xre300-2017_4

Honda XRE 300 2017 chega sem mudanças

A Honda apresenta a XRE 300 na versão 2017 sem mudanças significativas, exceto nova combinação de cores, Preto e Verde Perolizado, na versão STD, e a inédita Branco Rally, somente na C-ABS. Projetada para quem necessita de um meio de locomoção para o dia a dia nas cidades e para aqueles que desejam se aventurar pelo on-off ou estradas aos finais de semana, essa trail da Honda, segue sendo uma moto competitiva no segmento.

Ela se destaca pelos freios C-ABS (Combined ABS), o que não é exatamente desejado para que usa a moto no off-road, mas que no asfalto é realmente muito eficiente, sobretudo em relação às suas concorrentes, Yamaha Lander e XTZ Ténéré 250, que não trazem o componente. A moto tem também o diferencial comercial de oferecer 3 anos de garantia com 7 trocas de óleo gratuitas em sete revisões.

No mais, a XRE 300 segue igual, com seu desenho no mesmo padrão adotado pela Honda para todas as suas motos on-off-road, como a pequena XRE 190 e a recém-lançada CRF 1000L Africa Twin. O painel de instrumentos é do tipo Blackout que traz todas as volume informações necessárias, como velocidade, medidor e consumo de combustível, tacômetro, hodômetro total e parcial, além de luzes espias, que auxiliam no monitoramento da motocicleta.

Equipada com motor DOHC (Double Over Head Camshaft), com duplo comando no cabeçote de 291,6 cc de capacidade cúbica, o conjunto apresenta características técnicas compatíveis, mas nos testes realizados pelo Motonline – teste 1 e teste 2 – houve uma certa polêmica quanto ao consumo. Trata-se de um monocilíndrico de quatro tempos arrefecido a ar, alimentado por injeção eletrônica PGMFi, que desenvolve potência máxima de 25,4 cv a 7.500 rpm e torque de 2,76 kgf.m a 6.000 rpm (gasolina) e 25,6 cv a 7.500 rpm e torque de 2,80 kgf.m a 6.000 rpm quando alimentado por etanol. O câmbio é de 5 velocidades e a transmissão final por corrente.

Seu chassi é tipo berço semiduplo que oferece comportamento estável em qualquer tipo de resposta para uso em terrenos distintos. Seu conjunto de suspensão utiliza garfo telescópico com 245 mm de curso na dianteira. Já a traseira conta com suspensão mono-amortecida tipo Pró-link com curso de 225 mm e balança de alumínio. Esse conjunto realmente deixa a moto muito prazerosa de pilotar. Os aros de alumínio cromatizado preto dá um ar de sofisticação à moto e levam pneus para uso misto na configuração 10/90 – 21M/C (dianteiro) e 120/80 – 18M/C (traseiro), que no asfalto “cantam” um pouco, mas vão muito bem no off-road.

Urbana e para pequenas viagens no asfalto ou fora dele, a XRE 300 atende muito bem

Urbana e para pequenas viagens no asfalto ou fora dele, a XRE 300 atende muito bem

Fabricada em Manaus (AM) a linha 2017 da XRE 300 estará disponível em toda rede de concessionários Honda à partir de Fevereiro. Na versão Standard, as cores disponíveis serão verde perolizado e preto, com preço público sugerido de R$ 16.190,00. Já a C-ABS, com freios antitravamento e combinados eletronicamente, o modelo traz com exclusividade a inédita cor Branco Rally, com preço público sugerido de R$ 17.990,00. A garantia é de três anos sem limite de quilometragem, com fornecimento gratuito de óleo em sete revisões.

Separador_motos



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.