer ganhar, então, tem que ter uma cabeça forte e manter o foco para não se perder. Mas, temos a possibilidade de ganhar o Brasileiro sim”, resumiu o líder do Campeonato.

Primeira Bateria – MX1 – A briga pela primeira posição foi entre o equatoriano Jetro Salazar que largou bem, assumindo a ponta e o espanhol Carlos Campano. Nenhum dos dois conseguiu desgarrar muito. Até que, Campano assume a liderança e administra a ponta até o final, garantindo os 25 pontos nessa bateria. Jetro, chega em segundo, depois de uma boa disputa. Na terceira posição terminou Jean Ramos. O piloto estava em quinto e conseguiu uma posição melhor ao ultrapassar o americano Adam Chatfield e Wellington Garcia, proporcionando dois bons momentos para o público. Adam terminou em quarto nessa bateria, seguido de Jorge Balbi Jr, que começou a mostrar que ia dar trabalho.

Público compareceu em grande número à 6ª etapa do Brasileiro de Motocross

Público compareceu em grande número à 6ª etapa do Brasileiro de MX

Segunda Bateria – MX1 – Balbi Jr, que mostrou estar disposto a deixar a disputa mais equilibrada, começou bem a segunda bateria. Campano largou na frente, seguido de Balbi Jr durante toda a prova. O Brasileiro não deixou o espanhol abrir vantagem, disposto a mostrar que estava na briga pela primeira colocação dessa bateria.
No final, Balbi acelerou o que pôde, diminuindo a diferença para Campano. Na última volta, os dois ficam muito próximos, mas o espanhol controlou bem e garantiu a segunda vitória do dia. O brasileiro chegou em segundo. Estreante, o americano Aaron Blake fez uma boa primeira volta e começou na terceira posição. Ele não se sustentou até o final, sendo ultrapassado pelo líder do Campeonato, Jetro Salazar e Jean Ramos, terminando em 5º. Jean foi em busca do terceiro lugar. Ele que na primeira volta estava em sétimo, foi buscando as posições. Na primeira grande disputa, passou o americano, começando a perseguição a Jetro Salazar. Uma melhor colocação que o líder nessa bateria diminuiria a diferença dele para ponta do Campeonato. Em uma manobra incrível, Jean ultrapassou Jetro no salto próximo ao público, deixando o povo animado com a disputa na pista. Jean então assumiu a terceira posição e seguiu administrando até o final. Jetro, chegou em quarto.

Resultado da soma das baterias – MX1:
1ª Carlos Campano
2º Jean Ramos
3ª Jetro Salazar
4º Jorge Balbi Jr
5º Adam Chatfield

Classificação do Campeonato após 6 etapas:
1º Jetro Salazar 241 pontos
2º Carlos Campano 220
3º Jorge Balbi Jr 219
4º Jean Ramos 218
5º Wellington Garcia 212


PAULO ALBERTO VENCE A 6ª ETAPA NA MX2

Paulo Alberto vence mas Thales Vilardi continua líder

Paulo Alberto vence mas Thales Vilardi continua líder

A categoria MX2 foi marcada por boas ultrapassagens, tanto na primeira quanto na segunda bateria da 6ª etapa do Brasileiro de Motocross, em Paty do Alferes (RJ). A diferença entre o primeiro, Thales Vilardi e segundo colocado, Paulo Alberto, era de apenas quatro pontos, e após esta etapa, ficou ainda menor. “Eu fiz duas boas provas e me aproximei mais do Thales. As próximas provas com certeza serão ainda mais acirradas. Não vim para ficar em segundo no Campeonato”, ressalta o português.

Thales segue na liderança, com dois pontos de vantagem e também pretende garantir o título. “Na primeira bateria não larguei bem, já na segunda me concentrei mais. O Paulo atacou muito, mas consegui chegar à frente. Eu quero e ele também quer vencer o Campeonato, então vou continuar com meu foco”, destaca Thales.

Primeira bateria – MX2 – Na largada teve uma grande confusão de queda de pilotos, Hector Assunção e Paulo Alberto estavam no meio. Anderson Amaral largou na ponta, seguido de Anderson Cidade, Thales Vilardi e Enzo Lopes. Antes mesmo da primeira volta Anderson Cidade teve problemas com a moto e perdeu muitas posições. Thales Vilardi caiu aos quatro minutos de prova, mas ainda voltou em segundo. Quem aproveitou foi Pepê Bueno, que pressionou Thales até conseguir a segunda posição. Aos 15 minutos, Thales dá o troco. Logo em seguida Paulo Alberto, que fez uma prova de recuperação, se aproxima de Pepê Bueno e aos 19 minutos passa o piloto e assume a terceira posição. Os três primeiros travaram uma grande briga, até que Thales passa Anderson Amaral, e o português também faz o mesmo. A partir daí a disputa ficou entre Thales e Paulo. O português foi mais rápido e assumiu a ponta. Faltando dois minutos para acabar a prova, Hector que também fez uma prova de recuperação, surge e vai para cima de Thales, ultrapassando o piloto a alguns metros da chegada.

Segunda bateria – MX2 – Thales Vilardi saiu na frente e na sequencia estavam Anderson Cidade, Anderson Amaral, Paulo Alberto e Pepê Bueno. Paulo acelerou e aos cinco minutos já era o segundo na disputa. O português alcançou Thales e os dois fizeram uma bela disputa. Faltando quatro minutos para encerrar a prova, Paulo aperta e os dois chegaram a ficar lado a lado na disputa, mas Paulo caiu no salto, e Thales garantiu a vitória da bateria.

Resultado da soma das baterias – MX2:
1º Paulo Alberto
2º Thales Vilardi
3º Hector Assunção
4º Anderson Cidade
5º Pedro Henrique (Pepê Bueno)

Classificação após 6 etapas:
1º Thales Vilardi (260 pts.)
2º Paulo Alberto (258 pts.)
3º Hector Assunção (243 pts.)
4º Gustavo Pessoa (176 pts.)
5º Anderson Cidade (171 pts.)

ENZO LOPES VENCE NA JÚNIOR E É CAMPEÃO ANTECIPADO

Com a pista pesada por causa da chuva da noite desse sábado (20), e da manhã do domingo (21) a prova da categoria Junior na 6ª Etapa do Brasileiro de Motocross foi marcada por muitas quedas. O gaúcho Enzo Lopes já entrou na pista pensando em vitória antecipada, já que a diferença para o segundo colocado era de 39 pontos.  O piloto não largou bem, quem saiu na frente foi Renan Goto. Mas, logo na segunda volta, Renan caiu e Enzo assumiu a ponta. Aos sete minutos de disputa, Frederico Spagnol vai para cima de Renan, que cai novamente, e acaba perdendo a posição.

A briga pela segunda posição ficou boa. Renato Costa pressionou Frederico e o ultrapassou, mas o piloto deu o troco. Enzo Lopes cai três vezes durante a prova, mas não perdeu nenhuma posição, garantindo assim a primeira colocação da etapa e ainda o título antecipado do Brasileiro na categoria. O gaúcho é bi campeão na Junior. “Eu fiquei muito feliz com o resultado, vencer antecipadamente é muito bom. Tive umas quedas, mas consegui subir rápido na moto e não perdi posições. Agora é focar em outra categoria, já que ano que ano que vem participo apenas da MX2”, ressalta Enzo.

Resultado da etapa – Júnior:
1º Enzo Lopes
2º Frederico Spagnol
3º Renato Costa
4º José Felipe Mombach
5º Vinicius Abreu

Classificação após 6 etapas – Júnior:
1º Enzo Lopes (150 pts.) –  CAMPEÃO ANTECIPADO
2º Frederico Spagnol (108 pts.)
3º Vinicius Abreu (97 pts.)
4º Djalma Carvalho (91 pts.)
5º Leonardo de Almeida (84 pts.)

FALTANDO UMA PROVA PARA O FINAL DO CAMPEONATO, DAVIS GUIMARÃES ABRE OITO PONTOS

Com o resultado da prova da MX3 realizada no sábado (20), Davis Guimarães abriu vantagem na briga pelo título da MX3, a uma etapa do fim do Campeonato. Milton Becker, Chumbinho, e Davis Guimarães brigaram pela vitória desde a primeira curva. O pega foi acirrado. Davis assumiu a ponta ainda na primeira volta e liderou até o fim, mas, sem conseguir abrir vantagem para Chumbinho, que pressionou o rival o quanto pôde. Na terceira posição, uma corrida segura e sem sustos de Richard Berois, praticamente, sem mudar de posição durante a prova.

Vinicius Rachid e Mariana Balbi fizeram dessa prova uma boa corrida de recuperação. Rachid caiu logo no começo, ficando muito para trás. No entanto, recuperando posições volta a volta, terminou essa etapa em quarto lugar. Já Mariana, estava em quarto, quando sofreu uma queda, conseguindo se recuperar e finalizou na quinta colocação, fechando o pódio.

Com o resultado dessa etapa, Davis Guimarães continua líder e ainda abre vantagem na briga pelo título. Mesmo apenas com dois pilotos na luta pelo título, o Campeonato ainda está em aberto. Tudo será decidido na última prova, em Santa Maria (RS), dias 11 e 12 de outubro.

Resultado da etapa – MX3:
1º Davis Guimarães
2º Milton Backer
3º Richard Berois
4º Vinicius Rachid
5ª Mariana Balbi

Classificação após 6 etapas – MX3
1º David Guimarães 143 pontos
2º Milton Backer 135
3º Richad Berois 106
4ª Mariana Balbi 105
5º Erivelto Nicoladelli 71