amparo-passeio-de-moto-bate-volta-de-sao-paulo-1

Dica de passeio bate-volta de moto: a charmosa Amparo/SP

Considerada a Capital Histórica do Circuitos das Águas, Amparo é uma pequena cidade que guarda um charme especial. Suas igrejas, casarões e outras construções dos séculos XIII e XIV são um convite a parte para uma experiência de contemplação e relaxamento… ainda mais por estar pertinho de São Paulo. Ah, também é um lugar legal para voar de parapente!

Quer fazer um passeio de moto num bate-volta de São Paulo? A dica é a charmosa Amparo, repleta de história, charme e prédios antigos. Quem nos guia nesta viagem, claro, é Eliana Malizia!

Quer fazer um passeio de moto num bate-volta de São Paulo? A dica é a charmosa Amparo, repleta de história, charme e prédios antigos. Quem nos guia nesta viagem, claro, é Eliana Malizia!

Distante 150 km da capital, Amparo foi o destino escolhido pela aventureira Eliana Malizia desta vez – e ela garantiu uma Harley-Davidson Road King Special como companheira. Piloto de testes de motos, repórter de mototurismo e lifestyle, Eliana tem seu escritório na pista e na estrada, desde que em cima de uma moto. Ela cursou fotojornalismo e Educação Física, fez MBA em Marketing e cursos extensivos em Los Angeles e também já passou por revistas especializadas, sites, e jornais. Hoje, relata suas histórias de viagens e reconhecimento profissional no seu site pessoal, o Acelerada.

Dica de viagem: Amparo, pilotando a Road King Special – Por Eliana Malizia

A 153 km da capital de São Paulo, Amparo foi a escolhida para passar um fim de semana bem bacana. A cidade é conhecida pela sua beleza natural, a cidade que preserva seu patrimônio arquitetônico e histórico é também considerada a Capital Histórica do Circuitos das Águas.

Eliana escolheu a Harley-Davidson Road King Special como companheira neste passeio

Eliana escolheu a Harley-Davidson Road King Special como companheira neste passeio

Para chegar a Amparo, parti cedo de “Sampa” super bem acompanhada da Harley-Davidson Road King Special. Segui pela Rodovia dos Bandeirantes até a saída 59,  sentido a cidade de Itatiba. Antes de pegar a estrada de Morungaba, parei no Art Café para um cafezinho e um bate papo com novos amigos motociclistas, afinal, este point é local de encontro dos apaixonados por duas rodas.

Estradinha que leva a cidade é deliciosa para quem curte curvas sinuosas, mas exige cuidado e muita atenção, pois é cobiçada por motociclistas - infelizmente alguns abusam da velocidade por ali

Estradinha que leva a cidade é deliciosa para quem curte curvas sinuosas, mas exige cuidado e muita atenção, pois é cobiçada por motociclistas – infelizmente alguns abusam da velocidade por ali

A paisagem pela estrada é linda, passei por alguns portais de fazendas da região. Fiquei atenta e segui a estrada tranquilamente. Logo cheguei a Amparo e, antes de ir para o hotel, já fiz um passeio no  centrinho da cidade.

Estação Ferroviária

A primeira parada foi na estação ferroviária, desativada, foi inaugurada em 1875 e ligava a cidade de Jaguariúna ao município de Socorro. Na época de uso facilitava o escoamento da produção de café. A estação tem bonita arquitetura e faz parte do cartão postal da cidade.

Poucos metros dali, caminhei pela Praça Pádua Salles, onde encontrei a Casa da Cultura e a Pinacoteca Municipal. Rodeada de verdes e fontes de água, vale uma paradinha para descansar. Comi um petisco num boteco por ali mesmo observando o movimento comercial de uma sexta-feira.

As simpáticas Igrejinhas

Quem gosta de observar arquiteturas de igrejas (como eu) vai adorar as de Amparo. Uma mais simpática que a outra, todas estão próximas, situadas no centro. A Igreja Matriz de Nossa Senhora do Amparo foi a primeira capela da cidade, erguida em 08 de Abril de 1817. Outras que visitei : Igreja de São Sebastião e Igreja de Nossa Senhora do Rosário – esta foi construída por volta de 1831 e, também, foi a “igrejinha” com a qual mais simpatizei.

Encantadoras, as igrejinhas são exemplos vivos da arquitetura que predomina na cidade, oriunda dos séculos XVIII e XIX

Encantadoras, as igrejinhas são exemplos vivos da arquitetura que predomina na cidade, oriunda dos séculos XVIII e XIX

Não posso esquecer que também passei por outra bonita igreja, a Matriz de São Benedito, construída em 1885 com a ajuda de escravos. Em volta das igrejas e praças, lindos casarões de estilo colonial da época do café ajudam o “cenário” ficar ainda mais bonito. Depois das voltas nas praças, igrejas, visitei outro ponto turístico da cidade: o Mercado Municipal, com uma bela arquitetura oriental.

Repondo as energias

Hospedei-me em um hotel fazenda SPA chamado Sant’Anna. Chegando lá, uma surpresa: em uma área com 1,5 milhão m² de bosques, o Hotel possui arquitetura clássica do final do século XIX e é decorado com muita elegância e objetos antigos. Do centro da cidade até o Hotel são quase 2 km de estrada de chão em bom estado, e claro, fui tranquilamente  com a Road King.

Hotel spa Sant'Anna, um lugar perfeito para recarregar as energias

Hotel spa Sant’Anna, um lugar perfeito para recarregar as energias

Anoiteceu, sai para jantar e beber uma cerveja gelada, por isso decidi deixar a moto e chamar um táxi (se beber não pilote, lembra?). Então lá foi eu até o restaurante que me recomendaram, o Casqueiro. Local com uma decoração pitoresca, exposta coleções de caixas de uísque e latas de cerveja. Recomendo a porção Filé Casqueiro (filé ao molho de gorgonzola).

Depois do jantar, caminhei até o Botequim Rosário, muito simpático com mesinhas na rua, fica frente a Igreja do Rosário. Foi ótima pedida para um fim de noite, com música boa e cerveja gelada. Voltei feliz para o Hotel muito satisfeita com meu super dia. Amparo tem um clima delicioso de interior, me fez lembrar aquelas pequenas cidades históricas de Minas Gerais.

Com arquitetura antiga e pequenos bares pelas ruas, Amparo (SP) lembra aquelas cidades históricas de Minas Gerais

Com arquitetura antiga e pequenos bares pelas ruas, Amparo (SP) lembra aquelas cidades históricas de Minas Gerais

Outro dia show!

Café da manhã dos deuses no hotel – havia a opção light sugerida pelo SPA. Depois da digestão fiz as trilhas que começam ali mesmo do hotel. A trilha do Mirante e a Trilha da cachoeira.

Voo de parapente em Amparo (SP)

Para voar alto, precisei da moto de novo e parti para aventura, afinal, um dos principais objetivos desta Trip foi fazer o voo de parapente em Serra Negra, 17km de distância de Amparo. Além de ser um lugar maravilhoso para voar, é uma boa opção para fugir dos lugares para voar que são clichês e bastante movimentados.

A região é ainda mais linda vista a mil metros de altitude! Passeio de parapente é um atrativo imperdível para quem visitar a cidade

A região é ainda mais linda vista a mil metros de altitude! Passeio de parapente é um atrativo imperdível para quem visitar a cidade

Pra chegar até a rampa de voo, tem um trecho de 1 quilometro de terra em boa condição.  O voo dura de 15 a 25 minutos. La do alto (1000 metros) é possível ver a cidade de Serra Negra inteira e algumas cidades da região. Foi uma experiência inesquecível!!

O Orquidário e famoso Bar do Gil

A tarde chegou e precisei começar a arrumação para a volta para São Paulo. Vesti equipamento e desci até o centro de moto com tudo pronto para partir. Para despedir-me da cidade fui visitar o Parque Ecológico, onde encontrei riachos e trilhas e o melhor, o orquidário que possui mais de 500.000 vasos e 25.000 de espécies de orquídeas exóticas. Valeu muito a pena a visita. Depois dali, não deixei de seguir até a pequena Arcadas, um distrito de Amparo a uns 12 km do centro. Fica na rodovia que liga Amparo a Pedreira. O que me levou lá foi o famoso e tão falado restaurante Grécio’s Frutos do mar, mais conhecido como Bar do Gil. Não possui nome na fachada, então vale parar e perguntar onde fica o Bar. Com informação de moradores, achei fácil. O restaurante é bem simples e estava lotado, inclusive com muitas motos estacionadas na frente.

amparo-passeio-de-moto-bate-volta-de-sao-paulo-12

Para um belisco antes de voltar para minha cidade, provei a casquinha de siri e a de caranguejo.  Sem duvida foi uma das casquinhas de siri mais deliciosa que provei. A vontade era de ficar ali, repetir todo roteiro, mas… despedi-me de Arcadas e Amparo e voltei pra Sampa feliz da vida, afinal, foi um fim de semana com gastronomia de primeira, história, descanso, piscina, cachoeira, aventura, dias de sol e moto, claroooo!

Fotos: Eliana Malizia e Stephan Solon

Onde comer e beliscar

Art Café – Perfeito lugar para tomar um café antes de encarar a estradinha sinuosa de Morungaba.
Rua Araújo Campos, 818 Morungaba,
(0xx)11 4014-7772

Casqueiro Choperia e Restaurante 
Rua Comendador Guimarães, 65
(19) 3807-2481
http://casqueiro.com.br/

Botequim rosário 
Rua Quinze De Novembro , 8, Amparo, SP

Restaurante Grécio’s Frutos do Mar (Bar do Gil) –
Rua Alfredo Leopoldino de Campos, 80

Distrito de Arcadas – Município de Amparo/SP
Tels: (019) 3807-1241 ou (019) 3807-1242

Com quem voar?amparo-passeio-de-moto-bate-volta-de-sao-paulo-7

Danilo
Preço: R$250,00 (com filmagem GoPro)
Instagram: @danilaovoolivre
Contato: 11-98225-6262

Onde Ficar

Hotel Fazenda SPA Sant’Anna
http://www.hotelsantanna.com.br/
Endereço: Bairro Córrego Vermelho – CEP 13.900-972 – Caixa Postal 2781 – Amparo – SP
(11) 3509-4252 (19) 3808-7527

Como chegar

Opção 1 – Pela Via Anhangüera: entre após Jundiaí no km 61 em direção  Itatiba. Chegando a Itatiba, na segunda rotatória vire à direita e siga sentido Morungaba, passe por Morungaba, seguindo sentido Amparo.
Opção 2 – Pela Rodovia dos Bandeirantes: na saída 59, entre após o Restaurante Lago Azul à direita, sentido Itatiba, siga em frente no trevo de Itatiba, passe por Morungaba, seguindo sentido Amparo.

separador_harley