Chuva pode ser um complicador adicional na prova de abertura do Brasileiro de Enduro FIM

Chuvas podem influenciar na abertura do Brasileiro de Enduro FIM

Cerca de 120 pilotos participam da abertura do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM que será realizada na Usina hidrelétrica de Mascarenhas de Moraes, localizada na Serra da Canastra, a 20 quilômetros de Ibiraci (MG). Na última quinta-feira foi aberta a secretaria de provas e foram feitas as entregas de materiais para a prova. No sábado (6) e domingo (7) acontecerão as disputas.

Chuva pode ser um complicador adicional na prova de abertura do Brasileiro de Enduro FIM

Chuva pode ser um complicador adicional na prova de abertura do Brasileiro de Enduro FIM

As condições climáticas na região de Ibiraci podem ser decisivas para os pilotos. “A previsão do tempo marca chuvas esparsas na região, ou seja, imprevisível, o que traz uma grande expectativa, pois a chuva muda  consideravelmente o percurso”, explica o diretor de Enduro FIM da CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo, Maurício Brandão.

Percurso: A volta terá 39 quilômetros com quatro especiais. A primeira especial será um Cross Test (CT) em um antigo campo de futebol com alguns obstáculos artificiais, muitas curvas, gramado estilo mundial de enduro. O CT terá 2.000 metros. A segunda especial será a mais longa com 2.800 metros. No Extreme Test (XT), que será realizado na “Trilha da Laje”, os pilotos terão que superar as pedras brancas, cascalho e subidas. A terceira especial será um Enduro Test (ET1), com pedras soltas, terreno mais batido, subidas e grama, com 2.600 metros. A quarta especial será outro Enduro Test (ET2), com pedras brancas e degraus. Nesse ET de 2.500 metros os pilotos passarão pelo Mirante das Antenas, local onde poderão contemplar as belezas naturais da região.

Veja a programação:  clique aqui