Chumbinho disputa a MX3 no Brasileiro

O piloto da Pro Tork Racing Team estar  na briga da categoria que j  o trouxe trˆs t¡tulos nacionais; Nico Rocha, lesionado, estar  fora da disputa

Indaiatuba (SP) – A abertura do Campeonato Brasileiro de Motocross est  cheia de surpresas. Com a ausˆncia do piloto Nico Rocha na briga da MX3 devido a uma lesÆo na coluna, a Pro Tork Racing Team contar  com Milton Becker, o Chumbinho, nesta categoria. Inicialmente, ele, que ‚ um dos mais vitoriosos pilotos do pa¡s com 12 t¡tulos nacionais, mediria for‡as com os jovens pilotos da MX2. As provas da primeira etapa da competi‡Æo acontecem neste domingo em Indaiatuba, cidade do interior paulista.

Chumbinho estava preparado para encarar a MX2. ‘Eu j  me imaginava no meio da briga com os mais novos. De qualquer maneira, me sinto em casa participando da MX3 (na qual ‚ o atual tricampeÆo)”, comenta o piloto que, mesmo com a moto especial para a MX2, de 250cc, foi o mais r pido nos treinos livres deste s bado. A categoria MX3 permite motos de at‚ 4 50cc. A partir de agora, ele prepara o seu equipamento para encarar essa briga.

Nico Rocha est  fora da disputa devido a lesÆo que sofreu h  duas semanas. Ap¢s uma batida, Nico foi lan‡ado da moto e sofreu uma pressÆo muito forte na coluna. Agora, ele se recupera para poder come‡ar com tudo a competi‡Æo. “Estou fazendo todos os tratamentos poss¡veis. Dos rem‚dios prescritos pelo m‚dico at‚ massagens e banhos de ofur“”, comenta. Vice-campeÆo da categoria MX3 em 2006, ele inicia no nacional na segunda etapa da disputa, que acontece no final de mar‡o em Coxim (MS). “Optamos pela recupera‡Æo completa para depois arriscar tudo”, complementa.

Os outros pilotos da Pro Tork Racing Team tamb‚m estÆo em Indaiatuba para a primeira etapa do Brasileiro de Motocross. Marronzinho est  na defesa do t¡tulo da MX1, Paulinho Stedile, de volta ao motocross, disputa a MX2 ao lado de Rafael Zenni. R afael Faria compete pela MXJr e Douglas Santos pela 85cc.